SANTO AFONSO DE LIGÓRIO (1696-1787)

 

Afonso de Ligório nasceu em 1696 em Nápoles, na Itália. Com 12 anos ingressou na Faculdade de Direito. Com 16 anos recebe a toga. Afonso foi um advogado exemplar, nunca perdeu uma causa.

Em 1723, depois de 10 anos de advocacia acontece a “grande conversão” de Afonso. Num processo fraudulento e iníquo Afonso é vencido, perde a causa. Afonso sai do tribunal e diz-se a si mesmo: “Mundo, agora te conheço… Tribunais, adeus!”. Em seguida entra no seminário. Santo Afonso Maria de Ligório colocou todos os seus dons a serviço do Reino dos Céus, por isso, como sacerdote, desenvolveu várias missões entre os mendigos da periferia de Nápoles e camponeses; isto até contagiar vários e fundar a Congregação do Santíssimo Redentor, ou Redentoristas. Depois de percorrer várias cidades e vilas do sul da Itália, convertendo pecadores, reformando costumes e santificando as famílias, Santo Afonso de Ligório, com 60 anos, foi eleito bispo e assim pastoreou com prudência e santidade o povo de Deus, mesmo com a realidade de ter perdido a amizade do Papa e sido expulso de sua fundação.

Afonso escreveu muitos livros famosos da literatura católica: “Prática do Amor a Jesus Cristo”, “As Glórias de Maria”, “Visitas ao Santíssimo Sacramento”, sua grande obra teológica “Teologia Moral”, e muitas outras obras cheia de sabedoria e santidade. Santo Afonso morreu em 1787 com 90 anos de idade. Santo Afonso é Doutor da Igreja e patrono dos confessores e moralistas.

PENSAMENTOS DE SANTO AFONSO

“Toda a nossa perfeição consiste em amar o nosso Deus amabilíssimo, e toda essa perfeição no amor a Deus está na união da nossa vontade à sua santíssima vontade”

“Se queremos luz, Ele veio para iluminar-nos. Se necessitamos força, Ele veio para fortalecer-nos. Se buscamos perdão, Ele veio precisamente reconciliar-nos. Se queremos amor, Ele veio inflamar-nos. E para presentear-nos esses dons, apresentou-se a nós como humildade e como ternura, para mostrar-se mais amável, afastar todo temor, e conquistar para si nosso amor”

“Jesus quis nascer pequenino não só para ganhar de nós essa forma de amizade a que chamamos estima, mas também um amor de ternura”

“Quando te sentires triste, invoca Jesus, e ele te confortará. Se a maldade te arrasta, chama-o e ele virá em tua ajuda. Se te encontras apático na fé, conta-lhe e ele te devolverá o fervor. Se te ataca a desconfiança, seu nome te dará esperança. E se desejas terminar a vida com a graça de seu nome nos lábios, acostuma-te a pronuncia-lo desde agora”

“O amor sempre tende para a união. Por isso Cristo quis que o recebêssemos como alimento (na Eucaristia), pois as pessoas que mais intensamente se amam desejam estar juntas até fundir-se em uma só”

“Tão necessária para a vida do espírito como a oração é a leitura espiritual, por que ela nos enche de bons sentimentos e nos introduz no diálogo com Deus”

“Quereis o amor? Pedi-o”

“O Senhor é pródigo em distribuir seus dons, mas sobretudo é pródigo em dar o amor a quem o procura, por que este amor é o que Ele, mais do que tudo, exige de nós”

“Toda a santidade e toda a perfeição de uma pessoa consiste em amar a Jesus Cristo, nosso maior bem, nosso Salvador”

“Todas as coisas deste mundo acabam, os prazeres e os sofrimentos; mas a eternidade nunca tem fim”

“Feliz de quem pode dizer de coração: Jesus, eu quero só a vós e nada mais”

“Perdido Deus, tudo está perdido”

“Só o pecado se deve temer”

“Quem nada deseja neste mundo, é senhor do mundo inteiro”

“Senhor, fazei-me conhecer o que desejais de mim, pois eu quero fazer tudo”

“Ama a Jesus Cristo de todo coração quem lhe diz de verdade, como disse São Paulo: ‘Senhor, que quereis que eu faça?’”

“Estejamos certos de que, querendo o que Deus quer, estamos querendo o nosso maior bem”

“É coisa certa, Deus não quer senão o que é melhor para nós”

“Eis, em resumo, onde está toda a santidade: ‘Senhor, que quereis que eu faça?’”

“É preciso amar a Deus como ele quer, e não como nós queremos”

“Muitas pessoas desejam chegar à união com Deus, mas não querem as dificuldades que Deus permite”

“Quem deseja que Deus seja todo seu, deve dar-se totalmente a Ele”

“É um grande erro dizer como alguns dizem: Deus não quer que todos sejam santos. São Paulo ensina: ‘Esta é a vontade de Deus, a vossa santificação’”

“Deus quer todos santos, cada um no seu estado de vida: o religioso como religioso, o leigo como leigo, o sacerdote como sacerdote, o casado como casado, o negociante como negociante, o soldado como soldado, e assim em todos os estados de vida”

“Jesus Cristo, sendo Deus, merece todo o nosso amor. Ele nos amou de tal modo que nos colocou, por assim dizer, na necessidade de amá-lo ao menos por gratidão por tudo que fez e padeceu por nós. Muito nos amou para muito ser amado por nós”

“Pela culpa estávamos mortos para a vida da graça, e com sua morte Jesus devolveu-nos à vida. Éramos miseráveis, disformes e abomináveis; mas Deus, por meio de Jesus, tornou-se agradáveis e queridos a seus divinos olhos… O Eterno Pai, dando-nos Jesus Cristo, cumulou-nos de todos os dons, não desta terra, mas espirituais e da alma.”

“Eis qual deve ser o único fim de todos os nossos pensamentos, ações, desejos e orações: dar-vos gosto, Senhor! Eis nossa única via para a perfeição: seguir vossa vontade”

“Após a graça do batismo e de uma boa morte, não há graça maior que a de um bom retiro”

“No mundo há ao mesmo tempo muitos padres e poucos padres; há muitos de nome, mas poucos em realidade. O mundo está cheio de padres, mas há poucos que procuram verdadeiramente sê-lo por seu trabalho, isto é, que cumprem o dever e as obrigações de um padre para salvar as almas”

“Será que Deus, talvez, não mereça todo nosso amor? Ele nos amou desde a eternidade. Óh meu filho, nos diz, eu te amei com um amor eterno. Pensa que fui o primeiro a te amar. Tu não eras ainda deste mundo, o próprio mundo não existia, e eu já te amava. Desde que sou Deus, eu te amo; desde que me amei, eu te amei também”

“Ao ler os êxtases e os arroubos de uma Santa Teresa de Ávila, de um São Felipe Neri, de outros santos ainda, certas almas de oração se põem a desejar estas comunicações sobrenaturais. Tais desejos devem ser afastados, porque são contrários à humildade. Se queremos tornar-nos santos, devemos aspirar à união verdadeira com Deus, isto é, à união total de nossa vontade com a de Deus”

“Deus quer que sejamos todos salvos; a condenação eterna é reservada aos obstinados e só a eles”

“Jesus Cristo, só por ser Deus, merece todo nosso amor. Mas, pelo amor de que nos deu prova, quis pôr-nos numa espécie de necessidade de amá-lo, ao menos por gratidão por tantos benefícios e sofrimentos. Ele nos amou muito para que muito o amemos”

“O Verbo eterno de Deus se fez homem; de grande se fez pequeno; de senhor, escravo; de inocente, culpável; de poderoso, fraco; de todo para si, todo para todos; de bem-aventurado, sofredor; de rico, pobre; de altíssimo, humilhado”

“Que se faz diante do Santo Sacramento? Perguntai antes o que não se faz. Ama-se, louva-se, agradece-se, implora-se. Que faz o pobre junto do rico? O doente junto ao médico? O homem sedento diante de uma fonte límpida? O faminto diante de uma mesa lautamente posta?””As orações dos santos são como redomas de ouro, cheias de suave perfume e muito agradáveis a Deus”.

“As almas fortes e desejosas de Deus não lhe pedem senão luz para discernir a sua vontade e força para a cumprir perfeitamente”.

“Quem reza se salva, quem não reza se condena. Todos os santos se salvaram e se santificaram pela oração”

“Não se chega a Deus, senão por Jesus Cristo, e não se chega a Jesus Cristo senão por meio de Maria”.

“A oração é o grande meio para alcançarmos de Deus a salvação e todas as graças que desejamos”

“Devemos rezar para saber o que Deus quer de nós e lhe pedir sua ajuda para cumprir a sua vontade”

“Quanto maior é o amor de alguém a Jesus Cristo, tanto mais firme e viva é a sua fé”

“Sem oração não há vitória”

“A caridade é aquele tesouro infinito que nos faz amigos de Deus”.

“Da oração depende a nossa mudança de vida, o vencer das tentações; dela depende conseguirmos o amor de Deus, a perfeição, a perseverança e a salvação eterna”

“Em vão se esforça o homem em se fazer santo, se Deus não o amparar com o seu poder”.

“Pela oração podemos desarmar todas as ciladas do demônio”.

“É no sofrer e no abraçar com alegria as coisas desagradáveis e contrárias ao nosso amor próprio que se conhece quem ama de verdade a Jesus Cristo”.

“Os santos consideram como presentes as doenças e dores que Deus lhes manda”.

“O verdadeiro amor consiste em nos conformarmos em tudo, com a vontade de Deus, em renunciar a nós mesmos e em preferir o que mais agrada a Deus, somente por que Ele o merece”.

“Fazer o que Deus quer e querer o que Deus faz”.

“Desde que foi feita Mãe de Deus, Maria adquiriu uma certa jurisdição sobre todas as graças que nos são dispensadas”.

“Se estivermos unidos à vontade divina em todas as tribulações, é certo, vamos nos tornar santos e seremos os mais felizes do mundo”.

“Não se preocupe em fazer muitas coisas, mas procura realizar perfeitamente aquilo que ache ser da vontade de Deus”.

“Não podemos ter maior garantia de agradarmos a Deus, do que aceitando de boa vontade as cruzes mandadas por Ele”.

“Todos os sofrimentos vêm das mãos de Deus, diretamente ou indiretamente através dos homens”.

“No céu, a alma, vendo a Deus, não pode deixar de amá-lo com todas as suas forças”.”O amor é como um laço de ouro que une os corações de quem ama e de quem é amado”.

“Quem não tem Deus, não tem nada; quem tem Deus, tem tudo”.

“Deus não criou os homens para o inferno onde o odeiam, mas para o céu onde o amam”.

“O Senhor quer mais o nosso proveito do que a nossa satisfação”.

“Eu desejaria que todos os pregadores nada recomendassem tanto aos seus ouvintes como a oração”.

“Devemos rezar para saber o que Deus quer de nós e lhe pedir sua ajuda para cumprir a sua vontade”.

“Quem quer ser santo, não precisa fazer uma promessa, mas deve procurar cada dia dar alguns passos no caminho da santificação”.

“Não se pode fazer nada mais agradável a Jesus Cristo do que recebê-lo muitas vezes na Eucaristia”.

“É Deus quem dá as graças, mas é pelas mãos de Maria que Ele as dá”.

“Quem ama Jesus Cristo de coração, nunca está de mau humor”.

“Não se chega a Deus, senão por Jesus Cristo, e não se chega a Jesus Cristo senão por meio de Maria”.

“Deus quer que passe pelas mãos de Maria todas as graças que nos dispensa”.

“As orações de Maria são mais poderosas diante de Deus, do que as de todo paraíso”.

“Por mais carregado que esteja a alma de pecados, Deus não pode desprezar um coração que se humilha”

“Quando Deus não nos atende é para o nosso maior bem”

“Quanto maior é o amor de alguém a Jesus Cristo, tanto mais firme e viva é a sua fé”

“‘Pobres de espírito’ quer dizer: não só são pobres das coisas da terra, mas também não as cobiçam”

“É nos sofrer e no abraçar com alegria as coisas desagradáveis e contrárias ao nosso amor próprio que se conhece quem ama de verdade a Jesus Cristo”.

“Para sofrer com paciência todas as dores, todos os desprezos e todas as contrariedades, requer-se a oração mais do que qualquer consideração”.

“Quisera ser como a abelha que pousa na flor de cada livro, até tirar dele todo proveito. Quero que a leitura me abra sempre à oração e quero dizer-te sempre: ‘Fala, Senhor, que teu servo escuta’.”

“O povo cristão olha-me como ministro de sua reconciliação com Deus: devo guardar-me sempre amante de Deus e na sua amizade.”

“Não basta fazer boas obras, é preciso fazê-las bem.”

“Fortes na fé, alegres na esperança, fervorosos na caridade, inflamados no zelo, humildes e sempre dados à oração.”

“Dá-me, Senhor, a graça de te amar com todo o meu ser.”

“Eis-me aqui, Senhor! Muito tempo resisti à vossa graça. Fazei de mim o que vos aprouver.”

“Quem ama a Deus encontrará alegria em tudo, quem não ama a Deus não encontrará alegria em nada.”

“Toda Santidade consiste em amar a Deus e todo o amor a Deus consiste em fazer a sua vontade.”

“Tu, Senhor, és o tesouro de todo pobre… ”

“É preciso deixar tudo para ganhar tudo. ”

“Bem sei, Deus meu, que só tu satisfazes as ânsias de meu coração, por isso meu desejo é agradar-te. Meu afã e minha alegria estão em conformar minha vontade com a tua. Que maior dignidade posso ansiar que identificar-me inteiramente com o que te agrada? Renuncio a tudo contanto que me aceites consagrado a teu amor. Essa será minha paz e minha alegria”.

Anúncios
Publicado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Sugestão de Leitura
Doutrina Católica, Visão de Conjunto e Implicações na Sociedade – Prof. Emerson Takase
Nós Somos a Igreja Católica

 

 

Santa Missa – Passo a Passo

 

Símbolos na Santa Missa – Prof. Carlos Tadelle
Erros Litúrgicos do Pe. Marcelo Rossi – Dom Armando Bucciol
Padre Demétrio: Os abusos litúrgicos e a riqueza da Santa Missa
Abusos na liturgia da Igreja – Padre Alex
A Missa – O certo e o errado – Padre Raphael
Mariologia – Apresentação
Mariologia – Introdução
Historia da Mariologia
Maria no Antigo Testamento
Maria em Gálatas 4,4 5
Maria em Mateus
Maria em Marcos
Maria nas Sagradas Escrituras do Antigo ao Novo Testamento – Pe. Guido
As Bem-aventuranças e Nossa Senhora – Prof. Lucas Parra
Nossa Senhora Corredentora – Prof. André Melo
O Ministério de Pedro e a Igreja Primitiva
O Pentateuco | Estudo Bíblico com Pe. Guido
Os 7 Livros Sapienciais do Antigo Testamento | Estudo Bíblico Católico com Pe. Guido
Os Livros Proféticos do Antigo Testamento | Estudo Bíblico Católico com Pe. Guido
Os Evangelhos na História da Igreja
Evangelho de Mateus | Estudo Bíblico Católico com Frei Diones Rafael Paganotto
Evangelho de Marcos | Estudo Bíblico Católico com Frei Diones Rafael Paganotto
Evangelho de Lucas | Estudo Bíblico Católico com Frei Diones Rafael Paganotto

 

 

Evangelho de João | Estudo Bíblico Católico com Frei Diones Rafael Paganotto

 

Atos dos Apóstolos | Estudo Bíblico Católico com Pe. Guido
Cartas de São Pedro | Estudos Bíblicos com Pe. Guido
Cartas de São Paulo | Estudos Bíblicos com Pe. Guido 1/3
Cartas de São Paulo | Estudos Bíblicos com Pe. Guido 2/3
Cartas de São Paulo | Estudos Bíblicos com Pe. Guido 3/3
Cartas de São Paulo | Introdução | Estudo Bíblico com Frei Diones Rafael Paganotto
Cartas de São Paulo | Corpus Paulinum | Estudo Bíblico com Frei Diones Rafael Paganotto
Cartas de São Paulo | 1 Tessalonicenses | Estudo Bíblico com Frei Diones Rafael Paganotto
Cartas de São Paulo | 1 Coríntios | Estudo Bíblico com Frei Diones Rafael Paganotto
Cartas de São Paulo | 1 Coríntios | Estudo Bíblico com Frei Diones Rafael Paganotto

 

Cartas de São Paulo | Gálatas | Estudo Bíblico com Frei Diones Rafael Paganotto
Cartas de São Paulo | Cartas Pastorais 1 | Estudo Bíblico com Frei Diones Rafael Paganotto
Cartas de São Paulo | Cartas Pastorais 2 | Estudo Bíblico com Frei Diones Rafael Paganotto
Apocalipse: o Livro Profético do Novo Testamento | Estudo Bíblico Católico com Pe. Guido
Apocalipse | Estudo Bíblico Católico com Frei Diones Rafael Paganotto

 

 

 

Sagrada Tradição da Igreja – Professor Felipe Aquino
Sagrado Magistério da Igreja – Professor Felipe Aquino
Breve comentário sobre a História da Igreja | Prof. Felipe Aquino
O Santo Terço Explicado – Professor Carlos Ramalhete

 

Doutrina Social da Igreja (introdução) – Padre Douglas Pinheiro Lima

 

Formação sobre canto e música litúrgica

 

Curso de Canto Gregoriano – Parte 1

 

Curso de Canto Gregoriano – Parte 2

 

Curso de Canto Gregoriano – Parte 3

 

Curso de Canto Gregoriano – Parte 4
Curso de Canto Gregoriano – Parte 5
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 1
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 2
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 3
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 4
Introdução ao estudo dos Dogmas da Igreja Católica – Márcio Carvalho
Grandes Heresias da História da Igreja – Pe. Guido
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ Apresentação – Professor Joel Gracioso
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ Identidade da Igreja Católica – Professor Joel Gracioso
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ A Fé como resposta à Palavra de Deus – Professor Joel Gracioso
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ A busca da Compreensão da fé – Professor Joel Gracioso
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ A Sagrada Escritura e a Sagrada Tradição – Professor Joel Gracioso
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ Sagrada Tradição: Os Padres da Igreja – Professor Joel Gracioso
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ Os Santos Padres e as Heresias/ Parte I -Professor Joel Gracioso
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ Os Santos Padres e as Heresias/ Parte II -Professor Joel Gracioso
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ Os 21 Concílios, a Infabilidade Papal e Tradições/ Professor Joel Gracioso
Catecismo de Adultos – Aula 01 – A Revelação Divina – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 02 – O Modernismo, o problema atual na Igreja – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 03 – Deus Uno e Trino – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 04 – A Criação em geral e os anjos – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 05 – Os anjos e o homem – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 06 – A Teoria da Evolução contra a Ciência e a Filosofia – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 07 – Cristo Nosso Senhor e Maria Santíssima – Padre Daniel Pinheiro
Lutero e o Protestantismo: A História da Reforma – Profa. Dra. Laura Palma
Lutero e o Protestantismo: Vida de Lutero – Prof. André Melo
Lutero e o Protestantismo: Sola Scriptura – Profa. Dra. Ivone Fedeli
Lutero e o Protestantismo: Sola Fide – Prof. Marcelo Andrade
Lutero e o Protestantismo: Sola Gratia – Pe. Edivaldo Oliveira
Mídia Católica
Magnificat anima mea Dominum
Atualizações
Translator
Italy
Calendário
março 2016
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
Visitantes
  • 3,198,981 acessos desde 01/05/2011
religião e espiritualidade
religião e espiritualidade
Categorias
Links
%d blogueiros gostam disto: