O significado e a origem da palavra “saltério”?

O saltério é para nós uma fonte inesgotável de espiritualidade. É a coleção dos cânticos religiosos de Israel composto por 150 Salmos. Os Salmos foram escritos em épocas diversas e por autores diferentes, embora muitos sejam atribuídos a Davi.

A palavra “saltério” vem do Grego, psaltérion, que era um instrumento de cordas que acompanhava a execução dos cânticos. Era algo muito parecido com uma harpa. Era um costume judaico que houvesse no Templo cantores e instrumentistas. De acordo com o Livro dos Juízes 21, 19-21 e o Segundo Livro de Samuel 6, 5.16, as festas religiosas eram celebradas com danças e cantos.

Pelo Antigo Testamento, sabemos que o povo se valia dos Salmos para entrar em contato com Deus. Através dos Salmos, o Povo de Deus fazia orações de súplica, louvores e agradecimentos.

No Novo Testamento, também várias vezes Jesus cita os Salmos. Por exemplo, em suas orações antes de morrer: “Meu Deus, meu Deus, por que me abandonastes?” (Salmo 21, 2); “Em vossas mãos entrego o meu espírito” (Salmo 30, 6). Certamente Maria, na oração do Magnificat, os Apóstolos e toda a Igreja Primitiva e, na caminhada da Igreja, milhões de pessoas também rezaram muitas vezes com Salmos. E, até hoje, eles continuam sendo uma forma muito eficaz para entrar em contato com Deus.

O saltério agrupa poemas de gêneros literários variados, de acordo com a intenção de seu autor. Existem os hinos que nos convidam a louvar a Deus, pelas maravilhas realizadas na natureza, principalmente pela obra da Criação (Salmos 8, 33, 84, 150).

Outros Salmos são súplicas ou lamentações. Embora se dirijam a Deus, não são salmos de glória. Seu principal propósito não é cantar a glória e o poder de Deus. Após invocar o Espírito de Deus, o salmista pede socorro, através de uma prece ou expressão de confiança no poder do Senhor (Salmos 12, 25, 60, 130).

Existem também os salmos de ação de graças. Nestes, o essencial é o agradecimento e o louvor ao Senhor que ouve nossa oração (Salmos 12, 20, 29, 117, 123).

Na introdução ao Livro dos Salmos, da Bíblia Ave-Maria (p. 31), há uma relação dos salmos mais belos, agrupados de acordo com seu tema principal.

Eis aqui alguns temas:
o Salmos de confiança: 22, 26, 120, 130.
o Ensinamentos da sabedoria: 1, 31, 36, 118.
o Meditações: 8, 9, 11, 35, 38, 48.
o Louvores: 7, 18, 28, 46, 92, 95, 96, 97, 145.
o Lamentações: 24, 31, 32,43.
o Ação de graças: 33, 65, 102, 135.

Dada a atualidade e a importância dos Salmos, a Igreja faz deles sua “oração oficial”. Os fiéis cristãos, ao recitarem os Salmos, à luz do Ressuscitado, descobrem neles a renovação da Aliança. Por isso, com toda certeza podemos afirmar que os Salmos são a esperança do Povo de Deus cantada em forma de poesia.

Marcado com: ,
Publicado em Bíblia, Curso Bíblico
4 comentários em “O significado e a origem da palavra “saltério”?
  1. Anelo Natanael siquira disse:

    Louvado seja nosso senhor Jesus Cristo e para sempre seja louvado,amém!

  2. Laurinda disse:

    Gosto de participar da liturgia… que bom que encontrei aqui esclarecimentos sobre a nossa IGREJA… não gosto de ficar como “papagaio” no altar do Altíssimo!

  3. Antonia disse:

    hoje abril se a ports luz e uma boa explicaçâo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Magnificat anima mea Dominum
Inquisição on Line
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 1
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 2
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 3
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 4
Catecismo de Adultos – Aula 01 – A Revelação Divina – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 02 – O Modernismo, o problema atual na Igreja – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 03 – Deus Uno e Trino – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 04 – A Criação em geral e os anjos – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 05 – Os anjos e o homem – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 06 – A Teoria da Evolução contra a Ciência e a Filosofia – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 07 – Cristo Nosso Senhor e Maria Santíssima – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 08 – Aula 08 – O modo de vida de Jesus Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 09 – As perfeições de Cristo e a Paixão – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 10 – A Cruz, os infernos e a Ressurreição de Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 11 – A Ascensão, os juízos particular e final, e o Espírito Santo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 12 – Como saber qual a verdadeira Igreja de Cristo? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 13 – A Igreja Católica e a Salvação – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 14 – A Infalibilidade da Igreja e a união da Igreja e do Estado – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 15 – Da comunhão dos santos à vida eterna – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 16 – Os princípios da oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 17 – Como rezar bem? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 18 – Os tipos de oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 19 – O Pai Nosso – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 20 – A Ave Maria e o Santo Terço – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 21 – A Meditação Católica – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 22 – Introdução à moral católica: uma moral das virtudes – Padre Daniel Pinheiro
Lutero e o Protestantismo: A História da Reforma – Profa. Dra. Laura Palma
Lutero e o Protestantismo: Vida de Lutero – Prof. André Melo
Lutero e o Protestantismo: Sola Scriptura – Profa. Dra. Ivone Fedeli
Lutero e o Protestantismo: Sola Fide – Prof. Marcelo Andrade
Lutero e o Protestantismo: Sola Gratia – Pe. Edivaldo Oliveira
Mídia Católica
Atualizações
Translator
Italy
Calendário
novembro 2011
D S T Q Q S S
« out   dez »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Visitantes
  • 4.215.669 acessos desde 01/05/2011
religião e espiritualidade
religião e espiritualidade
Categorias
Links
%d blogueiros gostam disto: