Discernindo o que as Sagradas Escrituras nos dizem – Questões Apologéticas

Quantos lados tem a historia? Se você disser duas, então estará equivocado. Se você tivesse um lado e eu tivesse um lado, teríamos assim dois lados. Portanto necessita-se no mínimo dois lados juntos para formar um terceiro que é o lado da verdade.

Regra # 1… Uma verdade na metade não faz a verdade. Tampouco uma historia na metade se faz uma historia completa. Nenhuma pessoa inteligente pode escutar um lado da historia e decidir qual lado está correto. Os dois lados devem ser escutados, despois analizados, e finalmente tomar uma decisão sobre qual lado (se é que) tem uma historia válida, e depois disso, com os lados corrctos, o lado da verdade, pode ser determinado.

Este pensamento é sustentado para discernir o que as Sagradas Escrituras nos dizem. Através da Biblia temos um “double standards”, mais de uma interpretação, ainda que o pensamento fundamentalista mostre somente um lado da historia ou somente a metade da verdade. Este pensamento viola a regra #1. Com somente uma metade da verdade, você não tem a verdade e tudo o que não seja a verdade completa, passa ser um erro.

Nos exemplos que daremos a seguir, o lado ‘A’ é o primeiro lado, o lado ‘B’ é o segundo, e o lado ‘C’ é o correto, o lado verdadeiro.

Exemplo # 1

Somente a Escritura, Somente a Biblia

No pensamento Fundamentalista a Biblia é suficiente e nada mais é necessário para a salvação. Antes de mais nada, para creer na filosofia da “Somente a Biblia ”, você tem que demostrar que a Escritura o afirma. Não é verdade? A doutrina da “Somente a Escritura” não se encontra nas Escrituras.

A. A tradição é condenada em muitos paragrafos das Escrituras, como Jó 22:15, Mt 15:6, Mc 7:3-13, Gal 1:14, Col 2:8, 1Tim 1:4, Tit 1:14, e 1Ped 1:18. Veja estes versículos e obtenha o significado. Todos eles se referen as tradições humanas e são corretamente condenadas. Esta é a metade da verdade.

B. A tradição está apoiada em mais lugares nas Escrituras do que está condenada. Estude Isa 59:21, Lc 1:2, 2:19,51, Lc 10:16, 2Tes 2:14-15 – “Ficai firmes e conservai os ensinamentos que de nós aprendestes, seja por palavras, seja por carta nossa…”, 2Tim 1:13,2:2, 1Pedro 1:25, 1Jo 1:1,2:24, 2Jo 1:12, Ap 12:17,19:10. Estas são tradições diferente que as mencionadas em “A”’. Estas são as tradições de DEUS, ou tradição Apostólica. De novo, esta é somente a metade da verdade.

C. A verdade é que devemos condenar as vãs tradições dos homens, como se mostra em ‘A’, e devemos manter a tradição de Deus, como se mostra em ‘B’. Assim então temos a metade da verdade em ‘A’, e a outra metade em ‘B’, e combinadas temos a verdade completa. A falsa doutrina da Somente a Escritura soma A e B e firma o total da verdade em A, recuzando toda a tradição. A+B=C.

Exemplo # 2

Sola Fides (Somente a fé)

Salvo somente pela fé. O fundamentalista crê que tem sua salvação assegurada. Tudo o que tem que fazer é aceitar a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador pessoal e a salvação é automática e irrevogável não importando o que faça pelo resto de sua vida. Ah é ? O que aconteceu com os dez mandamentos?

A. Muitos versículos nas Escrituras citam a salvação somente pela fe. Joel 2:32, “…que cada um que clame o nome do Senhor será salvo.” Atos 2:21 diz o mesmo quase palavra por palavra, o mesmo em Rom 10:13. “…Eu vivo na fe do Filho de DEUS…”, está em Gal 2:20. De novo, estas são palavras formosasque deveriam ser escutadas por todos.

B. Em outra parte das Escrituras existe um lado muito diferente da historia. Começa com Mt 7:21, “Nem todo que disser, Senhor, Senhor, entrará no reino dos Céus; mas aquele que faz a vontade de meu Pai entrará no reino dos Céus”. Esta muito claro que temos que fazer a vontad do Pai para ganhar a salvação. Eu gosto 1Cor 10:12, “…aquele que crê estar em pé, tome cuidado para não cair.” Isto nos diz que não temos a garantia da salvação. Depois Saã Tiago 2:14-26 diz muitas vezes, “…a Fé sem obras é Fé morta…a Fé sem obras não serve…” De novo, palavras que devem ser atendidas por todos.

C. Qual é então a resposta para este dilema? É este um dos conflitos na Biblia que sempre escutamos? Não, de maneira nenhuma. A resposta é muito simples. Existem dois tipos de salvação:

‘salvação objetiva’ e ‘salvação subjetiva’.

Os versículos no item ‘A’ são exemplos de salvação objetiva. Jesus Cristo pagou por todos nossos pecados, passados, presentes e futuros. Ele fez Sua parte e o fez bem, mas Ele deixou uma missão sobre cada um de nós que é completar a segunda parte da historia arrependendo-nos de nossos pecados e fazendo a vontade do Pai. Devemos guardar os mandamentos. Temos que praticar a “salvação subjetiva’. Não temos salvação em aceitar somente uma parte da Escritura mostrada em ‘A’ e recuzando ou tratando de explicar os versículos em ‘B’. Isto é o que os fundamentalistas estão fazendo. Outra vez, temos que combinar ‘A’ e ‘B’, para ter a verdade completa. A+B=C = VERDADE.

Exemplo # 3

Sola Gratia ou salvo pela Graça de DEUS.

Esta é a crença de que todos somos salvos pela Graça de DEUS. O pensamento consiste em que seremos salvos sem se importar no que façamos nesta vida.

A. Alguns tentarão justificar esta falsa doutrina com Ef 2:8-10, “Porque é gratuitamente que fostes salvos mediante a fé. Isto não provém de vossos méritos, mas é puro dom de Deus.” Estou de acordo que a graças é um dom de DEUS’.

B. Os argumentos contra a Somente a Graça são básicamente os mesmos que para Somente a Fé. Ver Somente a Fé item ‘B’.

C. Aqui de novo, existe duas classes de graça, ‘merecida’ e ‘não merecida’. Nem todos receberão a graça salvadora se não a merecem como se mostra em Mt 7:21, 1Cor 10:12, e Tg 2:14-26. Porque DEUS extenderia Suas graças a aqueles que não guardaram Seus mandamentos? A verdade é que você receberá a graça da salvação de DEUS se a merecer.

Exemplo # 4

Adoração de Idolos

Este é outro argumento feito contra a Igreja Católica porque tem estatuas de Jesus, Maria e outros santos.

A. Ex 20:4, “Não farás para ti escultura, nem figura alguma do que está em cima, nos céus, ou embaixo, sobre a terra, ou nas águas, debaixo da terra.” É devido este versículo que não se veêm ídolos nas igrejas protestantes.

B. Num 21:8-9, ‘ El Señor le dijo a Moisés, “o Senhor disse a Moisés: “Faze para ti uma serpente ardente e mete-a sobre um poste. Todo o que for mordido, olhando para ela, será salvo”.Moisés fez, pois, uma serpente de bronze, e fixou-a sobre um poste” em Ex 25:18:22, DEUS pede a Moisés que faça dois querubins e os ponha nos dois extremos da Arca. DEUS manda aos humanos fazer ídolos?

C. Este é outro conflito? Não, não é. Nos dois casos em ‘B’, as imagens eram para ser usados para um bom propósito. Em ‘A’, o significado é para os ídolos que tem um propósito maligno como o bezerro de ouro ou la adoração dos falsos deuses. Existe uma grande diferença entre as estatuas dos anjos e a dos santos? Não, não n ste caso porque as duas são habitantes celestiales, e são servos de DEUS. A resposta verdadeira é de novo A+B=C.

Exemplo # 5

Oração Repetitiva

Os Fundamentalistas alegam que a oração repetitiva é proibida pelas Escrituras. Este argumento está dirigido a oração Católica do Rosario.

A. Mt 6:7, “Nas vossas orações, não multipliqueis as palavras, como fazem os pagãos que julgam que serão ouvidos à força de palavras.” Em 1Reis 18:25-29 tem uma referencia sobre invocar o nome de Baal da manhâ até o medio-dia e suas orações não obtiveram resposta. Se, isto é verdade. Repetições vãs como os pagãos fazem, estão prohibidas. Istos são exemplos de repetição ‘vã’.

B. De novo, existem muitos mais exemplos de oração repetitiva que são aceitas nas Escrituras, que os que se recusam. Ver Mt 26:44 onde Jesus orou no jardim três vezes e recitou as mesmas palavras. E em Lc 6:12, “…Ele saiu a montanha para orar, e passou a noite orando a DEUS.” Lc 21:36, ” Vigiai, pois, em todo o tempo e orai, a fim de que vos torneis dignos de escapar a todos estes males que hão de acontecer, e de vos apresentar de pé diante do Filho do Homem.” Como podemos ‘orar todo o tempo’ sem repetir orações? Depois temos Isa 6:3, e Ap 4:8, “Não cessavam de clamar dia e noite: Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Dominador, o que é, o que era e o que deve voltar.” Não é um primeiro exemplo de oração repetitiva?

C. Neste exemplo os fundamentalistas aceitam ‘A’, e ignoram ‘B’, A+A=A. Devemos nos ater a precaução de oração repetitiva ‘Vã’ como oram os pagãos. Os Cristãos não são certamente pagãos. Vemos assim em ‘B’, um segundo tipo de oração repetitiva, a ‘Util’, que nos é mostrada. A resposta correta novamente é A+B=C.

Exemplo # 6

Pode Haver Somente Um Mediador entre DEUS e o homem

Ninguem deveria orar para outra pessoa porque é contra a Biblia. Esta é outra pedra de tropeço que os fundamentalistas tem contra Maria e os católicos rezando eo Rosario.

A. 1Tim 2:5, “Porque há um só Deus e há um só mediador entre Deus e os homens: Jesus Cristo, homem” Sim, correto outra vez.

B. A Biblia é muito clara em mostrar, de novo, mais versículos nos quais parecem dizer o opuesto. Sigamos vendo 1Tim 2:1, “Acima de tudo, recomendo que se façam preces, orações, súplicas, ações de graças por todos os homens” 1Tes 5:25, “Irmãos, orai também por nós.” Heb 13:18, “Orai por nós.” Saão Tiago 5:16, “Orai uns pelos outros.” Apoc 5:8,”…que são as orações dos santos.” .

HUMmm, porque os santos devem orar? Eles ja estão no céu. Suas orações portanto devem ser por alguém que não está no céu.

C. Em ‘A’, vemos ‘Mediador’, e em ‘B’, vemos ‘Intercessor’. Existe uma diferença. Jesus Cristo é o mediador entre DEUS e os homens. Os santos e nossos irmãos oferecem orações de intercessão pelos outros. Se alguem tiver examinado as palavras da Ave María, a primeira metade é repetir as saudações do Anjo Gabriel e de Elizabeth (Isabel) em Luc 1:28-42. A segunda parte é, ‘Santa Maria, rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém’. Qual é a diferença entre Heb 13:18, “Roga por nós”, Apoc 5:8, “…que são as orações dos santos”, e em pedir a Maria que rogue por nós na Ave María?

Podemos ter somente um mediador mas podemos ter muitos intercessores. A resposta de novo é A+B=C.

Espero que este pequeno exercicio tenha lhe ajudado a entender o porque existem tantos conflitos ‘aparentes’ nas Sagradas Escrituras, com alguns versículos que pareciam contradizer outros. Realmente não são contraditórios quando nos damos conta que existem três lados para cada historia. Quando a verdade completa é conhecida, então não tem necessidade de explicar os versículos das Escrituras. A Biblia é harmoniosa do seu começo até o fim. Nada se pode agregar e nada se pode retirar. Todo se encaixa perfeitamente.

Marcado com:
Publicado em Apologética

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Magnificat anima mea Dominum
Inquisição on Line
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 1
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 2
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 3
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 4
Catecismo de Adultos – Aula 01 – A Revelação Divina – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 02 – O Modernismo, o problema atual na Igreja – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 03 – Deus Uno e Trino – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 04 – A Criação em geral e os anjos – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 05 – Os anjos e o homem – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 06 – A Teoria da Evolução contra a Ciência e a Filosofia – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 07 – Cristo Nosso Senhor e Maria Santíssima – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 08 – Aula 08 – O modo de vida de Jesus Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 09 – As perfeições de Cristo e a Paixão – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 10 – A Cruz, os infernos e a Ressurreição de Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 11 – A Ascensão, os juízos particular e final, e o Espírito Santo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 12 – Como saber qual a verdadeira Igreja de Cristo? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 13 – A Igreja Católica e a Salvação – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 14 – A Infalibilidade da Igreja e a união da Igreja e do Estado – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 15 – Da comunhão dos santos à vida eterna – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 16 – Os princípios da oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 17 – Como rezar bem? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 18 – Os tipos de oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 19 – O Pai Nosso – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 20 – A Ave Maria e o Santo Terço – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 21 – A Meditação Católica – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 22 – Introdução à moral católica: uma moral das virtudes – Padre Daniel Pinheiro
Lutero e o Protestantismo: A História da Reforma – Profa. Dra. Laura Palma
Lutero e o Protestantismo: Vida de Lutero – Prof. André Melo
Lutero e o Protestantismo: Sola Scriptura – Profa. Dra. Ivone Fedeli
Lutero e o Protestantismo: Sola Fide – Prof. Marcelo Andrade
Lutero e o Protestantismo: Sola Gratia – Pe. Edivaldo Oliveira
Mídia Católica
Atualizações
Translator
Italy
Calendário
novembro 2011
D S T Q Q S S
« out   dez »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Visitantes
  • 4.328.377 acessos desde 01/05/2011
religião e espiritualidade
religião e espiritualidade
Categorias
Links
%d blogueiros gostam disto: