RSS

OS REIS DE ISRAEL

10 mar

Naquele tempo veio SAMUEL, e então toda a casa de Israel soube que Samuel era acreditado como profeta do SENHOR… Passados anos, os filhos de Israel se puseram a suspirar pelo SENHOR. SAMUEL DISSE então à casa de Israel: SE É DE TODO O CORAÇÃO que voltais ao SENHOR, retirai do meio de vós os deuses dos estrangeiros e as Astartes. E os filhos de Israel lançaram fora os Baalim e as Astartes e serviram ao SENHOR. Samuel envelheceu, e OS FILHOS DE ISRAEL DISSERAM: DÁ-NOS UM REI, para nos julgar.

O Senhor ENVIOU SAUL, da terra de Benjamin, e Samuel tomou um frasco de azeite e o derramou sobre a cabeça de Saul.

E SAUL foi o PRIMEIRO REI DO POVO DE ISRAEL.

Antes, o Rei dos filhos de Israel ERA O SENHOR… Mas Saul não andou conforme à vontade de Deus. Então a palavra do Senhor veio a Samuel nestes termos:

“Eu me arrependo de ter feito rei a Saul, pois ele se afastou de mim e não executou as minhas palavras… Eu te envio à casa de Jessé, o betlehemita, porque vi entre os seus filhos, o rei que me convém”.
(1Sm 15, 11; 16, 2).

Samuel foi à casa de Jessé, e Jessé fez passar diante dele sete de seus filhos. Mas nenhum deles era o escolhido do Senhor. Então JESSÉ mandou vir O SEU FILHO MAIS JOVEM (DAVÍ), que cuidava do rebanho. O Senhor disse a Samuel:

“Levanta-te e unge-o, é ele (o escolhido). Samuel apanhou o chifre de óleo e o ungiu, em meio a seus irmãos, e o Espírito do Senhor desceu sobre Daví a partir desse dia”.
(1Sm 16, 12).

Depois, combatiam os filisteus contra Israel, a batalha do monte de Guilboa.

Morreram Saul e seus tres filhos, Jônatan, Abinadab e Malki-Shua, bem como todos os seus homens. Daví lamentou a morte de Saul e Jônatan. Todas as tribos de Israel vieram ao encontro de Daví em Hebron, e lhe disseram:

“Eis que somos teus ossos e tua carne… O Senhor te disse: És tu que apascentarás Israel, meu povo; és tu que serás o chefe de Israel. Daví tinha trinta anos quando se tornou rei. Reinou durante quarenta anos.”
(2Sm 5, 1-4).

Isto aconteceu cerca de 1000 anos a.C.

DAVÍ SE TORNOU REI e governou Israel submisso ao Senhor.

Muitas vezes Daví se desviou do caminho de Deus, mas, constantemente, consultava a vontade do Senhor…

Cometeu pecado de adultério com Bat-Sheba, mulher de Uriá e tramou a morte de Uriá…

Foi repreendido pelo profeta Natan. Aceitou a reprimenda com humildade e arrependeu-se diante do Senhor.

Segundo profecia de Natan, A CASA DE DAVÍ e a sua realeza serão PARA SEMPRE e o seu trono CONFIRMADO PARA SEMPRE:

“O Senhor te fará UMA CASA. Quando teus dias estiverem completos e repousares com os teus pais, ELEVAREI TUA DESCENDÊNCIA DEPOIS DE TÍ, um descendente gerado por ti mesmo, e estabelecerei firmemente sua realeza. Será ele que CONSTRUIRÁ UMA CASA PARA MEU NOME… Mas minha fidelidade não se afastará dele, como a retirei de Saul… TUA CASA e tua realeza SERÃO PARA SEMPRE estáveis diante de ti, e teu trono, confirmado PARA SEMPRE …”
(2Sm 7, 11-17).

 

Daví combateu e derrotou os filisteus, os moabitas, os arameus…

O Senhor concedeu vitória a Davi por onde quer que ele fosse.

Quando se aproximou o momento de sua morte, Daví transmitiu suas ordens a seu filho SALOMÃO, QUE O SUCEDERIA. Pois Daví havia prometido a Bat-Sheba, mãe de Salomão, na presença do profeta Natã: é ele (Salomão) que reinará em meu lugar, é ele que eu constituo chefe de Israel e de Judá.

Depois, Daví adormeceu junto a seus pais e foi sepultado na cidade de Daví.

SALOMÃO sentou-se NO TRONO DE DAVÍ, e sua realeza firmou-se consideravelmente. Deus concedeu a Salomão uma grande sabedoria e inteligência.

A sabedoria de Salomão ultrapassou a de todos os reis do Oriente e do Egito. No ano quatrocentos e oitenta após a saida dos filhos de Israel da terra do Egito, no quarto ano do reinado de Salomão sobre Israel, ele construiu em Jerusalém A CASA (TEMPLO) DO SENHOR.

Os sacerdotes levaram A ARCA DA ALIANÇA DO SENHOR para seu lugar, na câmara sagrada da Casa.

Salomão teve muitas mulheres, além da filha do Faraó, entre moabitas, edomitas, amonitas, sidonias… no total setecentas mulheres e trezentas concubinas. No tempo da velhice de Salomão, SUAS MULHERES ATRAIRAM O SEU CORAÇÃO PARA OUTROS DEUSES, e seu coração não mais pertenceu sem reservas ao Senhor, ao contrário do coração de Davi, seu pai. O Senhor disse a Salomão:

“Já que procedes assim, e não guardaste minha aliança, nem as leis que te prescrevi, vou arrancar-te a realeza… Entretanto, por causa de Daví, seu pai, não o farei durante a tua vida; arrancá-la-ei da mão de teu filho. Mas… haverá uma tribo, que darei ao teu filho, por causa de Daví, teu pai, e por causa de Jerusalém, que escolhi.”
( 1 Rs 11, 11-13).

Depois Salomão adormeceu junto aos seus pais, e foi sepultado na cidade de David. E Roboão, seu filho, disse, duramente, ao povo:

“Meu pai tornou pesado o vosso jugo; eu aumentarei o seu peso; meu pai vos corrigiu com chicote, eu vos corregirei com correias farpadas”.
( 1 Rs 12, 13-14).

ROBOÃO tornou-se REI DE JUDÁ e reinou durante dezessete anos.

Ao mesmo tempo, ISRAEL se revoltou contra a Casa de Davi e ELEGEU JEROBOÃO SEU REI. A duração do reinado de JEROBOÃO SOBRE ISRAEL foi de vinte e dois anos, no período entre 933 e 911 a.C.

Assim, ISRAEL E JUDÁ ficaram separados, EM DOIS REINOS.

Cada reino teve muitos reis, muitos dos quais procederam muito mal aos olhos do Senhor, desprezaram sua Lei e sua aliança.

“O Senhor advertira Israel e Judá mediante todos os seus profetas, todos os seus videntes, dizendo: Abandonai vossos maus caminhos, observai meus mandamentos e decretos… Eles, porém, não lhe obedeceram…”.
(2 Rs 17, 13-14).

O ÚLTIMO REI DE ISRAEL (Reino do Norte) FOI OSÉIAS, que reinou entre 732 e 723 a.C.

No nono ano do reinado de Oséias, o rei da Assíria apoderou-se da Samaria e DEPORTOU OS ISRAELITAS PARA A ASSÍRIA.

“Isso aconteceu porque os filhos de Israel pecaram contra o Senhor, seu Deus, que os fizera subir do Egito… e tambem porque passaram a temer outros deuses… e entregaram-se a práticas reprováveis contra o Senhor”.
(2 Rs 17, 7-9).

“Isso aconteceu porque os filhos de Israel pecaram contra o Senhor, seu Deus, que os fizera subir do Egito… e tambem porque passaram a temer outros deuses… e entregaram-se a práticas reprováveis contra o Senhor”.
(2 Rs 17, 7-9).

O ÚLTIMO REI DE JUDÁ FOI SEDECIAS, que reinou entre 597 e 587 a.C.

Ele praticou o mal aos olhos do Senhor.

No nono ano do reinado de Sedecias, Nabucodonosor, rei da Babilônia, chegou diante de Jerusalem com todas as tropas. Os caldeus capturaram o rei, e o levaram para a Babilônia.

Degolaram os filhos de Sedecias sob os seus olhos, e depois Nabucodonosor vazou-lhe os olhos… Nebuzaradan, chefe da guarda e servo pessoal do rei da Babilônia, INCENDIOU A CASA (O TEMPLO) DO SENHOR, no ano 587 a.C., bem como todas as casas de Jerusalém.

Os caldeus demoliram a muralha que cercava Jerusalém. Tomaram as bacias, as taças, as alfaias, os incensórios e as bacias de aspersão, tanto as de ouro como as de prata…

E assim, O POVO DE JUDÁ FOI DEPORTADO para a Babilônia, para longe de sua terra. Uma parte do povo humilde da terra, foi deixada para cultivar pomares e campos.

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10/03/2014 em Bíblia

 

Tags:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: