A Língua dos Anjos

“Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine”. [1Coríntios 13: 1]

Existem pessoas que ao serem confrontadas com respeito ao dom de línguas, não podendo explicar a diferença entre as línguas que falaram os judeus mencionados em Atos 2, com o que supostamente são as “línguas” que falam as pessoas do movimento pentecostal, recorrem engenhosamente a dizer que o que eles falam são línguas angélicas…???

E claro que essas mesmas pessoas declaram que não podem comprovar e nem tampouco demonstrar que os sons que produzem sejam “línguas angelicais”. Se não podem comprovar e muito menos demonstrar que seus sonidos sejam línguas angelicais, porque recorrem a argumentos enganosos?

Em certa oportunidade o apóstolo Paulo escreveu:

“E sei que o tal homem (se no corpo, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe) Foi arrebatado ao paraíso; e ouviu palavras inefáveis, que ao homem não é lícito falar”. [2Coríntios 12: 3, 4]

O contexto dessas passagens claramente diz que esse homem foi o próprio Paulo e estas palavras poderiam sugerir que esta fazendo referencia a Atos 22: 17 “E aconteceu que, tornando eu para Jerusalém, quando orava no templo, fui arrebatado para fora de mim”.

O maravilhoso disso é que as palavras que escutou foram palavras inefáveis. Inefável é aquilo para o que não existem palavras com as quais descrever o que se vê ou se ouve.

Esta experiência é a base que ele teve para dizer que mesmo que Deus lhe tivesse dado o dom de falar a língua dos anjos, se não tivesse amor de nada lhe serviria. (Por isso ele diz: “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos”, ou seja ele não diz que falava a língua dos anjos).

Sim Paulo claramente diz que essas línguas pertencem a um modo de comunicação que os humanos são incapazes de dominar (“que ao homem não é lícito falar”). Como pode ser possível que qualquer pessoa, hoje em dia, esteja capacitada para falar esse tipo de línguas que nem sequer o apóstolo Paulo pode falar? São essas pessoas superiores a Paulo, e tem escutado palavras que não lhes é dado expressar, mas para eles sim, as podem expressar? Então falando o que não é lícito aos homens falar?

Se eu disser: ainda que jogasse futebol como o Pelé ou como o Ronaldinho, mas não tivesse amor…, estaria eu dizendo que sou tão bom jogador quanto o Pelé ou o Ronaldinho? Por favor se assim você entende, reveja suas aulas do português.

Marcado com:
Publicado em Dom de Linguas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Magnificat anima mea Dominum
Inquisição on Line
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 1
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 2
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 3
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 4
Catecismo de Adultos – Aula 01 – A Revelação Divina – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 02 – O Modernismo, o problema atual na Igreja – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 03 – Deus Uno e Trino – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 04 – A Criação em geral e os anjos – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 05 – Os anjos e o homem – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 06 – A Teoria da Evolução contra a Ciência e a Filosofia – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 07 – Cristo Nosso Senhor e Maria Santíssima – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 08 – Aula 08 – O modo de vida de Jesus Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 09 – As perfeições de Cristo e a Paixão – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 10 – A Cruz, os infernos e a Ressurreição de Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 11 – A Ascensão, os juízos particular e final, e o Espírito Santo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 12 – Como saber qual a verdadeira Igreja de Cristo? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 13 – A Igreja Católica e a Salvação – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 14 – A Infalibilidade da Igreja e a união da Igreja e do Estado – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 15 – Da comunhão dos santos à vida eterna – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 16 – Os princípios da oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 17 – Como rezar bem? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 18 – Os tipos de oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 19 – O Pai Nosso – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 20 – A Ave Maria e o Santo Terço – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 21 – A Meditação Católica – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 22 – Introdução à moral católica: uma moral das virtudes – Padre Daniel Pinheiro
Lutero e o Protestantismo: A História da Reforma – Profa. Dra. Laura Palma
Lutero e o Protestantismo: Vida de Lutero – Prof. André Melo
Lutero e o Protestantismo: Sola Scriptura – Profa. Dra. Ivone Fedeli
Lutero e o Protestantismo: Sola Fide – Prof. Marcelo Andrade
Lutero e o Protestantismo: Sola Gratia – Pe. Edivaldo Oliveira
Mídia Católica
Atualizações
Translator
Italy
Calendário
abril 2012
D S T Q Q S S
« mar   maio »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  
Visitantes
  • 4.328.377 acessos desde 01/05/2011
religião e espiritualidade
religião e espiritualidade
Categorias
Links
%d blogueiros gostam disto: