DESOBEDIÊNCIA DA RCC AO MAGISTÉRIO DA IGREJA

A História da Renovação Carismática cita como documentos precursores de sua origem duas encíclicas do Papa Leão XIII, reinante de 1878 a 1903: PROVIDA MATRIS CARITATE e DIVINUM ILLUD MUNUS, sendo a última encontrada em espanhol no site da Santa Sé, e recentemente traduzida e postada neste blog.Analisando a História da RCC com esta última encíclica, seria possível afirmar que a RCC nasceu realmente no Catolicismo, ou foi realmente um movimento nascido do Protestantismo e que infiltrou-se na Igreja no pós-Concílio Vaticano II?

Infelizmente não consegui ter acesso à encíclica PROVIDA MATRIS CARITATE. Então, analisemos a RCC à luz da DIVINUM ILLUD MUNUS.

Assim nos conta “A Origem da RCC”, encontrado no site da Comunidade Shalom:

“em 1º de Janeiro de 1901, primeiro dia do século vinte, (Leão XIII) invocou o Espírito Santo e cantou ele mesmo o hino “veni, Creator Spiritus” em nome da Igreja. Mas, apesar da fraca resposta dos católicos ao chamado do papa Leão XIII, pessoas de outras denominações se puseram em oração ao Espírito Santo e receberam manifestações impressionantes dos dons e poder do Espírito Santo, até que nos meados da década de 1960 também a Igreja Católica começou a experimentar a Graça da Renovação Carismática.”

Porém, recomendou Leão XIII:

“Qual seja a maneira conveniente para invocá-lo, aprendamo-la da Igreja, que suplicante se volve ao mesmo Espírito Santo e o chama com os nomes mais doces de pai dos pobres, doador dos dons, luz dos corações, consolador benéfico, hóspede da alma, aura de refrigério;”

Aqui observamos que a maneira conveniente de invocar o Espírito Santo é a ensinada pela Igreja. Estariam então estas ‘pessoas de outras denominações’ invocando o mesmo Espírito Santo? Eis um relato de um dos líderes contemporâneos da RCC, em seus primórdios:

“”Nos inícios da década de 60, uma onda de entusiasmo pelas vigílias de leitura da Bíblia e encontros de oração atravessou o país (EUA). Em Notre Dame (Universidade em South Bend, Indiana), notadamente nos anos de 1963/1964. Reuniões importantes eram realizadas, semanalmente, por um grupo de estudantes, muitos dos quais vieram a ter importante atuação no movimento pentecostal. Essas primeiras reuniões consistiam em leitura da Bíblia, preces de improviso, canto e discussão. Todavia, as orações eram menos espontâneas e a discussão era mais livre e mais humanística do que as das reuniões pentecostais anteriores.”Vemos que as primeiras reuniões em muito já se assemelhavam às práticas pentecostais protestantes: leitura da Bíblia, preces de improviso… Indo ao contrário do que o mesmo Leão XIII havia exortado aos fiéis. Já vemos aí a influência do movimento pentecostal protestante nas práticas nada católicas da Renovação Carismática.

A Renovação Carismática nasceu do Protestantismo, e de uma desobediência expressa a um documento do Magistério da Igreja. Mais um motivo para um católico apartar-se de qualquer associação vinculada a este movimento.

A idealização da RCC é algo um tanto preocupante, esta postura é evidente em seus membros que a colocam em um patamar em detrimento,muitas vezes, da própria Tradição,alegando que seria melhor renovar-se.Vivem dizendo:Quantos padres não foram renovados,acusando de retrocesso os que se mantém numa vigilância da essência católica pré-RCCista.

A indisposição dos ortodoxos com relação a RCC tem fundamento sim,observando os membros propriamente ditos e as próprias origens do pentecostalismo.

Marcado com: ,
Publicado em Magistério, RCC
2 comentários em “DESOBEDIÊNCIA DA RCC AO MAGISTÉRIO DA IGREJA
  1. Estela Cunha disse:

    Como o proprio ditado diz…. Cada um tem seu gosto e seu modo de pensar.

    Mais paremos para pensar no que a RCC tá fazendo cm jovens do Brasil e do mundo. Dando esse avivamento que nós e até msm a Igreja precisa através do Espirito Santo.

  2. Estela Cunha disse:

    Tenho certeza tbm q não existe desobediência… porque se não o papa João Paulo II e Bento XVI nunca apoiariam a RCC.

    É muito triste ver q pessoas que vivem dentro da Igreja e não conhece o movimento e ficam com pedras nas mãos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Magnificat anima mea Dominum
Inquisição on Line
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 1
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 2
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 3
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 4
Catecismo de Adultos – Aula 01 – A Revelação Divina – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 02 – O Modernismo, o problema atual na Igreja – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 03 – Deus Uno e Trino – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 04 – A Criação em geral e os anjos – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 05 – Os anjos e o homem – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 06 – A Teoria da Evolução contra a Ciência e a Filosofia – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 07 – Cristo Nosso Senhor e Maria Santíssima – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 08 – Aula 08 – O modo de vida de Jesus Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 09 – As perfeições de Cristo e a Paixão – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 10 – A Cruz, os infernos e a Ressurreição de Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 11 – A Ascensão, os juízos particular e final, e o Espírito Santo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 12 – Como saber qual a verdadeira Igreja de Cristo? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 13 – A Igreja Católica e a Salvação – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 14 – A Infalibilidade da Igreja e a união da Igreja e do Estado – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 15 – Da comunhão dos santos à vida eterna – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 16 – Os princípios da oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 17 – Como rezar bem? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 18 – Os tipos de oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 19 – O Pai Nosso – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 20 – A Ave Maria e o Santo Terço – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 21 – A Meditação Católica – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 22 – Introdução à moral católica: uma moral das virtudes – Padre Daniel Pinheiro
Lutero e o Protestantismo: A História da Reforma – Profa. Dra. Laura Palma
Lutero e o Protestantismo: Vida de Lutero – Prof. André Melo
Lutero e o Protestantismo: Sola Scriptura – Profa. Dra. Ivone Fedeli
Lutero e o Protestantismo: Sola Fide – Prof. Marcelo Andrade
Lutero e o Protestantismo: Sola Gratia – Pe. Edivaldo Oliveira
Mídia Católica
Atualizações
Translator
Italy
Calendário
novembro 2011
D S T Q Q S S
« out   dez »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Visitantes
  • 4.241.803 acessos desde 01/05/2011
religião e espiritualidade
religião e espiritualidade
Categorias
Links
%d blogueiros gostam disto: