A RCC e os protestantes pentecostais

A história da Igreja já conheceu muitas falsas escolas de espiritualidade: certos grupos ou movimentos que, sem separar-se abertamente da Igreja, no entanto difundiam princípios e práticas que não condiziam com as verdades da Fé, com os costumes da Tradição e com os ensinamentos e exemplos dos Santos.Assim, por exemplo, nos séculos XVII e XVIII, a Europa foi infestada por um “movimento” intitulado Jansenismo, iniciado por um bispo católico (Cornélio Jansênio) e abraçado por uma verdadeira legião de bispos, padres, religiosos e fiéis, com plena convicção de ser este o caminho ideal de santificação para uma alma.

O que os fatos demonstraram, porém, é que o jansenismo, embora jurasse ser um movimento absolutamente católico, e realmente pudesse iludir a qualquer desavisado, era, na verdade, uma infiltração do protestantismo dentro da Igreja Católica, seja por seus princípios, seja por suas práticas. E demorou muito tempo para a Igreja conseguir extirpar o jansenismo.

No começo do século XX um outro movimento que passava por católico, o Sillon, conseguiu iludir a todos, até o Papa de então, o grande São Pio X, que chegou a aprovar esse movimento.

Mais tarde, porém, o próprio São Pio X teve de reconhecer que se enganara, ou melhor, fora enganado, e se retratou condenando oficialmente o mesmo movimento que antes aprovara. (Lembramos que o Papa só é infalível quando fala ex cátedra, podendo perfeitamente errar nos demais casos)

Pois bem. Chegamos agora à década de 1970, Estados Unidos: tem início no meio protestante um movimento destinado a “afervorar” a espiritualidade dos grupos protestantes, tendo por base um suposto “batismo no Espírito Santo”, acompanhado de manifestações estranhas, como falar sílabas sem nexo, desmaiar pelo chão, sentir um ardor no rosto, cantar músicas barulhentas, dançar, etc.

Sabe-se lá sob a inspiração de qual demônio, mas o fato é que algumas pessoas resolveram trazer este movimento protestante, genuinamente protestante, para dentro da Santa Igreja Católica. Preste-se bem atenção nisto: o mesmo movimento, não outro.Convencionou-se chamar a esta infiltração do protestantismo dentro da Igreja Católica de Renovação Carismática Católica (R.C.C.).

Com certeza, qualquer “carismático” que ouça isso ficará indignado.
Mas o fato é que a RCC nasceu protestante, e tem sabido “honrar” muito bem o seu nascimento.

Se estou errado, então, por favor, aponte-se-me um único Doutor da Igreja que costumasse promover grupos de oração onde as pessoas gritavam, histericamente e ao mesmo tempo, cada qual uma oração diferente, emitindo sons ininteligíveis (animalescos até), desmaiando pelo chão, dançando, aplaudindo, pulando, etc. E então?…

A teologia ascética e mística da Igreja jamais acolheu semelhantes desatinos.

E, a bem da verdade, o protestantismo clássico (isto é, o das seitas mais antigas e organizadas, embora sempre desprezíveis) também não.

Logo, quando se diz que a RCC é uma infiltração do protestantismo dentro da Igreja, subentenda-se do baixo protestantismo, do protestantismo de “porta de esquina”, das “igrejolas” pentecostais.

E é muito fácil perceber os indícios que o comprovam.

A Santa Igreja sempre pregou e administrou o Batismo sacramental, único, indelével, irrepetível, cujos efeitos sobrenaturais são imperceptíveis aos sentidos.

A RCC e os protestantes pentecostais, porém, pregam e “administram” também o “batismo no Espírito Santo”, misterioso, com freqüência acompanhado de manifestações “extraordinárias”…

A Santa Igreja sempre interpretou a passagem bíblica do “dom de línguas” no dia de Pentecostes, como sendo a descrição da graça recebida pelos Apóstolos de falarem línguas de outros povos sem as ter estudado e aprendido antes, com o fim de facilitar-lhes a pregação do Evangelho.Graça esta repetida na vida de alguns santos, como Santo Antônio de Pádua e São Vicente Ferrer, por exemplo.

A RCC e os protestantes pentecostais, porém, imaginam o dom de línguas como um emitir sons sem sentido algum, repetindo rapidamente sílabas desconexas, de modo histérico e descontrolado, ou então de modo frio e calculado, podendo-se até ensinar o dom de línguas aos demais, mandando-os repetir sílabas sem sentido…

A Santa Igreja sempre considerou o emitir sons ininteligíveis como possível sintoma de possessão demoníaca.

A RCC e os protestantes pentecostais, porém, consideram seus “zumbidos” como sendo a “língua dos anjos”, “o Espírito orando em nós”…

A Santa Igreja valoriza tanto quanto pode a razão humana e nega dogmaticamente que possa haver qualquer oposição entre a fé e a razão, embora, é claro, a fé tenha a primazia. Todas as obras de Deus têm o selo de não serem nunca contrárias à razão, embora muitas vezes a superem. Sem a razão seria impossível qualquer Teologia.

A RCC e os protestantes pentecostais, porém, não levam em consideração a razão humana, preferindo guiar-se simplesmente por seus sentimentos, e acusando os teólogos de serem incapazes de compreender os “fenômenos carismáticos” por falta de “simplicidade” e excesso de estudos.

Afirmam que os seus “fenômenos” não são para serem entendidos, mas sentidos, experimentados.

Não aceitam discutir com argumentos razoáveis suas práticas. Vivem uma mística cega, emocionalista e anti-racional. Seu histérico “blablablá” não é lá muito argumentativo, convenhamos…

A Santa Igreja sempre reserva a prática do Exorcismo aos sacerdotes devidamente autorizados por seu bispo.

A RCC e os protestantes pentecostais, porém, costumam promover “exorcismos” com bastante freqüência, realizados sob a forma de “orações de libertação”, inclusive sobre pretensos possessos.A Santa Igreja reserva qualquer “imposição das mãos” aos sacerdotes, pois não faz sentido algum que os leigos, cujas mãos nunca foram consagradas, as imponham sobre os outros.

A RCC e os protestantes pentecostais, porém, praticam constantemente a imposição das mãos, quase num gesto mágico. Chegam, até mesmo, a ungir as pessoas com óleo, o que muitos ignorantes podem confundir com um gesto sacramental.

A Santa Igreja sempre valorizou sumamente a oração silenciosa, recolhida, ordenada, séria, reverente e ortodoxa, bem como a solenidade e esplendor da sagrada Liturgia.

A RCC e os protestantes pentecostais, porém, preferem a oração barulhenta, espontânea, sem ordem nenhuma, sem preocupação com ser teologicamente ortodoxo, aos gritos e em meio a diversas outras irreverências, como palmas, danças, desmaios ridículos, sons absurdos, etc.

A Santa Igreja valoriza a piedade séria, pautada pelo senso do dever e do compromisso, sem busca de agradar aos próprios sentimentos.

A RCC e os protestantes pentecostais, porém, vivem uma espiritualidade guiada pelo sentimentalismo, como basta conferir em suas canções, por exemplo, profundamente românticas umas e estrondosamente festivas outras. Emoções, emoções e emoções…

Vivem à caça destas. O que jamais a piedade católica admitiu.

A Santa Igreja é extremamente cautelosa com respeito às supostas revelações privadas e carismas extraordinários.

Os santos e os mestres católicos sempre ensinaram a nunca pedir a Deus qualquer carisma fora do comum.

RCC e pentecostais em geral, pelo contrário, fazem sensacionalismo sobre suas supostas “revelações”, “profecias”, “carismas”, e instigam as multidões a pedir a Deus dons extraordinários. Imprudência e presunção são a sua marca constante.

A Santa Igreja vê como superstição a prática de tirar ao acaso uma passagem bíblica, pensando que assim se está em “linha direta” com o Espírito Santo.Na RCC, porém, bem como entre os protestantes pentecostais, isso é plenamente costumeiro. São mestres em fazer interpretações subjetivas (e errôneas) da Sagrada Escritura.

A Santa Igreja ensina-nos a sermos reverentes para com as coisas sagradas.

A RCC, porém, não parece gostar muito de ouvir falar em reverência… Danças diante do Santíssimo Sacramento, danças até com o Santíssimo, multidões tocando no ostensório com o Santíssimo exposto, modos irreverentes, excessivamente íntimos, de falar de Nosso Senhor e Nossa Senhora, baldes de água-benta jogados sobre os fiéis na Igreja, camisetas com estampas blasfemas de Nosso Senhor (representado como uma “formiguinha”, por exemplo), estampas piedosas em roupas indecentes, etc.

Tudo isto pode ser perfeitamente encontrado na RCC.

A Santa Igreja, como mãe zelosa, sempre teve muito cuidado com as regras da modéstia cristã, a fim de evitar ocasiões de pecado a seus filhos.

A RCC porém, e nesse ponto mais que os protestantes pentecostais, praticamente não se preocupa com as regras da modéstia cristã, permitindo o uso de roupas indecentes, fazendo com que homens e mulheres rezem de mãos dadas, ou abraçados, promovendo certos movimentos e danças em suas músicas, que facilmente degeneram em sensualidade, e etc.

Suas “Cristotecas”, seus “carnavais com Cristo”, seus “Halleis”, são ocasiões espetaculares de pecado.

Além disso, é facilmente verificável que muitos membros da RCC, sobretudo os seus jovens, negam obstinadamente que o beijo na boca e outras intimidades antes do casamento sejam pecado mortal, como ensina a Santa Igreja. Seus “grupos de jovens” que o digam…

A Santa Igreja ensina que a Santa Missa é a renovação incruenta do mesmo Sacrifício realizado por Nosso Senhor no Calvário há dois mil anos atrás. E como tal, a sagrada Liturgia da Missa precisa ser envolvida em seriedade, reverência e devoção.A RCC, porém, à imitação do que fazem os protestantes pentecostais em seus cultos, profana a Santa Missa com palmas, danças, músicas agitadas, oração “em línguas”, “profecias”, “exorcismos”, “curas”, e mil e uma desobediências litúrgicas.

Por tudo isso, parece ficar bem claro o caráter protestante da RCC.

Alguém, entretanto, certamente perguntará: “se a RCC é uma infiltração protestante, como então pode ter sido acolhida de braços tão abertos por tantos bispos e padres católicos?”
“Ora, os pastores da Igreja não são obrigados a defender o seu rebanho contra todos os erros e heresias?”
“Se a RCC é tão perigosa já não devia ter sido oficialmente condenada?”

Sim, devia.

E com certeza o teria sido se não fossem os erros do Concílio Vaticano II (Concílio meramente pastoral e, portanto, não infalível). Erros como o ecumenismo, o “pastoralismo”, o antropocentrismo, a Nova Teologia neo-modernista e a funesta reforma da Liturgia.

O ecumenismo com os hereges protestantes não podia deixar de abranger a RCC. Afinal, como “acolher” a “árvore” e deixar o “fruto” de fora?…

O “pastoralismo” também não permitiria condenar a RCC, pois isso seria desagradar a muitos, e a regra máxima da “pastoralidade” contemporânea é nunca desagradar ao povo (ainda que a custo do agrado de Deus)…

O antropocentrismo, por sua vez, não parece condizer perfeitamente com o “culto” dos próprios sentimentos e emoções realizado pela RCC?

A “Nova Teologia” neo-modernista repugna a teologia escolástica (eminentemente intelectual) e dá a entender que a Revelação significaria, principalmente, uma experiência pessoal, subjetiva, emocional com Deus, relegando a segundo plano as verdades a serem admitidas intelectualmente.Ora, a anti-racionalidade da RCC e a sua tal “experiência pessoal com Cristo” são apenas uma popularização disso.

Foi a própria reforma litúrgica (na verdade, deforma litúrgica) que abriu as portas para Missas como as da RCC.

A RCC não é senão uma das nuvens de “fumaça do inferno” que conseguiram entrar na Igreja após o Concílio Vaticano II e como conseqüência dele.

Não há a menor dúvida que, se a RCC tivesse surgido na primavera da Fé, ou seja, na Idade Média, teria sido esmagada como uma seita herética qualquer.São Domingos teria enviado seus pregadores para extirpá-la.

A refutação de seus erros teria sido imortalizada pela pena de São Tomás de Aquino.
E sobretudo a Santa Sé não lhe teria poupado suas excomunhões.

Mas como vivemos em tempos de ecumenismo…

E assim multidões inteiras vão sendo enganadas.

Há pessoas ignorantes, que não são totalmente culpadas, entre os membros da RCC, como pode haver coisas que fazem não erradas na RCC.

Com certeza.

Bem como pode haver alguma verdade em todas as heresias e falsas religiões (no Islamismo, no Judaísmo), já que o erro absoluto não existe…

Elementos bons há em toda parte. O mal absoluto não existe mesmo. Sempre supõe um abuso do bem.

Já Santo Inácio de Loyola, em suas “Regras para o discernimento dos espíritos” alertava que o demônio não hesita em usar coisas boas para levar a alma, no fim das contas, ao seu mau intento.

Uma gota de veneno basta para contaminar todo um copo de suco.

Quanto mais uma mentira tem semelhança com a verdade, tanto mais perigosa se torna.

O Jansenismo parecia católico. Mas não era.O Sillon parecia católico. Mas não era.

A RCC, bem considerada, nem parece católica. Tanto que um protestante pode, muitas vezes, participar tranqüilamente de suas reuniões.

A RCC é uma infiltração protestante dentro da Santa Igreja.
Infiltração disfarçada, em diversos pontos.

Mas descarada em muitos outros.

O que consola é saber que as portas do inferno não prevalecerão contra a Esposa Imaculada do Cordeiro, a Santa Igreja Católica.

Um dia veremos a Igreja livre dos erros do Concílio Vaticano II e dos delírios da Renovação Carismática Pseudo-Católica.

Então adeus “blablablá”, adeus desmaios absurdos, adeus palmas e danças diante do Santo Sacrifício…

E também: adeus Missa nova, adeus ecumenismo, adeus modernismo…

A velha serpente será mais uma vez derrotada pela Celeste Vencedora de todas as heresias.

Porém, não nos iludamos: somos nós o calcanhar da Virgem, com que Ela esmagará a cabeça do infernal sedutor.

De que lado você está?

Marcado com: ,
Publicado em Carismaticos, RCC
17 comentários em “A RCC e os protestantes pentecostais
  1. CRISTAO DE VERDADE disse:

    IRMÃO EM CRISTO,
    VOC~E ESTÁ EQUIVOCA , A RCC VEM DANDO NOVA VIDA A IGREJA, DEIXE ESPIRITO SANTO TOCAR EM VC , TENHA UM ENCONTRO COM O RESSUCITADO, CHEGA DE TRADICIONALISMO , O NOSSO DEUS É UM DEUS VIVO E MERECE FESTA , DEIXE FLUIR O ESPIRITO SANTO E ELE TOMARA CONTA DE TI.

    DEUS TE ABENÇOE !!!

    • mauricio leuchs disse:

      a rcc não devia nunca ter nascido são os verdadeiros crentes disfarçados com tantas abominações que vão contra tantos ensinamentos maravilhosos da nossa Igreja acorda rcc
      fechem as portas dessa baixaria que voçÊS CHAMAM DE RENOVAÇÃO DA FÉ CATÓLICA

    • Israel Souza Silva disse:

      QUE NEGOCIO É ESSE DE “CHEGA DE TRADICIONALISMO”????????DE CERTA FORMA , VOCÊ DUVIDA DA AÇÃO DO SANTO ESPIRITO ATRAVÉS DOS SÉCULOS…….E EU NÃO ME LEMBRO DE NENHUM DOS VENERÁVEIS SANTOS FAZEREM TANTAS ESTRIPULIAS QUANTO A RCC FAZ.

      NOSSO SENHOR,EM CERTA FEITA,DISSE:SE ALGUÉM ME AMA, O PAI O AMARA.VIREMOS PARA ELE E FAREMOS NELE MORADA.
      SÃO THOMAS DE AQUINO AMAVA MUITÍSSIMO A DEUS,,,E EU NÃO ME LEMBRO DELE FICAR CAINDO IGUAL UM ANÊMICO DURANTE A MISSA OU FICAR FALANDO UM BLÁ-BLÁ-BLÁ QUE NINGUÉM ENTENDIA……..
      AS PALAVRAS DE NOSSO SENHOR DESMENTEM A DOUTRINA DO ATUAL BATISMO COM O ESPIRITO SANTO(doutrina que frisa a necessidade de um “renovo”,um “revestimento de deus”.uma doutrina que diz que mesmo tendo o próprio deus dentro de nós,seria preciso “algo maior”).
      SE OS VERDADEIROS CATÓLICOS ,QUE JÁ TEM O SANTO ESPIRITO RESIDINDO EM SUAS VIDAS,PRECISAM DESSE “RENOVO” EU PERGUNTO O SEGUINTE:
      _EXISTE ALGO MAIOR DO QUE DEUS????? OBVIO QUE NÃO…LOGO NÃO PODEMOS RECEBER NENHUMA EXPERIENCIA OU CARISMA QUE SE JULGUE MAIOR QUE DEUS……

      _DEUS É ALGO QUE POSSA ENVELHECER,ALGO CORRUPTÍVEL??????OBVIO 3 VEZES QUE NÃO….LOGO A IDEIA DE RENOVO É 1000 VEZES ABSURDA…….ATÉ O TERMO “RENOVAÇÃO CARISMÁTICA” É HERÉTICO

      OS VERDADEIROS CATÓLICOS…OS VERDADEIROS…AQUELES QUE ASSIM COMO SÃO PEDRO RECEBERAM EM SUAS VIDAS A REVELAÇÃO DE DEUS , ATRAVÉS DA IGREJA, SOBRE A IDENTIDADE DE NOSSO SENHOR… NÃO PRECISAM DE TANTA PALHAÇADA EM SUA VIDA…..

  2. Victor Guilherme Severino disse:

    affz se não fosse a rcc muitas pessoas nao tinham encontrado com cristo eucaristico!

  3. lucas wesley disse:

    A RCC tem convertido muitas pessoas, você acha que o PAPA fez errado em aceitar a RCC?
    não se esqueça que o papa é infalível… vcs tradicionais..
    Por causa da RCC muita gente n se entregou para as seitas.
    A RCC está salvando nossa SANTA MADRE IGREJA

  4. lucas wesley disse:

    Vocês falam que na RCC derramam baldes de agua benta nas pessoas….. pura mentira nunca vi isso…
    Depois dizem que nós fazemos escandalos na SANTA missa. kkkkkk…. vc devia participar para depois falar… eu vejo mt mais gente da tradicional fazendo sacrilégios do que os da RCC…. ninguém da RCC fica pulando na missa ou fingindo estar com Espirito Santo…..

    Se a RCC é errada, esperemos o Santo Padre falar sobre isso, que pelo contrario ele só está alegrando a RCC.. vcs deviam estar intencionados em converter protestantes e não tentar desmentir a RCC……. a RCC tem feito oque as pessoas tradicionais não tem feito neste século, que é pregar… pois acham q as pessoas vão se converter por si só….

    Enquanto o Santo Padre não condenar, espero que nunca faça, eu continuarei na RCC, pois é lá onde eu me aprofundei na Santa Madre igreja Católica, e defendo minha igreja dos lobos protestantes… eu so acho errado vcs falarem mal da RCC e tentarem achar erros do concilio passado..

    Quando vc falou do beijo que os jovens da RCC não consideram um pecado mortal, isso é por causa do catecismo fraquinho que os catequistas não se esforçam….. não bote a culpa na RCC…. e sim na tradicional que é a que cuida do catecismo…..

    Nas missas que eu assistoeu n vejo ninguem pulando nem batendo palma, muito menos quando o Santíssimo sacramento está presente.. pois é o proprio senhor que está ali.

    Vamos evangelizar, um reino unido contra si mesmo não pode permanecer , muito menos a igreja católica contra ela mesma, só peço calma para com vocês da tradicional, vamos esperar o Papa Bento XVI falar alguma coisa sobre isso, por enquanto fiquemos nos nossos lugares….

    • mauricio leuchs disse:

      vocês que se tornaram cegos com esta rcc deviam saber mais das doutrinas da Igreja e ver o mal que ela faz as próximas gerações que estão condenadas a acreditarem nestes lideres que não conhecem a Igreja e não estudam a sua doutrina

    • Marcos disse:

      exatamente essa é a minha mesm

  5. Walace Costa Ferreira disse:

    A paz,

    A verdade é que o Papa já “se ligou”, os pecados GRAVES dentro do Clero já existiam, mas hoje em dia vemos que os seminários estão cheio de pessoas que por “revelações”, buscam ser Padre, por simples moral psicológica de hipnose que encontramos nos grupos de oração dentro da RCC, onde para sermos Santos de Deus, devemos sem nenhum chamado ingressar na vida sacerdotal.

    Conclusão: Estes ultimos casos de pedofilia e padres que abusam publicamente a sua sujeira, principalmente no Brasil, sujam a Igreja. E se eles estão assim, “é culpa do Papa”, se uma criança foi estrupada: “É culpa do Papa”, ou seja, tudo se torna culpa do Papa.

    E lógicamente, ele vai acabar com tudo isso, muito em breve….de uma forma não tão simples, mas oculta, pois ele viu que não só a RCC, mas toda esta fumaça de modernismo que entrou na Igreja, veio unicamente para dividi-la e não para trazer fiéis, mas trazer INFIÉIS pois o caminho no Não Sacrificio leva ao caminho Largo e se torna distante o caminho estreito da salvação.

    Deus abençoe.

  6. Marcos disse:

    Eu vejo a RCC bem parecida com o Pentecostalismo! Colocam a experiência para julgar a Palavra de Deus quando deveria ser o contrário. Sou Batista tradicional e não concordo com essas extravagâncias! É claro que o Espírito Santo atua na vida do crente. Os dons do Espírito são para a edificação da Igreja. Eu, sinceramente, não consigo ser edificado no meio do pula-pula, dos SIRICANTA, SIRIANDA, ALABASSURIA, etc. Também no meio da RCC é complicado pois além do já dito tem também toda a questão da idolatria, de colocar a Tradição e o Magistério no mesmo nível da Bíblia, as exaltações não encontradas na Bíblia de Maria e dos Santos. Oração por mortos, infalibilidade do Papa e por aí vai…

    Que Deus possa abençoar a vida de vocês!

  7. Isayas disse:

    GRUPOS SINCRÉTICO RELIGIOSOS, SEITAS PROTESTANTES PENTECOSTAIS OU RCCs CATÓLICOS?
    Satanás esforça-se por subverter os católico alienando-os, fora os inúmeros de fé mal formados ou deformados por alguns leigos e sacerdotes apostasiados e pela herética e esquerdista TL, espiritismo, mídia, etc., infestando ainda mais a Igreja de dissidências.
    Doutro lado, as seitas evangélicas quase todas pentecostais, centenas de milhares dissensas entre si, similares a centros espíritas: “auês” histérico- coletivos, supostos exorcismos de maus espíritos para curas – o pastor ao enfermar-se não convoca outro para o exorcizar, vai ao médico; pessoas em aparentes transes etc., semelhantes a grupos hilariantes “auês” RCCs, rebeldes às normas da Igreja, falsos católicos. Até os protestantes tradicionais censuram os irmãos de fé pentecostalistas, tachando-os de “espíritas disfarçados de evangélicos”! Sectários acusando a irmãos de hereges…
    Note-se que Stálin infiltrou a Igreja desde a década de 30 de comunistas e sociedades secretas, como a maçonaria, insuflando a confusão em seu núcleo: a socialista TL, CEBs, etc., fora as interpretações propositais fraudulento-sectárias do Vaticano II de altos membros apostasiados para a fustigarem ainda mais na difícil missão de evangelizar.
    Situação complexa: a Igreja sofre conspirações interna como os eventuais RCCs autonomistas, privilegiando o espalhafatoso e os emotivismos, podendo até confundir fenômenos psicológicos com dons do Espírito Santo; os grupos RCCs são válidos se devidamente orientados por eclesiásticos competentes, sob rígidas normas às reuniões; ao contrário são garantidamente protestantes pentecostais travestidos de católicos.
    Dever-se-ia melhor objetivar a fé, ao invés de ficar à cata de dons especiais carismáticos individuais que sugeririam egoísmo, orgulho e (ou) o típico luteranismo subjetivista: fé prazeirosa, êxtases, experiências místico-divinas, etc. Sobre o “falar em línguas”, diz S Paulo: 1 Cor 14,19: Mas numa assembléia, prefiro dizer cinco palavras com a minha inteligência, para instruir também os outros, a dizer dez mil palavras em línguas. E em 1 Cor 14,22:…as línguas são um sinal não para os que crêem, mas para os que não crêem. São dons individuais, de difícil detecção se provém de si ou do animador com o grupo reunido, aportando mais individualismo que partilha de dons; idem, exorta-nos em aperfeiçoar-se na caridade que é perene. Veja 1 Cor 12,31 e 13+.
    Restrições maiores ao “repouso no Espírito” em reuniões, por necessitar de “aprofundamento, estudo e discernimento”; quanto a exorcismos, atente-se ao cânon 1172, reservado ao Ordinário local ou seu preposto para discernir com perícia e objetividade o caso, jamais exercido por afoitos dirigentes RCCs. Rejeitem-se veementemente imposição de mãos em (ou) gestos de pedidos de curas simulando algo mágico ou ações similares comunicando dons, fluidos espirituais etc.; evitem-se termos como “batismo, ministério”, etc, para não supor ambiguidades com os sacramentos.
    Aliás, o S Padre Bento XVI em viagem a Benin, África, como noutras ocasiões, criticou as liturgias “atraentes”: emotividades e manifestações ruidosas ou culturais às celebrações litúrgicas como anti eclesiais, instando-nos a um cristianismo “mais simples, profundo e compreensível”, sob normas oficiais da Igreja, afirmando que tais manifestações sentimentalistas provêem de seitas pentecostalistas “aparentemente compreensivas e atraentes” mas são “sincretismo religioso e pentecostalismo protestante”, advertindo-nos jamais os imitar; caso contrário, aparentaria sincretismo oriundo da própria Igreja praticado por aparentes membros.
    Convém notar que há seitas autonomeadas RCCs sem vínculos com a Igreja; mais um esquema de enganação; mais um agregado aos grupos RCCs rebeldes cismáticos.

  8. Marcos Viana disse:

    1º Os Bispos unidos ao Papa são guardiões da Sã doutrina, sendo guardiões são então conservadores da mesma, sendo conservador, tem o dever de Proteger-la de improvisações e introduções de disciplinas que não condizem com o que a Igreja sempre ensinou, sendo os Bispos por sua natureza da função um tradicional de obrigação em defender a doutrina integral, santos guardiões da sã doutrina para proteger a Igreja de novos sopros de doutrinas que tanto São Paulo nos advertiu, quando os homem não suportando a sã doutrina irão se aparta da verdadeira fé indo em suas próprias paixões sentimentais, colocando os sentimentos acima da fé conservada pelos Pás bispos e Padres da Igreja nestes 2000 anos,

    Veja sopros de doutrinas novas, isto aquilo que é novo, sendo novo são coisas que nunca foram vividas e ensinadas na Igreja, sendo assim novo sopro de doutrina, então vendo escritos dos pais da Igreja, e os escritos de como no 1º século a Igreja vivia ver que ela é da mesma forma da missa de sempre, sem improvisações e introduções de interpretações, o que deve valer na missa é a regra de ouro, o que não se deve ser feito em um calvário não se fás na missa, mais em espírito de recolhimento em silencio se adora o santíssimo,

    2º Se Cristo eucarístico, verdadeiramente a presença física do corpo alma e divindade de Nosso senhor, não é o suficiente para atrair os fies a Igreja, digo que não é um homem de boa locução em sua pregação, não são as musicas, os aplausos, e os sentimentos de pessoas com alegria e satisfação do prazer temporal que atraíram as pessoas a Igreja, pois estas coisas estão no mundo digo que em muitos lugares, até no espiritismo, protestantismo e lugares que ensinam a mentiras sobre a verdade, e neste lugares eles também dizem encontra paz, alegria e sentimentos que enganam, mais que logo passam, estas pessoas se não estiverem enraizadas na verdade e nos ensinamentos dos santos desde o principio logo ela cairá no lamaçal da vaidade, arrogância do pecado, olhem São Paulo, Pedro e João, vejam os Santos produzidos na Igreja nestes XXI séculos, e vejam assim como não teve uma parte do corpo membro de Cristo que não passou pela dor e sofrimento, não tem uma parte do corpo de Cristo que não sofreu na Crus e na sua paixão, e assim como o corpo de Cristo, a sua Igreja como corpo de Cristo, nas pessoas de seus santos, como Paulo, Pedro, João e Santos nestes 21 séculos, assim sofreram assim como Cristo, unindo seus sofrimentos com o de Cristo na Crus sendo um com ele,

    E olhe se estes homens e mulheres formadas nestas novas doutrinas aquivalem, aos santos formados na doutrina de sempre que produziram neles a vontade de se unirem a Cristo na Crus até o ponto de morrer com ele, e assim como Cristo suas vidas foram uma paixão da cruz, e veja e compara se a algum moderninho vai querer ensinar o sofrimento, e se tem algum estar disposto a sofre neste mundo a desprezá-lo, ou se estas novas doutrinas produzem uma verdadeira santidade a exemplo dos santos ao ponto de tornarem humildes até a morte, mais vemos que são arrogantes como os protestantes semelhantes em suas idéias não Católicas, não se agradam da forma que sempre a Igreja ensinou e formou seus santos nestes 2000 mil anos, não se agradam da forma de sempre da Igreja que formou tantos santos, ao ponto de troca-la por algo novo, que não se viu e nem ser verá um santo produzido, pois desprezou o que a Igreja sempre viveu na sua historia ao ponto de querer introduzir algo novo, ficando a obrigação dos Bispos de serem o que eles foram chamados de ser, tradicionalistas, conservadores, pois são guardiões da verdade da sã doutrina da Igreja, não cabe a eles introduzir mais conservar, e na palavra infalível do papa que não se manifestou infalivelmente sobre a mesma RCC, sim e ele dará a palavra final, pois ele antes de todos é conservador, guardará a doutrina integrou ele é e a isto foi chamado, e assim sua declarações e escritos sobre o tema vemos muito refutando contra os abusos litúrgicos, contra as introduções de expirações humanas na Igreja, determinou muitas coisas ao bom fiel e adorações ao santíssimo proibindo tantas coisas que os mesmo os moderninhos fazem, mais parece que a vós do santo Papa foi calada pelos maus, e não fazem o que ele determinar o que o senhor fará com os servos maus , o que o senhor fará, sim o Senhor chegará em um dia e ora em que não o espera, tenhamos bom censo antes de qualquer coisa, vamos ter sede pela verdade antes de tomar um partido, estudando a historia da Igreja e veja o que é Católico e o que não é, examinai tudo e retenha o que é bom, e o que é bom, irmãos vemos uma lista de 20 mil santos, e os seus frutos que eles produziram com seus exemplos, em que Igreja eles foram formados, sim foi na Igreja de sempre, e qual Igreja que queres a de sempre ou a nova, cultos separados da Igreja em sua totalidade tradicional, ou a nova que não é velho, sendo novo e nova doutrina,

    O Vaticano II não é de todo mau, quaro que não o Papa e bispos lá estavam, mais como Paulo VI diz por uma brecha a nuvem de satanás passou, e que brecha, olhem e a evitem, Bento XVI estar tendo fecha-la mais ninguém o ouve, são erros de interpretações que fazem do concilio, o Papa já condenou de todas muitas, pesam a Deus, e tenham como óculos o ela ensinou, pois se o que ela sempre ensinou não é católico, como podes dizer que o que é novo é, então o que nunca foi ensinado nela em sua historia não pode ser Católico, para ser Católica tenham antes de tudo bom censo, sejam Católicos sejam tradicionais, conservadores, sejam guardiões da doutrina de sempre, não seja moderninho não vá com os senhores do tempo, que fazem de si os novos autores do evangelho, tornando o tempo e os costumes dos homens autor da verdade, esquecendo do verdadeiro autor que é Deus, que nestes 2000 anos a Igreja conservou, não existe 2 Igreja apenas uma, toda a doutrina tradicional é Católica e é dogmática e nunca deixou de ser mais a moderna é introdução de algo do que foi introduzido como uma permissão mais não como a formal que é autentico e Católico, mais infelizmente o extraordinária isto é o que a Igreja permitiu aos leigos fazer se em casos excepcionais tornou o modo formal, mais o que é sã doutrina estar enraizado para sempre e ninguém pode mudar pois as portas do inferno nunca prevaleceram contra a igreja, isto é Deus que garante.

  9. Vinicios José Dias disse:

    Meus irmãos da RCC, considero, sim que a RCC está ajudando muitas pessoas (eu mesmo fui um que voltou à Igreja muito graças à ela), mas tive a graça de me afastar no momento certo. Hj, a Igreja no Brasil está altamente dependente da RCC. Com todos estes erros absurdos, e destaco o histérico “dom de línguas”, mesmo que no futuro algum Papa decida combater a RCC de modo mais incisivo, teremos problemas. Imagino muitos pulando fora da Igreja para não abrir mão do erro. Tudo que retira o livre-arbítrio é, em si, algo demoníaco e anti-cristão. Quando vejo os meus irmãos em meio àquelas sessões de hipnose que chamam de “grupos de oração” (ainda estou pra ouvir falar de um santo que orou no barulho e não no silêncio da alma) tremo por eles. E oro, oro de verdade.

  10. Inácio Vieira Borges disse:

    Sou catolico tracdicionalista e defensor da missa tridentina, entendo que a RCC é uma heresia, não condiz com que a Igreja ensina.O santo padre faz bem em não condenar a RCC porque à liberdade religiosa é um bem maior. A Igreja desde sempre soube combater às heresias, elas sempre estiveram presente em nosso meio, seja nos primeiros séculos,na idade média principalmente e nos tempo atuais. À RCC traz elementos do pentecostalismo americano, do espiritismo e do gnosticismo, devemos acolher esses irmãos pela nossa fé na ressurreição e devoção à nossa senhora, que eles até demosntram ter,

  11. Aluizio disse:

    Bom, a nossa querida e amada igreja Catolica disse em seu documento que a renovação carismatica catolica foi fundada pelo Espirito Santo de Deus.
    O segundo ponto é que o batismo no espirito santo, a manifestação dos dons e o louvor (aquilo que vcs dizem de gritaria e esteria) são carismas utilizados pelo proprio Jesus Cristo.
    E por terceiro, só pra terminar,a rcc aconteceu nos estados unidos durante uma oração o espirito deceu sobre eles e se manifestou, a rcc foi fundada pelo espirito santo e não por nenhum protestante.
    Carissimos, não deem ouvidos as vozes dos opressores e persegidores, conhesão a rcc mais de perto e vejão quantos o nosso movimento tras para a igreja por ano.
    Ah e só pra lembrar os 3 ultimos papas (João Paulo II,Bento XVIe o papa Francisco) são carismaticos

  12. ELIANA disse:

    Com certeza estou do lado da Igreja de séculos atrás, a Igreja do silêncio e do respeito ao Senhor, do respeito a Santa Missa, do respeito a Nosso Senhor Jesus Cristo que está sendo Imolado no Altar, onde nós devemos ter toda a devida reverência e Adoração. Eu tenho medo porque a única Missa que eu vou que é mais séria e não há RCC está começando a ser infiltrada por essa nuvem negra. Duas mulheres, entraram na Igreja para servirem a altar e começaram a dançar na Santa Missa no altar, sendo que a Missa é com Coral e pessoas mais idosas é quem cantam, sempre tivemos mais respeito nessa Missa, se começar a virar RCC, eu terei que ir assistir Missa em outra Igreja, da RCC não participarei nunca mais na minha vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Magnificat anima mea Dominum
Inquisição on Line
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 1
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 2
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 3
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 4
Catecismo de Adultos – Aula 01 – A Revelação Divina – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 02 – O Modernismo, o problema atual na Igreja – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 03 – Deus Uno e Trino – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 04 – A Criação em geral e os anjos – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 05 – Os anjos e o homem – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 06 – A Teoria da Evolução contra a Ciência e a Filosofia – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 07 – Cristo Nosso Senhor e Maria Santíssima – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 08 – Aula 08 – O modo de vida de Jesus Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 09 – As perfeições de Cristo e a Paixão – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 10 – A Cruz, os infernos e a Ressurreição de Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 11 – A Ascensão, os juízos particular e final, e o Espírito Santo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 12 – Como saber qual a verdadeira Igreja de Cristo? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 13 – A Igreja Católica e a Salvação – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 14 – A Infalibilidade da Igreja e a união da Igreja e do Estado – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 15 – Da comunhão dos santos à vida eterna – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 16 – Os princípios da oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 17 – Como rezar bem? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 18 – Os tipos de oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 19 – O Pai Nosso – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 20 – A Ave Maria e o Santo Terço – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 21 – A Meditação Católica – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 22 – Introdução à moral católica: uma moral das virtudes – Padre Daniel Pinheiro
Lutero e o Protestantismo: A História da Reforma – Profa. Dra. Laura Palma
Lutero e o Protestantismo: Vida de Lutero – Prof. André Melo
Lutero e o Protestantismo: Sola Scriptura – Profa. Dra. Ivone Fedeli
Lutero e o Protestantismo: Sola Fide – Prof. Marcelo Andrade
Lutero e o Protestantismo: Sola Gratia – Pe. Edivaldo Oliveira
Mídia Católica
Atualizações
Translator
Italy
Calendário
maio 2011
D S T Q Q S S
    jun »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Visitantes
  • 4.215.686 acessos desde 01/05/2011
religião e espiritualidade
religião e espiritualidade
Categorias
Links
%d blogueiros gostam disto: