As inclinações durante a celebração da eucaristia

Resultado de imagem para As inclinações durante a missa

 

Antes de mais nada é bom lembrar que nossa Igreja segue um RITO, que é o RITO ROMANO, e que tem uma norma para celebrar este rito, que vem de muitos séculos, e já passou por diversas maneiras de celebrar o Mistério Pascal de Cristo, sem perder a sua essência. Esta norma está expressa no MISSAL ROMANO, e que tem no seu início a chamada “INSTRUÇÃO GERAL DO MISSAL ROMANO” (IGMR), que fala da importância do rito e a sua maneira de celebrá-lo para exprimir o seu sentido teológico e litúrgico.

 

A IGMR diz que na celebração Eucarística temos dois tipos de inclinações.

1. Inclinamos SÓ a cabeça:

— nomeiam juntas as três Pessoas Divinas;

— ao nome de Jesus;

— ao nome da Virgem Maria;

— ao Santo em cuja honra se celebra a Missa (IGMR, 275).

2. Inclinação de CORPO, ou inclinação profunda:

— ao altar (IGMR, 49, 12, 211…);

— à oração diante do Evangeliário que está no altar: “Ó Deus todo-poderoso, purificai-me o coração e os lábios, para que eu anuncie dignamente o vosso santo Evangelho” (IGMR 132);

— à oração depois de colocar o cálice sobre o altar, na apresentação dos dons; “De coração contrito e humilde, sejamos, Senhor, acolhidos por vós; e seja o nosso sacrifício de tal modo oferecido que vos agrade, Senhor, nosso Deus” (IGMR 143);

— no símbolo (Credo) às palavras: “E se encarnou…” (IGMR, 137);

— no Cânon Romano (Oração Eucarística I) às palavras: “Nós vos suplicamos…” (IGMR, 276).

A inclinação profunda que todos que fazem na procissão de entrada chama-se VÊNIA. Esta inclinação é feita para o altar e não para a cruz: “Chegando ao presbitério, o sacerdote, o diácono e os ministros saúdam o ALTAR com uma inclinação profunda” (IGMR, 49).

Quem traz o Evangeliário e também a cruz processional, NÃO fazem a vênia porque já trazem o sinal do Cristo, na palavra e na imagem. Já que o sinal é feito para o altar, que é o sinal do Cristo, aqueles que já trazem este sinal em suas mãos não precisam fazer a reverência.

Qual o sentido destas inclinações?

Indica o respeito e o reconhecimento a superioridade do outro. É um gesto claramente expressivo do humilde respeito que sentimos diante de uma pessoa ou no momento em que pronunciamos uma oração de humildade diante de Deus.

O orgulhoso não inclina a cabeça, nem o corpo. Permanece de pé, rígido, ereto, auto-suficente. É o nosso ser íntimo que compete mostrar o respeito a Deus, e fazer-se pequeno diante Dele, reconhecendo-o superior.

A linguagem de nosso corpo nos ajuda a expressar essa fé interior. O gesto exterior é a realização global – espírito e corpo – de nossos sentimentos. Expressa-os e os alimenta continuamente.

Não deveríamos descuidar dessa linguagem corporal, nem utilizá-la excessivamente, a tal ponto que já não expresse nada.

No momento de fazer o gesto não haveríamos de ter medo de fazê-lo com clareza. Nessa relação misteriosa de fé com o Mistério de Cristo, que celebramos em nossa liturgia, entra todo o nosso ser, e não apenas nossa mente ou nosso coração.

Cada vez que aprofundamos a liturgia mais nos apaixonamos por ela!

Publicado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Magnificat anima mea Dominum
Inquisição on Line
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 1
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 2
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 3
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 4
Catecismo de Adultos – Aula 01 – A Revelação Divina – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 02 – O Modernismo, o problema atual na Igreja – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 03 – Deus Uno e Trino – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 04 – A Criação em geral e os anjos – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 05 – Os anjos e o homem – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 06 – A Teoria da Evolução contra a Ciência e a Filosofia – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 07 – Cristo Nosso Senhor e Maria Santíssima – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 08 – Aula 08 – O modo de vida de Jesus Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 09 – As perfeições de Cristo e a Paixão – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 10 – A Cruz, os infernos e a Ressurreição de Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 11 – A Ascensão, os juízos particular e final, e o Espírito Santo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 12 – Como saber qual a verdadeira Igreja de Cristo? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 13 – A Igreja Católica e a Salvação – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 14 – A Infalibilidade da Igreja e a união da Igreja e do Estado – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 15 – Da comunhão dos santos à vida eterna – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 16 – Os princípios da oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 17 – Como rezar bem? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 18 – Os tipos de oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 19 – O Pai Nosso – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 20 – A Ave Maria e o Santo Terço – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 21 – A Meditação Católica – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 22 – Introdução à moral católica: uma moral das virtudes – Padre Daniel Pinheiro
Lutero e o Protestantismo: A História da Reforma – Profa. Dra. Laura Palma
Lutero e o Protestantismo: Vida de Lutero – Prof. André Melo
Lutero e o Protestantismo: Sola Scriptura – Profa. Dra. Ivone Fedeli
Lutero e o Protestantismo: Sola Fide – Prof. Marcelo Andrade
Lutero e o Protestantismo: Sola Gratia – Pe. Edivaldo Oliveira
Mídia Católica
Atualizações
Translator
Italy
Calendário
julho 2018
D S T Q Q S S
« jun   ago »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Visitantes
  • 4.151.563 acessos desde 01/05/2011
religião e espiritualidade
religião e espiritualidade
Categorias
Links
%d blogueiros gostam disto: