Explicando Levítico _ Sacrifícios de animais

“E chamou o SENHOR a Moisés, e falou com ele da tenda da congregação, dizendo: Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: Quando algum de vós oferecer oferta ao Senhor, oferecerá a sua oferta de gado, isto é, de gado vacum e de ovelha.” – Lev 1,1-2

À semelhança dos ímpios, podemos ser tentados a considerar o livro de Levítico um registo de rituais estranhos numa época diferente, mas as suas práticas faziam sentido para as pessoas daquele tempo e oferecem-nos uma compreensão melhor da natureza e do carácter de Deus. Hoje, o sacrifício de animais parece obsoleto e repulsivo para muitos, mas era um acto praticado em muitas culturas no Médio Oriente.

Deus usou o método de sacrifício para ensinar a fé ao seu povo. O pecado precisava ser levado a sério. Quando viam os animais do sacrifício a serem mortos, as pessoas eram sensibilizadas quanto à seriedade do seu pecado e culpa.

A atitude despreocupada da nossa cultura em relação ao pecado ignora o seu custo e a necessidade de arrependimento e restauração. Embora muitos rituais de Levítico tenham sido designados para a cultura daqueles dias, o seu propósito era revelar um Deus Altíssimo e Santo que devia ser amado, obedecido e adorado. As leis de Deus e os sacrifícios serviam para revelar a verdadeira devoção do coração, As cerimónias e os rituais constituíam a melhor forma de os israelitas firmarem as suas vidas em Deus.

 

Havia alguma diferença entre um sacrifício e uma oferta.

Em Levítico, as palavras são trocadas. Um sacrifício específico é chamado de oferta (oferta queimada [holocausto], oferta de manjares, oferta de paz), enquanto as ofertas geralmente são chamadas de sacrifícios. O facto é que cada pessoa oferecia um presente a Deus sacrificando-o no altar. No Antigo Testamento, o sacrifício era a única maneira de alguém se aproximar de Deus e restaurar o relacionamento com Ele. Havia mais do que um tipo de oferta ou sacrifício, e esta variedade tornava-os mais significativos porque cada um estava relacionado a uma situação específica da vida. Os sacrifícios eram oferecidos em louvor, adoração e agradecimento e também para perdão e comunhão. Os primeiros sete capítulos de Levítico descrevem uma variedade ofertas e a forma como deveriam ser praticadas.

 

Quando ensinou o seu povo a adorá-Lo, Deus ressaltou especialmente os sacrifícios. Porquê?

Os sacrifícios eram o modo escolhido por Deus no AT, para o povo buscar o perdão dos seus pecados. Desde a criação, Deus deixara claro que o pecado separa as pessoas d’Ele, e que os que pecam merecem morrer. Porque “todos pecaram” (Romanos 3:23), Deus designou o sacrifício como forma de buscar perdão e restaurar o relacionamento com Ele.

Sendo um Deus de amor e misericórdia, Ele decidiu desde o início que viria a este mundo e morreria a fim de pagar a pena por toda a humanidade. Isto foi realizado por meio de seu Filho, que, sendo Deus, se tornou humano. Mas, antes que Deus fizesse este sacrifício final, Ele instruiu o povo a matar animais como sacrifício pelo pecado.

 

O sacrifício de animais cumpria dois propósitos:

1 _ Simbolicamente, o animal tomava o lugar do pecador e pagava a pena pelo seu pecado.

2 _ A morte do animal representava uma vida doada a fim  de que outra vida pudesse ser salva.

 

Este método de sacrifício continuou por todo o AT e foi eficiente para ensinar o povo e para o guiar de volta para Deus. Durante o Novo Testamento, porém, a morte de Cristo tornou-se o último sacrifício necessário. Agora, todas as pessoas podem ser livres do castigo do pecado simplesmente crendo em Jesus e aceitando o perdão que Ele oferece.

Publicado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Magnificat anima mea Dominum
Inquisição on Line
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 1
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 2
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 3
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 4
Catecismo de Adultos – Aula 01 – A Revelação Divina – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 02 – O Modernismo, o problema atual na Igreja – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 03 – Deus Uno e Trino – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 04 – A Criação em geral e os anjos – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 05 – Os anjos e o homem – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 06 – A Teoria da Evolução contra a Ciência e a Filosofia – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 07 – Cristo Nosso Senhor e Maria Santíssima – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 08 – Aula 08 – O modo de vida de Jesus Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 09 – As perfeições de Cristo e a Paixão – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 10 – A Cruz, os infernos e a Ressurreição de Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 11 – A Ascensão, os juízos particular e final, e o Espírito Santo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 12 – Como saber qual a verdadeira Igreja de Cristo? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 13 – A Igreja Católica e a Salvação – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 14 – A Infalibilidade da Igreja e a união da Igreja e do Estado – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 15 – Da comunhão dos santos à vida eterna – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 16 – Os princípios da oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 17 – Como rezar bem? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 18 – Os tipos de oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 19 – O Pai Nosso – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 20 – A Ave Maria e o Santo Terço – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 21 – A Meditação Católica – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 22 – Introdução à moral católica: uma moral das virtudes – Padre Daniel Pinheiro
Lutero e o Protestantismo: A História da Reforma – Profa. Dra. Laura Palma
Lutero e o Protestantismo: Vida de Lutero – Prof. André Melo
Lutero e o Protestantismo: Sola Scriptura – Profa. Dra. Ivone Fedeli
Lutero e o Protestantismo: Sola Fide – Prof. Marcelo Andrade
Lutero e o Protestantismo: Sola Gratia – Pe. Edivaldo Oliveira
Mídia Católica
Atualizações
Translator
Italy
Calendário
outubro 2016
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
Visitantes
  • 4.537.415 acessos desde 01/05/2011
religião e espiritualidade
religião e espiritualidade
Categorias
Links
%d blogueiros gostam disto: