RSS

Senado colombiano rejeita projeto de casamento gay

27 abr

Ativistas protestam contra rejeição do projeto de lei na Colômbia Foto: Fernando Vergara / AP

 

 

BOGOTÁ — Na contramão de países como a França e o Uruguai, que aprovaram  recentemente o casamento entre pessoas do mesmo sexo, o Senado da Colômbia  rejeitou nesta quarta-feira um projeto de lei sobre casamento igualitário.  Apresentada pelo congressista Armando Benedetti, a proposta recebeu 17 votos a  favor e 51 contra. O projeto ultrapassou apenas um dos quatro debates  necessários para se tornar lei, e enfrentou forte oposição da Igreja Católica e  figuras proeminentes como o procurador-geral Alejandro Ordóñez.

Após a votação, integrantes da comunidade LGBT mostraram sua reprovação na  Plaza de Bolívar, enquanto algumas pessoas comemoravam o resultado. Os críticos  ao projeto argumentaram que aprovar o casamento entre pessoas do mesmo sexo  seria um duro golpe para a “santidade” do matrimônio.

– O casamento como uma instituição, como um sacramento envolve a união do  homem e da mulher, a fim de procriar – afirmou o senador Carlos Ramiro Chavarro,  do Partido Conservador. – Eu respeito a relação que os homossexuais possam ter e  que é seu direito, mas (…) a maioria do país quer manter a unidade familiar da  sociedade, que trata da instituição do casamento ou da união civil apenas entre  pessoas do sexo oposto.

Como é impossível que antes de 20 de junho se aprove uma nova lei sobre o  tema, a partir da data deverá ser aplicada a regra do Tribunal  Constitucional:

“Os casais do mesmo sexo podem ir perante um notário ou juiz para formalizar  e solenizar uma relação contratual que lhes permitirá formar uma família”.

Na França, após cinco meses e mais de 170 horas de debates no Senado e na  Assembleia Nacional, os deputados aprovaram na terça-feira, o projeto de lei que  legaliza a união entre pessoas do mesmo sexo e também a adoção de crianças por  casais homossexuais.

Fonte:  http://oglobo.globo.com/mundo/senado-colombiano-rejeita-projeto-de-casamento-gay-8203307#ixzz2Rg58k9I4

 
1 comentário

Publicado por em 27/04/2013 em Atualidades, Homosexualidade

 

Tags: ,

Uma resposta para “Senado colombiano rejeita projeto de casamento gay

  1. Paulo

    29/04/2013 at 2:51 pm

    ISSO E OUTRAS SÃO OS RESULTADOS DA EDUCAÇÃO(?) JUVENIL SOB OS CUIDADOS DE UM ESTADO LAICO MARXISTA!
    GAYZISMO E VIOLENCIA GENERALIZADOS ESTÃO NO PACOTE!
    E a Comissão Brasileira de Justiça e Paz, a CBJP DA CNBB É CONTRA A REDUÇÃO DA MENORIDADE!
    É A CNBB NA CONTRAMÃO!
    Sabemos que o Estado laico não resolve o problema da delinquência juvenil. A família é insubstituível, é dom de Deus e responsabilidade dos cônjuges, ensina a Igreja. O homem não destrói de graça a família, mas recebe o castigo ao violar o plano de Deus – zombaria – dissimulando, falsificando-a como nas farsas das “familias” gays.
    As coisas só tendem a piorar, se especial se mantiverem os comunistas do PT no poder, salvo se houver uma misericordiosa intervenção divina. Colhemos os frutos amargos de séculos de culturas liberal e iluminista – daí os ILLUMINATI – de idolatria dos direitos humanos acima da lei de Deus – prestigiando as aberrações como as uniões gays, e o caso de hoje chegarem a ponto de proteger bandidos, desde que beneficiem os comunistas, como Cesare Battisti e discriminação contra cristãos. E infelizmente esses erros penetraram até na Igreja, como via esquerdo-comunista Teologia da Libertação aliada do PT. É inútil lamentar as consequências sem atacar as causas.
    Não é maldade penalizar os jovens delinquentes. Crueldade é entregá-los à educação pública do Estado petista materialista e ateu, querendo impingir o POLITICAMENTE CORRETO que segue as ideologias materialistas do confesso satanista Marx que blefou: “Quero me vingar d’Aquele que governa lá em cima” dentre mais similares, os doutrina na cartilha da educação sexual da Marta Suplicy, de conteúdos dos kit gays, no feminismo, no aborto qu é um plano do partido, aprova pedofilia, permite sexo-novelas para desagregar a familia, quer discriminalizar as drogas para alienar ainda mais, negocia com as FARCs, dentre outras perversidades. Crueldade é dar-lhes o direito de voto nas eleições para que ajudem a manter esse governo no poder e iludi-los com a falácia da “DEMOCRACIA”, da igualdade e fraternidade quando de fato essa palavra significa é “DITADURA COMUNISTA”.
    Quem vota no PT depois não reclame do gayzismo e da violencia; v. eleitor é também um potencial comparsa de tudo que sucede!

     

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: