Diferença entre assunção e ascensão na Bíblia

Os protestantes adoram repetir o mesmo argumento de que ninguém subiu ao céu a não ser o Filho do homem, Jesus (João 3,13), interpretando errôneamente essa passagem, para justificar a crença deles de que os Santos e Maria não estão no céu. Eles adoram tapar o sol com a peneira, mesmo diante de várias passagens bíblicas afirmando o contrário (Lucas 16,8-9;Lucas 23,41-43; 2 Coríntios 5,1-4;2 Coríntios 5,8;Filipenses 1,20-23;Filipenses 3,20; Efésios 2,6; Hebreus 12,21-24;Apocalipse 6,8-9; Apocalipse 7,13-15, entre outras citações. )

Quando Jesus subiu ao céu em sua ascensão levou todos as almas santas que antes habitavam na região dos mortos,pois ” Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro”(Efésios 4,8-10), “as almas que eram detidas no cárcere, aqueles que outrora nos dias de Noé tinham sido rebeldes” (I Pedro 3,19) abrindo o céu a todos os Santos que agora assistem diante do trono do Altíssimo (Apocalipse 7,15), por isso São Paulo nos diz:


“Estamos, repito, cheios de confiança, preferindo ausentar-nos deste corpo para ir habitar junto do Senhor. É também por isso que, vivos ou mortos, nos esforçamos por agradar-lhe” (2 Cor 5,8-9)
Só Jesus subiu ao céu porque subir significa elevar-se por seu próprio poder (João 3,13;  Efésios 4,8; Efésios 4,10). Por ser Deus, Jesus sobe por seu próprio poder.

Maria e os Santos foram elevados ao céu ( Gênesis 5,24; Hebreus 11,5; 2 Reis 2,1.10-11; Efésios 4,8-10; 2 Coríntios 12,1-5).  No caso de Maria, puramente humana,  a Mãe do Senhor, foi elevada em corpo e alma pelo poder de Deus, por isso chamamos de Assunção.

Essa doutrina se baseia também na Bíblia, pois a escritura diz que a carne de Cristo não poderia ver a corrupção (Atos 2,27.31), logicamente que se Cristo teve seu corpo a partir exclusivamente do corpo de Maria então o corpo de Maria também não poderia ver a corrupção, já que ela é unida ao Filho misteriosamente no plano da salvação  (Gênesis 3,15).

Ela que foi preservada da culpa de Adão ( Jó 14,4; Jó 15,14; Jó 25,4; Lc 1,28)  pelos méritos da paixão de seu Filho e em virtude do mistério de sua encarnação (Lc 1,35).
A crença na Assunção é a crença na divindade de Cristo, pois se Deus se encarnou no seio da Virgem e tomou sua carne (João 1,14), não permitiria que sua própria carne glorificada, que não viu a corrupção (Atos 2,27.31) , e está no céu sentada a direita do Pai (Atos 2,30.34; 7,55-56), apodrecesse no túmulo, em sua Mãe.
 Não há motivo para não se crer na Assunção de Maria, visto que muitos homens na Bíblia também foram elevados ao céu, como Moisés, apesar de morto (Jd 1,9), Henoc que “pela fé, foi levado, a fim de escapar à morte e não foi mais encontrado, porque Deus o levara (…)” (Hebreus, 11,5), Elias  que subiu num carro de fogo, e foi arrebatado por Deus, em corpo e alma (II Reis, II, 1-11).
 A Bíblia registra Deus “tomando” Enoque e Elias ao Céu (Gênesis 5,24; II Reis 2,11). Por isto, não é impossível que Deus tenha feito o mesmo com Maria.
Essa tradição que recebemos dos primeiros cristãos e eles dos Apóstolos (2 Tess. 2,15; 2 Tim 21-2) foi definida pela Igreja como digna de fé.   A Assunção de Maria está escrita pela fé no coração do Cristianismo (Ef. 3,17) desde antes dos anos 300 d.c., quando os cristãos iam a Jerusalém para recordar a dormição (morte) da Virgem Maria e sua Assunção.
Os Apóstolos não falavam de guardar a Bíblia, pois a Bíblia sozinha é motivo de deturpação, mas os Apóstolos falavam de guardar a Doutrina (2 Tim 1,12-14; Rom 16,16-17; Tito 1,8-9; Tit 2,1; Heb 6,1-3; 2 Tim 2,1-2 ) e é essa doutrina, que vem desde o início dos séculos, que a Igreja Católica tem guardado.
Ascensão significa voltar para o alto, Jesus que desceu do céu retorna ao Pai, é o próprio Deus que volta de onde saiu:
 
E, quando dizia isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas, e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos.
E, estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois homens vestidos de branco.
Os quais lhes disseram: Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir.
Atos 1,9-11
 
Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se à direita de Deus. Marcos 16,19
O qual está à destra de Deus, tendo subido ao céu, havendo-se-lhe sujeitado os anjos, e as autoridades, e as potências. 1 Pedro 3,22
 
Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu. João 3,13
 
E aconteceu que, abençoando-os ele, se apartou deles e foi elevado ao céu. Lucas 24,51
 
Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas as coisas. Efésios 4,10
 
Por isso diz:Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro,e deu dons aos homens.Efésios 4,8
Assunção significa ser elevada, Maria foi elevada ao céu, ela é humana, não divina, é o primeiro ser humano renovado por Cristo , a entrar no céu de corpo e alma após a Ressurreição do Senhor e antes do juízo final.
Sobre a Assunção a Bíblia nos diz:

“Cristo ressuscitou dentre os mortos como primícias dos que morreram ( I Cor 15,20)

“assim como em Adão todos morreram, assim em Cristo , todos reviverão, cada qual porém em sua ordem; como primícias Cristo e, em seguida, os que forem de Cristo, na ocasião de sua vinda “(I Cor 15,22-23).

 “Eis que vos revelo um mistério: nem todos morreremos, mas todos seremos transformados ( I Cor 15,51).


“Apareceu em seguida um grande sinal no céu: uma Mulher revestida do sol, a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas.   Estava grávida e gritava de dores, sentindo as angústias de dar à luz. (…)
 Ela deu à luz um Filho, um menino, aquele que deve reger todas as nações pagãs com cetro de ferro.  (…)  Mas à Mulher foram dadas duas asas de grande águia, a fim de voar para o deserto, para o lugar de seu retiro, onde é alimentada por um tempo, dois tempos e a metade de um tempo, fora do alcance da cabeça da Serpente.”
Apocalipse 12 1-2.5-6


Quem é esta que sobe do deserto, e vem apoiada ao seu amado?”
Cânticos 8,4-5

“Quem é esta que sobe do deserto, como colunas de fumaça, perfumada de mirra, de incenso, e de todos os pós dos mercadores?”
Cânticos 3,5-6

A Virgem Maria é a Arca da nova Aliança (Apoc 11,19), (Hb 9,4) , já que teve em seu ventre o Verbo (Jo 1, 1), a Palavra de Deus, e o Maná, o Pão vivo (Jo 6,35), Jesus, descido do céu (Jo 6,38), o Templo perfeito da Trindade (Lc1,35).

Por isso, atribuímos o texto dos Salmos ao mistério da Assunçao de Maria :”Levanta-te, Senhor, ao teu repouso, tu e a arca da tua força.”
Salmos 132,7-8

A Bíblia cita que alguns santos foram elevados ao céu, logo não há motivos para não se crer na assunção da Mãe do Senhor:
 
E andou Enoque com Deus; e não apareceu mais, porquanto Deus para si o tomou.
Gênesis 5,24
 
Pela fé Enoque foi trasladado para não ver a morte, e não foi achado, porque Deus o trasladara; visto como antes da sua trasladação alcançou testemunho de que agradara a Deus.
Hebreus 11,5
 
Sucedeu que, quando o SENHOR estava para elevar a Elias num redemoinho ao céu, Elias partiu de Gilgal com Eliseu.
2 Reis 2,1
 
E sucedeu que, indo eles andando e falando, eis que um carro de fogo, com cavalos de fogo, os separou um do outro; e Elias subiu ao céu num redemoinho.
2 Reis 2,10-11
A Igreja Católica é a única Igreja fundada pelo Senhor (Mateus 16,18) que disse que o inferno não a venceria, e é  guiada pelo Espírito Santo que a ensina tudo (João 14,26) pois o que ela ligar na terra será ligado no céu e tudo o que ela desligar, será desligado (Mateus 16,19; 18,18).
 A Igreja é a coluna e sustentáculo da verdade (I Timóteo 3,15) e não a Bíblia.
Nem tudo foi escrito na Bíblia (João 20,30-31; 21,25; 2 João 1,12; 2 Timóteo 2,2; II Tessalonicenses 2, 14).
Publicado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Magnificat anima mea Dominum
Inquisição on Line
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 1
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 2
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 3
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 4
Catecismo de Adultos – Aula 01 – A Revelação Divina – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 02 – O Modernismo, o problema atual na Igreja – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 03 – Deus Uno e Trino – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 04 – A Criação em geral e os anjos – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 05 – Os anjos e o homem – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 06 – A Teoria da Evolução contra a Ciência e a Filosofia – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 07 – Cristo Nosso Senhor e Maria Santíssima – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 08 – Aula 08 – O modo de vida de Jesus Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 09 – As perfeições de Cristo e a Paixão – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 10 – A Cruz, os infernos e a Ressurreição de Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 11 – A Ascensão, os juízos particular e final, e o Espírito Santo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 12 – Como saber qual a verdadeira Igreja de Cristo? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 13 – A Igreja Católica e a Salvação – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 14 – A Infalibilidade da Igreja e a união da Igreja e do Estado – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 15 – Da comunhão dos santos à vida eterna – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 16 – Os princípios da oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 17 – Como rezar bem? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 18 – Os tipos de oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 19 – O Pai Nosso – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 20 – A Ave Maria e o Santo Terço – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 21 – A Meditação Católica – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 22 – Introdução à moral católica: uma moral das virtudes – Padre Daniel Pinheiro
Lutero e o Protestantismo: A História da Reforma – Profa. Dra. Laura Palma
Lutero e o Protestantismo: Vida de Lutero – Prof. André Melo
Lutero e o Protestantismo: Sola Scriptura – Profa. Dra. Ivone Fedeli
Lutero e o Protestantismo: Sola Fide – Prof. Marcelo Andrade
Lutero e o Protestantismo: Sola Gratia – Pe. Edivaldo Oliveira
Mídia Católica
Atualizações
Translator
Italy
Calendário
janeiro 2018
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Visitantes
  • 4.561.168 acessos desde 01/05/2011
religião e espiritualidade
religião e espiritualidade
Categorias
Links
%d blogueiros gostam disto: