POR QUE CATÓLICOS TÊM TANTOS SANTOS?

Resultado de imagem para santos no ceu
São Paulo nos diz que temos uma família no céu, por isso temos muitos Santos:
 
“Por causa disto me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo,
Do qual toda a família nos céus e na terra toma o nome,”
Efésios 3,14,15
São Paulo também nos diz que os cristãos batizados se aproximaram de uma Igreja que está na terra e no céu, ou seja, não existe Igreja sem os Santos, os espíritos dos justos inscritos nos céus:
“Mas chegastes ao monte Sião, e à cidade do Deus vivo, à Jerusalém celestial, e aos muitos milhares de anjos;
À universal assembléia e igreja dos primogênitos, que estão inscritos nos céus, e a Deus, o juiz de todos, e aos espíritos dos justos aperfeiçoados;
E a Jesus, o Mediador de uma nova aliança, e ao sangue da aspersão, que fala melhor do que o de Abel.”
Hebreus 12,22-24
Como nos diz a Bíblia é uma multidão que não se pode contar, de todos os povos e línguas:
“Depois destas coisas olhei, e eis aqui uma multidão, a qual ninguém podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro, trajando vestes brancas e com palmas nas suas mãos; “
Apocalipse 7,9
 E para nós, católicos, isso é muito bom, pois os nossos Santos estão dia e noite diante do trono de Deus e são nossos intercessores:
 
“Por isso estão diante do trono de Deus, e o servem de dia e de noite no seu templo; e aquele que está assentado sobre o trono os cobrirá com a sua sombra.”
Apocalipse 7,15
“E, havendo tomado o livro, os quatro animais e os vinte e quatro (SANTOS) anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo todos eles harpas e salvas de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos.”

Apocalipse 5,8
Quanto mais intercessores temos nos céus, mas as graças de Deus vêm até nós, pois Deus não escuta os pecadores (João 9,31), mas os justos. Nada melhor que termos uma forçinha ao nosso lado, as orações de um amigo santo pedindo por nós (Tiago 5,16), pois as orações dos Santos nos dão proteção, salvação e milagres:
“Porque sei que disto me resultará salvação, pela vossa oração e pelo socorro do Espírito de Jesus Cristo,”
Filipenses 1,19
Por isso também rogamos sempre por vós, para que o nosso Deus vos faça dignos da sua vocação, e cumpra todo o desejo da sua bondade, e a obra da fé com poder;
2 Tessalonicenses 1,11
3 Orando também juntamente por nós, para que Deus nos abra a porta da palavra, a fim de falarmos do mistério de Cristo, pelo qual estou também preso;
Colossenses 4,3
No demais, irmãos, rogai por nós, para que a palavra do Senhor tenha livre curso e seja glorificada, como também o é entre vós;
E para que sejamos livres de homens dissolutos e maus;porque a fé não é de todos.
2 Tessalonicenses 3,1,2
 
Ajudando-nos também vós com orações por nós, para que pela mercê, que por muitas pessoas nos foi feita, por muitas também sejam dadas graças a nosso respeito.
2 Coríntios 1,11
 Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos,
Efésios 6,8
E assim como há anjos responsáveis por cada igreja, nação (Daniel 10,18-22;11,1), por aspectos da natureza (Apocalipse 7,1-3), com missões específicas, etc.
Os Santos, semelhantes aos anjos (Mateus 22,30; Isaías 62,6-7;Apocalipse 8,2-4),pois já ressuscitaram pelo batismo ( Colossenses 2,12; 3,1) cumprem o mesmo papel (Apocalipse 5,8) e são invocados como protetores (Daniel 12,1; Apocalipse 2,1), vigias, guardas, sentinelas (Isaías 62,6-7) para que intercedam por assuntos específicos relacionados a algo de suas vidas, pois a obra dos Santos os segue (Apocalipse 14,13).
Assim como os Santos Abraão , Moisés  e Elias  acompanhavam a vida de Jesus, interessados na história da salvação. (João 8,56; João 5,45; Lucas 9,28-31; Lucas 11,30-32; Lucas 22,28-30;).

Nossos Santos também nos acompanham como uma nuvem de testemunhas (Hebreus 12,1)  interessados para que completemos o número dos que devem ser salvos (Apocalipse 6,8-11).

 Os Santos não cessam de interceder pela salvação dos homens (Lucas 16,22-31; Apocalipse 5,8; 6,9-11), pois estão vivos para Deus (Lucas 22,28-30) e mesmo depois de mortos ainda falam, como o Santo Abel (Hebreus 11,4).
É uma pena que nem todos creem na comunhão dos Santos, mas os primeiros cristãos da única Igreja fundada por Cristo, a Igeja Católica, que vem desde o início (Mateus 16,18;18,17; Efésios 4,5)  sempre professou esta fé, como nos relatam cartas e testemunhos dos cristãos dos primeiros séculos da Igreja.
Felizes somos nós que temos os Santos, grandes exemplos e intercessores!

Os protestantes nos criticam, mas vivem correndo atrás dos pastores ou algum irmão para pedir oração. Enquantoeles correm atrás de homens que ainda vivem e pecam,nós vamos atrás de homens que estão diante de Deus e já não pecam, pois vivem para Deus no céu.

As imagens de nossos Santos e Anjos são bíblicas feitas para nos recordarmos de suas vidas e exemplos e a Bíblia diz que Salomão também fez imagens de Anjos  e figuras para o Templo:

E estes foram os fundamentos que Salomão pôs para edificar a casa de Deus… revestiu, com ouro, as traves, os umbrais, as suas paredes e as suas portas; e lavrou querubins nas paredes.

2 Crônicas 3,3-7

Também fez na casa do lugar santíssimo dois querubins de obra móvel, e cobriu-os de ouro.
2 Crônicas 3,10

Então me levou ao templo...E foi feito com querubins (Anjos) e palmeiras, de maneira que cada palmeira estava entre querubim e querubim, e cada querubim tinha dois rostos,
A saber: um rosto de homem… e um rosto de leãozinho…assim foi feito por toda a casa em redor.

Ezequiel 41,1.18,19

Deus quem mandou fazer imagens de Anjos e da Serpente para ajudar o povo na oração:

Farás também dois querubins de ouro; de ouro batido os farás, nas duas extremidades do propiciatório.
Êxodo 25,18

E disse o Senhor a Moisés: Faze-te uma serpente ardente, e põe-na sobre uma haste; e será que viverá todo o que, tendo sido picado, olhar para ela. 
Números 21,8

Assim, fazemos cruzes, imagens, pinturas, desenhos, etc, para nos ajudar a lembrar de pessoas, acontecimentos santos, de histórias bíblicas, da igreja, e direcionar nossa mente em oração.
Publicado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Magnificat anima mea Dominum
Inquisição on Line
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 1
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 2
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 3
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 4
Catecismo de Adultos – Aula 01 – A Revelação Divina – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 02 – O Modernismo, o problema atual na Igreja – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 03 – Deus Uno e Trino – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 04 – A Criação em geral e os anjos – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 05 – Os anjos e o homem – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 06 – A Teoria da Evolução contra a Ciência e a Filosofia – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 07 – Cristo Nosso Senhor e Maria Santíssima – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 08 – Aula 08 – O modo de vida de Jesus Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 09 – As perfeições de Cristo e a Paixão – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 10 – A Cruz, os infernos e a Ressurreição de Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 11 – A Ascensão, os juízos particular e final, e o Espírito Santo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 12 – Como saber qual a verdadeira Igreja de Cristo? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 13 – A Igreja Católica e a Salvação – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 14 – A Infalibilidade da Igreja e a união da Igreja e do Estado – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 15 – Da comunhão dos santos à vida eterna – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 16 – Os princípios da oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 17 – Como rezar bem? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 18 – Os tipos de oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 19 – O Pai Nosso – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 20 – A Ave Maria e o Santo Terço – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 21 – A Meditação Católica – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 22 – Introdução à moral católica: uma moral das virtudes – Padre Daniel Pinheiro
Lutero e o Protestantismo: A História da Reforma – Profa. Dra. Laura Palma
Lutero e o Protestantismo: Vida de Lutero – Prof. André Melo
Lutero e o Protestantismo: Sola Scriptura – Profa. Dra. Ivone Fedeli
Lutero e o Protestantismo: Sola Fide – Prof. Marcelo Andrade
Lutero e o Protestantismo: Sola Gratia – Pe. Edivaldo Oliveira
Mídia Católica
Atualizações
Translator
Italy
Calendário
janeiro 2018
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Visitantes
  • 4.854.685 acessos desde 01/05/2011
religião e espiritualidade
religião e espiritualidade
Categorias
Links
%d blogueiros gostam disto: