RSS

A Excomunhão é Bíblico ?

06 maio

Excomunhão é a remoção formal de um membro de uma igreja e a separação informal  da companhia daquele ex-membro. Mateus 18:15-20 descreve o procedimento e a  autoridade da igreja para fazer isso. Essa passagem ensina que um indivíduo  (geralmente a parte ofendida) é para se dirigir àquele que o ofendeu. Se ele/ela  não se arrepender, então duas ou três devem ir confirmar a situação e a recusa  de arrependimento. Se ainda não há arrependimento, o caso deve ser levado diante  da igreja. Esse processo nunca é “desejável”, do mesmo modo que um pai nunca tem  gosto em ter que disciplinar seus filhos. No entanto, frequentemente é uma  necessidade. O propósito não é de ser malvado ou demonstrar uma atitude de “sou  mais santo que você”. Particularmente, é para ser feito em amor por aquela  pessoa, em obediência e honra a Deus, e com temor devoto pelo bem das outras  pessoas na igreja.

A Bíblia nos dá um exemplo da necessidade de  excomunhão em uma igreja local, a igreja na cidade de Corinto (1 Coríntios  5:1-13). Nessa passagem, o Apóstolo Paulo também ensina alguns motivos por trás  do uso bíblico de excomunhão. Uma razão (não encontrada diretamente na passagem)  é pelo testemunho de Jesus Cristo (e Sua igreja) diante dos incrédulos. Quando  Davi pecou com Bate-Seba, uma das consequências de seu pecado que Deus menciona  é que o nome do único Deus verdadeiro é blasfemado pelos inimigos de Deus (2  Samuel 12:14). Um segundo motivo é que pecado é como câncer; se é permitido a  existir, espalha pelo corpo da mesma forma que um pouco de fermento faz levedar  toda a massa (1 Coríntios 5:6-7). Paulo também explica que Jesus nos salvou para  que possamos ser separados do pecado, para que possamos ser “sem levedura” ou  livres daquilo que faz apodrecer espiritualmente (1 Coríntios 5:7-8). O desejo  de Cristo para a Sua noiva, a Igreja, é que ela seja santa e irrepreensível  (Efésios 5:25-27). Excomunhão também é para o bem a longo prazo do que está  sendo disciplinado pela igreja. Paulo, em 1 Coríntios 5:5, explica que  excomunhão é uma forma de entregar “a Satanás para a destruição da carne, a fim  de que o espírito seja salvo no Dia do Senhor {Jesus}.” Isso significa que de  alguma forma excomunhão pode envolver Deus usando Satanás (ou um de seus  demônios) como uma ferramenta de disciplina para fisicamente trabalhar na vida  do pecador para que verdadeiro arrependimento possa acontecer em seu coração.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 06/05/2013 em Uncategorized

 

Tags:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: