Fizeram um trabalho de macumba pra mim, e agora?

O pior caminho é recorrer a centros ou terreiros para desfazer o “trabalho”. Primeiro porque demonstra pouca fé em Nosso Senhor, e segundo, porque corre o grande risco de tornar-se escravizado por tais coisas.

A solução é andar na graça de Deus: confissão e comunhão frequente, ojeriza radical contra o pecado e vivência diária das três virtudes cardeais: fé, esperança e Caridade. Santa Teresinha dizia que uma alma em estado de graça é temida pelo demônio como ao próprio Deus.

Todos os sacerdotes sérios que atuam no exercício da oração de libertação fazem questão de ressaltar que não se trata de prática mágica, supersticiosa ou coisa que o valha, como alguns e alguma seitas querem fazer. E ressaltam que mais importante que isso é buscar uma vida de contrição, acesso aos Sacramentos e fuga do pecado.

A oração produz um efeito extraordinário, podendo mesmo curar doenças, como já está provado.

Apesar do que diz a literatura em geral, especialmente a hinduísta, somente a oração cristã pode produzir os que assim seriam considerados efeitos extraordinários. A oração cristã é mais profunda, permite uma comunhão mais significativa com Deus. O próprio Jesus Cristo recomenda a perseverança e até mesmo a importunação na oração, ensinando inclusive que “Tudo o que pedirdes em meu nome eu o farei para que o Pai seja glorificado no Filho”.

Recentemente, o Papa Francisco aconselhou que “Todos nós devemos ser corajosos na oração, desafiando Jesus”…

Segundo o padre Fortea, exorcista, o primeiro prejudicado pelo malefício será quem invocou o demônio para fazer o mal. Nunca se invoca o demônio em vão. O único remédio é o seguinte:

1) Rezar um mistério do Rosário;

2) Ler o Evangelho durante cinco dias;

3) Falar com Deus sinceramente alguns instantes;

4) Ir à Missa ( Dominical ou com mais frequência);

5) Colocar um crucifixo Bento em casa;

6) Colocar uma Imagem Benta da Virgem Maria;

7) Abençoar-se com Água Benta, uma vez ao dia.

Se após isso tudo,não cessar, pode ser um sinal de que está sendo realmente provocado por um malefício. Procure um sacerdote de preferência um exorcista, e pede-se uma oração pra saber e outra para libertar.

 

A Igreja deixa claro que o estado de graça do fiel, a busca sincera pelos sacramentos e o alimento diário das três virtudes teologais são os meios mais seguros contra as ciladas do inimigo. O que São Paulo ensina? “Portanto, tomai toda a armadura de Deus,  para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis. Estai, pois, firmes, cingindo-vos com a verdade e vestindo-vos da couraça da justiça. Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz; embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus” (Efésios 6, 13-17).

Esse é o caminho segundo a Revelação. O dia a dia prático, além desses, podem mostrar outros. O referido sacerdote apenas partilhou a sua experiência pastoral.

 

Serve qualquer objeto bento. Porque? Porque eles se tornam um sacramental. Os demônios reconhecem objetos bentos e água benta e isso realmente protege contra muitas coisas. Não é superstição, é fé. Sabemos que os demônios agem onde eles atuam, por isso devemos ter cuidado com locais que possam estar “infestados”, objetos, roupas, comidas ( sim!), etc.

O falecido Pe. Rufus, sacerdote exorcista Indiano, que esteve na Canção Nova várias vezes, deu um testemunho certa vez, dizendo que uma mulher recebeu um demônio que estava hospedado em uma árvore no meio da rua. Ela simplesmente passou embaixo e havia alguma “brecha” espiritual nela. Ele entrou a ela ficou muito mal precisando de exorcismo. Nem todos conseguem entender ou aceitar isso, mas é assim.

 

Sempre houve nas famílias católicas um piedoso costume de manter água benta em casa, convidar o sacerdote para abençoar o lar, objetos, roupas, etc.etc. Isso demonstrava a fé das pessoas na intercessão da Igreja e na unção do sacerdote, tornando em nome de Cristo, simples objetos em sacramentais.

Isso se perdeu. Mas na verdade, isso se transferiu da fé em Cristo para a superstição, a idolatria, o medo, as “mandingas”, o espiritismo, etc. Chesterton já dizia: “Quem não acredita em Deus, na verdade não crê em nada, na verdade acredita em tudo!”

 

O demônio pode matar alguém diretamente, desde que Deus o permita. Um demônio matou os esposos de Sara (Tobias 3,8), e Satanás, os filhos de Jó. Santa Teresa de Ávila, no Livro da Vida, conta que ficou quase dois anos sem rezar porque nesses momentos ela era terrivelmente assediada pelo diabo, até que ela perdeu completamente o medo dele e retomou a sua vida de oração.

 

Que o demônio existe é fato, mas é preciso ter a convicção de que Deus é mais forte e nos livra do mal quando confiamos Nele.

 

Não podemos nos esquecer que a Verdade é uma pessoa, Nosso Senhor Jesus Cristo. E que a Verdade, que é Ele, é Verdade em toda a existência. No céu, na terra, nos infernos, nos confins do universo, etc. O falecido prof. Fedeli, da Montfort, sempre falava de modo radical sobre a verdade ( Cristo e sua Igreja) e a mentira ( após o advento de Cristo, todas as outras religiões).

 

 

 

Autor:
David A. Conceição – Tradição em Foco com Roma.

Publicado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Magnificat anima mea Dominum
Inquisição on Line
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 1
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 2
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 3
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 4
Catecismo de Adultos – Aula 01 – A Revelação Divina – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 02 – O Modernismo, o problema atual na Igreja – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 03 – Deus Uno e Trino – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 04 – A Criação em geral e os anjos – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 05 – Os anjos e o homem – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 06 – A Teoria da Evolução contra a Ciência e a Filosofia – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 07 – Cristo Nosso Senhor e Maria Santíssima – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 08 – Aula 08 – O modo de vida de Jesus Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 09 – As perfeições de Cristo e a Paixão – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 10 – A Cruz, os infernos e a Ressurreição de Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 11 – A Ascensão, os juízos particular e final, e o Espírito Santo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 12 – Como saber qual a verdadeira Igreja de Cristo? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 13 – A Igreja Católica e a Salvação – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 14 – A Infalibilidade da Igreja e a união da Igreja e do Estado – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 15 – Da comunhão dos santos à vida eterna – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 16 – Os princípios da oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 17 – Como rezar bem? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 18 – Os tipos de oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 19 – O Pai Nosso – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 20 – A Ave Maria e o Santo Terço – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 21 – A Meditação Católica – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 22 – Introdução à moral católica: uma moral das virtudes – Padre Daniel Pinheiro
Lutero e o Protestantismo: A História da Reforma – Profa. Dra. Laura Palma
Lutero e o Protestantismo: Vida de Lutero – Prof. André Melo
Lutero e o Protestantismo: Sola Scriptura – Profa. Dra. Ivone Fedeli
Lutero e o Protestantismo: Sola Fide – Prof. Marcelo Andrade
Lutero e o Protestantismo: Sola Gratia – Pe. Edivaldo Oliveira
Mídia Católica
Atualizações
Translator
Italy
Calendário
abril 2017
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
Visitantes
  • 4.561.168 acessos desde 01/05/2011
religião e espiritualidade
religião e espiritualidade
Categorias
Links
%d blogueiros gostam disto: