RSS

Anabatistas e Batistas

22 out

 

Origem: Os batistas dizem-se oriundos de São João Ba­tista e, por isto, não aceitam ser enumerados entre os protes­tantes. Na verdade, porém, deve-se notar que, embora tenha havido na história da Igreja alguns surtos de cristãos que só queriam batizar adultos e por imersão, os batistas não estão historicamente e doutrinariamente filiados a tais grupos, mas, sim, ao movimento anabatista do séc. XVI.

a) Os anabatistas, chefiados por Tomás Münzer, julga­vam que Lutero não era suficientemente radical. Por isto apregoavam sua reforma própria, cujo sinal seria o batismo exclusivo de adultos; rebatizavam, pois, os fiéis que lhes ade­riam, merecendo assim o nome de «anabatistas» (aná = de novo, em grego). Tal movimento foi violentamente combatido por Lutero e Zvínglio, de modo que seus membros se disper­saram pela Europa, a partir de 1525.

Todavia o movimento anabatista ramificou-se em diver­sas denominações: Menonitas (de Meno Simons, +1559), Ir­mãos Hutterianos (de Tiago Hutter), Igreja dos Irmãos, Igreja dos Irmãos Evangélicos Unidos e Igreja Batista.

b) O clérigo anglicano John Sngyth (+ 1617) não se con­formava com a branda reforma anglicana… Por isto em 1604 fundou uma comunidade dissidente em Gainsborough (Ingla­terra). Todavia foi obrigado a exilar-se com os seus compa­nheiros na Holanda, viveu em casa de um padeiro menonita, que o convenceu de que era inválido o batismo ministrado às crianças. Smyth então conferiu a si mesmo um segundo ba­tismo, de cujo valor, porém, começou a duvidar em breve. Em conseqüência, seus companheiros, por eles anteriormente con­vencidos da tese anabatista, o expulsaram da comunidade! Em 1612, um grupo de seus discípulos voltou à Inglaterra e lá fun­dou a primeira igreja dita batista (não mais anabatista). Essa comunidade se foi estendendo, enquanto seus membros rece­biam da Holanda teses de teologia calvinista.

Emigraram também para os Estados Unidos a fim de esca­par à perseguição. Hoje existem cerca de vinte seitas batistas, que estão unidas na «Aliança Batista Mundial»; entre outros, contam-se os batistas calvinistas, os batistas congregacionalis­tas, os batistas primitivos…

Doutrina: Os batistas professam a teologia calvinista, com a diferença, porém, de que só batizam adultos, e apenas por imersão.

Cada comunidade batista é independente. O poder reside na assembléia dos fiéis, que elege os seus pastores e diáconos.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22/10/2013 em Batistas

 

Tags:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: