Entenda o Ciclo Liturgico do Natal

fotos_centro_624_menino_jesus

 

O ciclo do Natal engloba o tempo do Advento, como preparação, as festas do Natal que inclui a Epifania, como chegada e realização, e o tempo do Natal, como prolongamento com as festas da Sagrada Família, de Maria, Mãe de Deus, encerrando com a festa do Batismo do Senhor. Nele fazemos memória da vinda salvífica do Senhor, da sua manifestação na fragilidade de nossa carne, na contingência e contradições de nossa história, enquanto aguardamos seu novo Natal, seu Reino, sua vinda definitiva e gloriosa no fim dos tempos.

As festas natalinas: Natal e Epifania 

Natal é o Mistério, sacramento da humanização de Deus e da divinização humana. A salvação entra definitivamente em nossa história pela porta dos pequenos, e a contemplamos na singeleza do menino de Belém, na visita dos pastores e dos magos ao presépio, no Batismo de Jesus no Jordão, quando o Pai o proclama: Filho amado a quem devemos ouvir. Contemplamos o nascimento do Senhor, não como um acontecimento isolado, mas plenamente conjugado com o mistério de sua páscoa e da parusia. Sendo assim, a Epifania é para o Natal, o que Pentecostes é para a Páscoa: seu desenvolvimento e proclamação ao mundo. É o desfecho radiante do Natal!

O tempo do Natal

Pertencem ao ciclo da Natal as festas de Maria, Mãe de Deus (1º de janeiro), da Sagrada Família e do Batismo do Senhor. Outras festas estão na semana dentro da oitava do Natal: Santo Estevão, o primeiro mártir (dia 26); São João apóstolo e evangelista, o discípulo amado (dia 27) e os Santos Inocentes, mortos por Herodes (dia 28).

Maria, Mãe de Deus

A festa do Natal põe em realce dois aspectos complementares do mesmo mistério: a encarnação do Filho eterno de Deus Pai, e a maternidade divina de Maria, que decorre da divindade de Jesus de Nazaré, de quem ela é a Mãe. Celebramos também o dia mundial da Paz; Deus, ao vir à terra, instaura um tempo em que a paz se torna possível porque a reconciliação também. Também celebramos o início de mais um ano civil.

Todos queremos um ano novo abençoado. E bênção é Deus mostrando-nos sua face, vivendo conosco. Mas, a bênção maior é Deus em Jesus, “nascendo de mulher”, tornar-se um de nós, e assim nos introduzir em sua família divina, como filhos adotivos de seu mesmo Pai. Essa bênção os pastores viveram em Belém e saíram anunciando a todos: a alegria do nascimento de nosso Salvador. Dessa bênção vem também a desejada paz: paz nos corações, nas famílias, na sociedade… fermento da paz e fraternidade universais!

Sagrada Família

O sentido teológico desta festa afina-se com o sentido teológico do Natal/Epifania, ou seja, é manifestação do Senhor na realidade familiar, como consequência de sua encarnação: veio para fazer parte da família humana, vivendo na obediência e no trabalho de uma família concreta, com todas as suas contingências. A família de Nazaré, única e irrepetível, é indicada como modelo para qualquer família cristã.

Importante salientar o plano de Deus para a família e os valores importantes a serem vividos nas relações domésticas. É preciso ter o cuidado, no entanto, para não excluir, com posturas moralizantes, as famílias que não conseguem estar inclusas nesse modelo perfeito da família de Nazaré. Sugere-se valorizar os personagens do presépio (Maria, José e o Menino Jesus), dar uma bênção especial ou fazer uma oração de envio a todas as famílias, para que possam dar seu testemunho de amor na sociedade.

Batismo do Senhor

No domingo depois da Solenidade da Epifania, celebra-se a Festa do Batismo de Jesus, que conclui o tempo litúrgico do Natal. O batismo de Jesus no rio Jordão nos revela a identidade do Nazareno, filho de Maria: ele é o Filho de Deus, o Messias esperado para “anunciar a Boa Notícia aos pobres; enviou-me para proclamar a libertação dos presos, e dos cegos a recuperação da vista, para libertar os oprimidos e para proclamar um ano de graça do Senhor” (Lc 4,18-19). Nesta festa, somos convidados a celebrar e renovar nosso batismo, no qual cada um de nós recebemos a identidade de filhos de Deus e por isso também missionários.

Publicado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Magnificat anima mea Dominum
Inquisição on Line
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 1
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 2
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 3
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 4
Catecismo de Adultos – Aula 01 – A Revelação Divina – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 02 – O Modernismo, o problema atual na Igreja – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 03 – Deus Uno e Trino – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 04 – A Criação em geral e os anjos – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 05 – Os anjos e o homem – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 06 – A Teoria da Evolução contra a Ciência e a Filosofia – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 07 – Cristo Nosso Senhor e Maria Santíssima – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 08 – Aula 08 – O modo de vida de Jesus Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 09 – As perfeições de Cristo e a Paixão – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 10 – A Cruz, os infernos e a Ressurreição de Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 11 – A Ascensão, os juízos particular e final, e o Espírito Santo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 12 – Como saber qual a verdadeira Igreja de Cristo? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 13 – A Igreja Católica e a Salvação – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 14 – A Infalibilidade da Igreja e a união da Igreja e do Estado – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 15 – Da comunhão dos santos à vida eterna – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 16 – Os princípios da oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 17 – Como rezar bem? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 18 – Os tipos de oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 19 – O Pai Nosso – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 20 – A Ave Maria e o Santo Terço – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 21 – A Meditação Católica – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 22 – Introdução à moral católica: uma moral das virtudes – Padre Daniel Pinheiro
Lutero e o Protestantismo: A História da Reforma – Profa. Dra. Laura Palma
Lutero e o Protestantismo: Vida de Lutero – Prof. André Melo
Lutero e o Protestantismo: Sola Scriptura – Profa. Dra. Ivone Fedeli
Lutero e o Protestantismo: Sola Fide – Prof. Marcelo Andrade
Lutero e o Protestantismo: Sola Gratia – Pe. Edivaldo Oliveira
Mídia Católica
Atualizações
Translator
Italy
Calendário
dezembro 2016
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Visitantes
  • 4.852.070 acessos desde 01/05/2011
religião e espiritualidade
religião e espiritualidade
Categorias
Links
%d blogueiros gostam disto: