RSS

Refutando o “reverendo” Augustus Nicodemus

31 out

https://www.youtube.com/watch?v=dEmA1b3FU9E

Antes de iniciar a leitura do artigo, assista ao vídeo do link acima.

A palavra oferecida à fé de Maria dá seu fruto no seio que a acolhe (1). É impossível dizer que Maria tenha sido uma simples mulher. Diferente de todas as figuras bíblicas que lemos em toda a trajetória no velho e novo testamento, a “Mãe da Igreja” (CIC 963) foi à única que cooperou de forma eficaz para a salvação da humanidade uma vez que, deu a Luz ao próprio Deus. Moisés, Davi, os profetas, tiveram participação importantíssima em todo o plano salvífico de Deus, mas, foi nela que a promessa foi concretizada na “plenitude dos tempos” (Gl 4,4-5), pois, a profecia vétero-testamentária estava ligada a virgem:

Is 7,14Pois sabeis que o Senhor mesmo vos dará um sinal. Eis que a virgem está grávida e dará à luz um filho e dar-lhe-á o nome de Emanuel.

Maria foi preparada por Deus para herdar em seu ventre imaculado o próprio verbo de Deus (Jo 1,1). Para tanto, como confirmação dessa verdade, o anuncio do Anjo Gabriel revela o que Maria possuía de “diferente” para receber tal missão:

Lc 1,28Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!

Nossa Senhora foi “repleta do favor divino”, mas, será que ela realmente era cheia de graça? O vídeo do pastor presbiteriano Augustus Nicodemus diz o contrário daquilo que a Igreja Católica sempre preservou e para afirmar sua tese, ele procura utilizar (ou tentar) os escritos originais (grego).

Para facilitar a compreensão, separei por tópicos suas afirmações no vídeo do link acima e responderei cada uma seguindo sua sequencia.

1 – “A expressão muito favorecida é uma palavra grega só, que significa agraciada, aquela que recebeu graça, que é repetido no verso trinta quanto o Anjo diz a Maria “Não temas porque achaste graça”. Graça aqui é favor diante de Deus”.

Inicialmente, o reverendo Augustus já comente um pequeno deslize afirmando que a palavra grega traduzida como “agraciada” se repete no verso trinta do evangelho. Na passagem de Lucas 1,28 o termo que define Maria como agraciada / cheia de graça é o κεχαριτωμένη:

Lc 1,28 (Bíblia de Jerusalém) – Entrando onde ela estava, disse-lhe: “Alegra-te cheia de graça, o Senhor está contigo”!

Lc 1,28 (Texto Católico) – καὶ εἰσελθὼν πρὸς αὐτὴν εἶπεν, χαῖρε, κεχαριτωμένη, ὁ κύριος μετὰ σοῦ.

Lc 1,28 (Texto protestante) και εισελθων ο αγγελος προς αυτην ειπεν χαιρε κεχαριτωμενη ο κυριος μετα σου ευλογημενη συ εν γυναιξιν

Esse termo se trata de um vocativo, pois, Gabriel dizendo que a virgem era “agraciada” ele indicava que a palavra estava sendo dirigida a ela sem que tenha que citar seu nome. O que me chama atenção no vídeo é que o pastor não se atentou que é a única vez em toda a escritura que esse termo é empregado. Lucas o reservou exclusivamente para Maria, para assim indicar o quão importante significava aquela “graça” que foi recebida de Deus.

Já no verso trinta, o termo encontrado para determinar “achar graça” é ευρες γαρ χαριν:

Lc 1,30 (Bíblia de Jerusalém) – O anjo, porém, acrescentou: “Não temas, Maria! Encontraste graça junto de Deus”.

Lc 1,30 (Texto Católico) – καὶ εἶπεν ὁ ἄγγελος αὐτῇ, μὴ φοβοῦ, μαριάμ, ερες γρ χάριν παρὰ τῶ θεῶ·

Lc 1,30 (Texto protestante) – και ειπεν ο αγγελος αυτη μη φοβου μαριαμ ευρες γαρ χαριν παρα τω θεω

Tal expressão utilizada pelo anjo é usada para Moisés e encontramos termo semelhante para Noé no velho testamento:

Gn 6, 8 – Noé, porém, achou graça aos olhos do Senhor.

Gn 6, 8 – Νωε δὲ ερεν χριν ἐναντίον κυρίου τοῦ θεοῦ

Ex 33,17 Iahweh disse a Moisés: “Farei ainda o que disseste, porque encontraste graça aos meus olhos e conheço-te pelo nome”.

Ex 33,17καὶ εἶπεν κύριος πρὸς Μωυσῆν καὶ τοῦτόν σοι τὸν λόγον ὃν εἴρηκας ποιήσω ερηκας γρ χριν ἐνώπιόν μου καὶ οἶδά σε παρὰ πάντας

Isto é, além do termo de Lucas 1,28 não ser o mesmo usado no verso trinta, vemos que aqui o evangelista procura apresentar Maria como uma continuidade dos antigos heróis que foram responsáveis pela manutenção do povo de Deus. De Noé, nasceria uma nação que povoaria a terra após o dilúvio, de Moisés, o povo renasceria saindo do Egito e de Maria, uma Igreja nasceria por meio de Jesus Cristo. Embora a tradução portuguesa equipare os termos os denominando “graça”, uma verificação rápida nos originais nos permite afirmar que a profundidade dos termos gregos nos faz entender o porquê Maria é plenamente agraciada por Deus. 

2 – “Essa mesma palavra que aparece no verso vinte e oito, ‘muita favorecida’, ela aparece no texto de Efésios capítulo um verso seis que inclusive nós lemos na liturgia de hoje, quando Paulo diz que “Deus nos concedeu a sua graça em Jesus”. A palavra conceder é a mesma palavra no original que aparece aqui. A mesma palavra que é usada para Maria é usada para os crentes”.

Primeiro que em nenhum momento dos dois versos (28 e 30) do evangelho lemos alguma palavra mencionada como “conceder”. O anjo a saúda chamando-a de “agraciada” e posteriormente menciona que nela foi “achado graça”, mas, concedida, não há. Aqui, eu só posso dizer como um protestante: “Errais por não conhecer as escrituras” (Mt 22,29). Como já escrevi, o termo que designa a graça de Maria no verso vinte e oito de Lucas é o vocativo κεχαριτωμένη, isto é, é impossível que ele apareça na epístola aos Efésios já que essa palavra só aparece esta única vez em toda a literatura bíblica, aplicada neste contexto para a mãe do Cristo. 

Em Efésios encontramos outra palavra que vem a ser a χάριτον que indica que foi com a graça de Deus que vem da sua glória que Ele nos agraciou:

Ef 1,6 (Bíblia de Jerusalém) – Para louvor e glória da sua graça com o qual ele nos agraciou no Amado.

Ef 1,6 (Texto Católico) – εἰς ἔπαινον δόξης τῆς χάριτος αὐτοῦ ἧς ἐχαρίτωσεν ἡμᾶς ἐν τῶ ἠγαπημένῳ.

Ef 1,6 (Texto Protestante) – εις επαινον δοξης της χαριτος αυτου εν η εχαριτωσεν ημας εν τω ηγαπημενω.

Curiosamente, essa expressão só aparece neste texto de Efésios, isto é, esse termo é encontrado uma única vez no novo testamento fazendo referencia a graça de Deus derramada sobre a Igreja, sendo assim, as palavras que aparecem nos textos originais não condizem com a afirmação do pastor que quer determinar uma única palavra para todas as passagens. Maria foi “cumulada de graça por Deus” e é nítido que a causa da aplicação de termos distintos é propositalmente para indicar essa diferença.

3 – “Infelizmente, a tradução latina do grego da vulgata, que é a Bíblia adotada pela Igreja Católica, quando traduziu isso aqui, em vez de agraciada, traduziu como “Maria cheia de graça”. É isso que você tem no latim, na vulgata latina. E como resultado, da a impressão que Maria, não recebeu um favor de Deus, mas que ela era naturalmente uma pessoa cheia de graça de Deus, sempre foi de uma maneira especial, quando na verdade o texto está dizendo que a graça foi o fato de que ela recebeu de Deus o privilégio de dar a luz ao filho de Deus (…). Não é que ela era uma pessoa agraciada acima das outras (…). 

De fato, a tradução da vulgata que corresponde a “gratia plena” não corresponde satisfatoriamente ao significado da tradução correta que vem a ser “agraciada”, entretanto, isso não significa que “infelizmente” São Jerônimo tenha se equivocado, pelo contrário. O uso da expressão “cheia de graça” nos permite uma análise profunda no mistério que envolve Maria na economia da salvação. O mesmo Lucas que escreve que Maria é “agraciada”, chama Estevão de “cheio de graça” (At 6,8) e para tanto, recorre a expressões diferentes. Para a virgem, o termo é único e reservado exclusivamente a ela na literatura sagrada.

Maria recebeu um favor de Deus. A graça é um favor imerecido e a Virgem era “naturalmente” cheia da graça do altíssimo porque Ele mesmo assim a fez. A interpretação falha do pastor presbiteriano faz com que ele não perceba que se Maria “encontrou graça diante de Deus”, é devido a uma ação prévia do Senhor que a agraciou e é por isso que ela é chamada de agraciada pelo anjo, já que ela foi transformada pela graça, já que ela foi cumulada por essa graça santificadora que a tornou dona da maternidade messiânica. Assim como Jacó foi escolhido antes mesmo do seu nascimento (Rm 9,11-13), Maria foi inundada pela graça para tal vocação. Ela não seria preparada, mas, já estava. A graça de Deus já refletia em sua santidade.

O pastor Augustus Nicodemus diz que Maria não estava acima das outras criaturas. Ora, dar a luz ao próprio Deus, não caracteriza um mérito maior do que os outros salvadores de Israel? Se até Salomão foi único por não existir sobre a terra outro homem com sua sabedoria (I Rs 4,30-31) quem dirá de Maria, que deu a luz a própria sabedoria de Deus, ao próprio verbo.  A própria escritura atesta isto ao narrar às palavras do Anjo: “Bendita és tu entre as mulheres” (Lc 1,28).

Sendo assim, é óbvio dizer que Maria foi à criatura mais sublime da criação divina, pois, ela deu a luz ao próprio SENHOR.

4 – CONCLUSÃO

Infelizmente o protestantismo não reconhece em Maria o canal utilizado por Deus Pai para que a salvação chegasse até nós.

Diferente dos (de)reformadores que mesmo após a ruptura, ainda sim, mantiveram opiniões católicas, o Pastor Nicodemus foge de tudo aquilo que a história crê e para sustentar sua crença, busca alternativas na língua grega, porém, erra por desconhecer suas próprias palavras.

Paz e bem a todos!

BIBLIOGRAFIA

(1) R. Meynet, Quelle est donc cette parole? Lecture “rhétorique” de Évangile de Luc (1-9,22-24) (Cerf, Paris 1979), 155.

Paredes, José Cristo Rey García – Mariologia: Síntese bíblica, histórica e sistemática; Editora Ave Maria.

Bíblia de Jerusalém – Editora Paulus.

http://www.bibliacatolica.com.br/septuaginta/

http://biblia.gospelprime.com.br/receptus/

 
Deixe um comentário

Publicado por em 31/10/2014 em Uncategorized

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: