RSS

O Segredo de Jó

19 out

“Assim, a minha herança são meses de ilusão, e a mim couberam noites de sofrimento. Ao me deitar, fico pensando: Quando me levantarei?(…)Meu corpo cobre-se de pus e de feridas, a pele rompe-se e supura. Meus dias correm velozes como a lançadeira, e se consomem sem qualquer esperança. Lembra-te! A minha vida é um sopro, e os meus olhos nunca mais verão a felicidade”. (Jó 7,3-7)

Apesar dos problemas diários, apesar da violência, desemprego, da falta de terra, de moradia e saúde, acho que nunca me deparei com alguém tão desesperançado, desanimado e angustiado como o Jô. Se o dia tivesse vinte e cinco horas, seriam vinte e cinco horas de sofrimento.

Vejamos algumas de suas palavras: “Couberam-me noites de sofrimento. Se me deito penso: Quando poderei levantar-me? “Minha vida é somente um sopro e meus olhos não voltarão a ver a felicidade!”

Realmente são palavras desanimadoras, onde não se percebe, pelo menos, uma gota de fé. Parece que Jó não é capaz de visualizar nada no horizonte, nenhum sinal de luz. Parece que o túnel não tem fim.

Quantas e quantas vezes nos sentimos exatamente como Jó. Acordamos e deitamos magoados e desesperançados. Da a impressão que o mundo é um buraco sem fundo e que, nunca mais veremos a felicidade. Os dias passam rapidamente e se consomem sem esperança.

Na verdade, quem conhece Jó sabe que estamos analisando apenas um pequeno trecho de sua vida. O encontramos num momento de profunda angústia e falando, de forma bem franca, para alguns amigos que o visitavam.

Jó era um homem reto e de muita fé. Muito rico, louvava e agradecia a Deus por tudo que tinha. Oferecia sacrifícios a Deus, como meio para remissão dos seus pecados e dos seus filhos. Até que certo dia recebeu um golpe muito forte. De um momento para outro, perdeu todos os seus bens, suas ovelhas, seus escravos. Para completar, sua casa desabou e todos seus filhos morreram soterrados.

Jó foi ainda acometido por uma grave enfermidade. Foi submetido a uma série de provações e comportou-se exatamente como Deus esperava. Nunca perdeu a fé, nem deixou de ressaltar a bondade Divina. Mesmo com seu corpo coberto pela lepra e sem esperança de cura, jamais blasfemou.

Por pior que possa parecer o dia-a-dia, um filho de Deus não pode perder a esperança de um dia visualizar as maravilhas que os olhos humanos jamais viram. Acreditar sempre! Esse é o segredo de Jó para preservar sua amizade com Deus.

About these ads
 
Deixe um comentário

Publicado por em 19/10/2012 em Bíblia, Curso Bíblico

 

Tags: ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: