Como se usa o turibulo e a naveta ?

Resultado de imagem para naveta liturgica

Como se apresenta o Turíbulo 

1 – O turiferário aproxima-se daquele que vai que vai impor o incenso, com o naveteiro do lado esquerdo. Este apesenta a naveta, enquanto o turiferário puxa para cima a argola e a corrente com a mão direita e colocando a última sobre o antebraço esquerdo. De seguida, pega com a mesma, e levanta o turibulo até a altura adequada, pousando sobre o peito a mão esquerda, que não sustenta a outra extremidade das correntes.

2 – O celebrante impõe o incenso e benze-o. O acólito baixa o turibulo e deixa descer lentamente a tampa até ficar bem adaptado á parte inferior do turibulo e passa a extremidade das correntes e da mão direita.

O turibulo nas procissões.

Nas procissões, o turibulo e a naveta vão á frente do procissão, o turibulo na mão direita, oscilando para a frente e para trás (Com uma pequena abertura para que as brasas não se apaguem) e a naveta na mão esquerda. Em ambos os casos, o turiferário e o naveteiro levam a mão livre no peito.

Como se entrega o turibulo a quem vai incensar?

O  turiferário segura a extermidade das correntes junto ao turibulo na mão esquerda e a outra extermidade das correntes na mão direita, entregando-o assim ao celebrante.

Para receber o turibulo fazer o procedimento inverso.

Quando e como se usa incenso?

O incenso utiliza-se durante a procissão de entrada no principio da missa, para incensar a cruz e o altar; na procissão e proclamação do Evangelho; após a apresentação dos dons, para incensar as oblatas (Oferendas),a cruz,o altar, o sacerdote e o povo; ao serem mostrados a hóstia e o cálice, depois da consagração.
Antes e depois de incensar, o acólito faz uma inclinação profunda para a pessoa ou para e para os outros que vai incensar.
O acólito coloca a extremidade da corrente, junto á cápsula, entre o polegar e o indicador, e nessa posição, coloca a mão sobre o peito. Com a mão direita segura a outra extremidade de corrente um pouco por cima do opérculo.
Sem mover o corpo nem deslocar a mão esquerda, levanta a mão certa distância de si, o opérculo á altura dos olhos – esta elevação chama-se ductus – e baloiça de frente para cima – este movimento chama-se ictus.

Incensa-se com 3 ductos 3 ictus:

  • Á elevação do pão
  • Á elevação do cálice 
  • Durante a benção do Santíssimo
 
Incensa-se com 3 ductos 2 ictus:
  • O povo
  • O que está presidindo a celebração.
Publicado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Magnificat anima mea Dominum
Inquisição on Line
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 1
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 2
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 3
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 4
Catecismo de Adultos – Aula 01 – A Revelação Divina – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 02 – O Modernismo, o problema atual na Igreja – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 03 – Deus Uno e Trino – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 04 – A Criação em geral e os anjos – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 05 – Os anjos e o homem – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 06 – A Teoria da Evolução contra a Ciência e a Filosofia – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 07 – Cristo Nosso Senhor e Maria Santíssima – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 08 – Aula 08 – O modo de vida de Jesus Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 09 – As perfeições de Cristo e a Paixão – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 10 – A Cruz, os infernos e a Ressurreição de Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 11 – A Ascensão, os juízos particular e final, e o Espírito Santo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 12 – Como saber qual a verdadeira Igreja de Cristo? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 13 – A Igreja Católica e a Salvação – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 14 – A Infalibilidade da Igreja e a união da Igreja e do Estado – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 15 – Da comunhão dos santos à vida eterna – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 16 – Os princípios da oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 17 – Como rezar bem? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 18 – Os tipos de oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 19 – O Pai Nosso – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 20 – A Ave Maria e o Santo Terço – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 21 – A Meditação Católica – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 22 – Introdução à moral católica: uma moral das virtudes – Padre Daniel Pinheiro
Lutero e o Protestantismo: A História da Reforma – Profa. Dra. Laura Palma
Lutero e o Protestantismo: Vida de Lutero – Prof. André Melo
Lutero e o Protestantismo: Sola Scriptura – Profa. Dra. Ivone Fedeli
Lutero e o Protestantismo: Sola Fide – Prof. Marcelo Andrade
Lutero e o Protestantismo: Sola Gratia – Pe. Edivaldo Oliveira
Mídia Católica
Atualizações
Translator
Italy
Calendário
dezembro 2016
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Visitantes
  • 4.112.090 acessos desde 01/05/2011
religião e espiritualidade
religião e espiritualidade
Categorias
Links
%d blogueiros gostam disto: