RSS

Regional da CNBB lança comunicado condenando Dilma, Marina e mais 8 partidos.

28 set

Regional da CNBB lança comunicado condenando Dilma, Marina e mais 8 partidos.

O Regional Sul I da CNBB acaba de divulgar um panfleto no qual condena a postura de 9 partidos políticos brasileiros que se comprometeram com a legalização do aborto em seus estatutos. O documento, intitulado “Eleições 2014: Em defesa da Vida ou a favor do Aborto”, orienta os católicos a não votarem nestas legendas, sob pena de estarem fazendo uma “opção política imoral”. São os partidos citados:

PT
PSOL
PPS
PV
PSTU
PCO
PCdoB
PDT
PCB

Apesar de não ter seu partido na lista, a presidenciável Marina Silva, atualmente no PSB (Partido Socialista Brasileiro), também foi acusada de colaborar com o avanço do aborto no país. Segundo o texto, a opção de propor um plebiscito sobre o tema, posição da candidata socialista, é “um absurdo” já que “ninguém gostaria que seu direito de viver dependesse de um plebiscito”. O texto relembra, ainda, a postura radical da dep. Luíza Erundina, chefe de campanha de Marina, que, quando prefeita de São Paulo, implantou o aborto na rede pública de saúde da capital paulistana.

Nas últimas eleições presidenciais, o aborto foi um dos temas candentes da campanha. Segundo analistas políticos, a eleição só não foi resolvida em primeiro turno, porque a candidata que liderava as pesquisas de então, Dilma Roussef (PT), enfrentou forte resistência de setores religiosos da sociedade que questionavam sua postura favorável ao aborto. O questionamento mais vigoroso veio por parte da Igreja Católica, que, por meio desse mesmo Regional da CNBB, orientou seus fiéis a não votarem na candidata petista.

O texto está assinado pelos representantes das dioceses da região Sul I e pelo presidente desta seção, o Bispo de Santo André, Dom José Benedito Simão.

Aos que pedem…AQUI A FONTE: Fonte: http://www.diocesesantoandre.org.br/newsite/?p=16722

 
33 Comentários

Publicado por em 28/09/2014 em Uncategorized

 

33 Respostas para “Regional da CNBB lança comunicado condenando Dilma, Marina e mais 8 partidos.

  1. Júlio César Coelho (Ebrael)

    30/09/2014 at 9:47 pm

    Em tempo, em tempo… Mas, demorou demais, hein?!

     
  2. Odailza Ferraz Oliveira

    01/10/2014 at 3:24 pm

    Gente, quem é realmente cristão precisa urgente ver isso e apoiar a Igreja. Meu Deus eu não entendo como tem pessoas que são verdadeiramente atuantes na Igreja e nega esse tipo de coisas e continua apoiando essas pessoas.Só Deus para entrar no coração de cada um e fazer essas mudanças.Parece que muitos preferem ignorar i,ou não levar a sério.Ainda há tempo vamos orar Só Deus pode mudar tudo.

     
    • Rosa Teco

      07/10/2014 at 12:56 am

      Odailza Ferraz Oliveira o exemplo disso é os católicos que votam no PT. Comopode ser cristão e votar no PT, mesmo sabendo que term umdocumento da IGREJA que excomunga quem vota em partidos abortista.

      “Se os fiéis de Cristo, que declaram abertamente a doutrina materialista e anticristã dos comunistas, e, principalmente, os defendam ou a propagam, “ipso facto” caem em excomunhão. (DECRETUM CONTRA COMMUNISMUM – Decreto do Santo Ofício de 1949 – Papa Pio XII)

       
  3. Pe. João Peres - Arquidiocese de Curitiba

    01/10/2014 at 3:32 pm

    FALTA FONTE… POR ISSO… CARECE DE FIDELIDADE AO MAGISTÉRIO ORDINÁRIO DA IGREJA!!!

     
  4. Deilson

    01/10/2014 at 4:13 pm

    Pelo amor de Deus não votem nesses partidos,lutemos em defesa da vida

     
    • Neusa

      02/10/2014 at 2:51 pm

      Sim, eu luto em defesa da vida também dos indígenas, dos sem terra, das crianças sem escolas, das mulheres em trabalho desumano etc…

       
  5. Célio Oliveira Barbosa

    01/10/2014 at 9:28 pm

    Eles fizeram isso porque vão votar no Aécio. Eu li o comunicado e a condenação é que os partidos indicados são a favor do aborto, são comunistas etc. Acontece que Aécio também disse que é a favor do aborto como está na legislação brasileira. Então, inferi que a conotação do comunicado é preconceituosa.

     
    • Geísa Gomes Giuberti

      23/10/2014 at 1:50 am

      concordo contigo querida…sou católica amo a igreja e exijo respeito desses reacionarios que se julgam no direito de julgar as pessoas…seé pra se apegar nos docuentos antigos da igreja entao quer dizer que a igreja vai voltar a queimar as pessoas excumungadas nas fogueiras? voto dilma sim…se for pra começar a julgar as pessoas e organizações…apontem os dedos sujos para nós mesmos, para nossa instituíção e seu passado sujo! #só acho!

       
  6. LUCIANA

    01/10/2014 at 10:09 pm

    Agradeço a igreja por se manifestar, orientando os leigos fiéis , só assim nosso voto se torna consciente. SIM A VIDA SEMPREEEEEEEEEEEEE.

     
  7. Geraldo Teixeira

    02/10/2014 at 12:31 am

    Isso é falso, a começar do nome do presidente do Regional SUL I, pois o bispo de Santo André não é este!

     
  8. kassac

    02/10/2014 at 1:26 am

    Eu condeno também a minha igreja, esta mesma igreja conviveu com o flagelo da escravidão e vivia bajulando senhores do mundo e reis. E na época das trevas 1964, o que ela fez, saiu as ruas em uma marcha forjada, a marcha da família. Será que Deus em sua imensa sabedoria apoia os padres que viveram nestas épocas.

     
    • rdf

      02/10/2014 at 2:04 pm

      Vc quer ser Deus! Julgando as pessoas! Pare com essa audácia! Deixa a Deus o que só a Ele pertence! E reze pela paz no mundo!

       
    • Pedro

      04/10/2014 at 1:04 pm

      Se você condena, a Igreja já não é mais sua! Pois quem ama, não condena!

       
  9. 12091189120

    02/10/2014 at 2:11 am

    O POVO PERDEU O RESPEITO A VIDA, ESTÃO SE ACHANDO QUE PODEM FAZER O QUI QUISER, ATÉ MESMO IMPEDIR A PROCRIAÇÃO QUI DEUS DEIXOU, CRESCEI E MULTIPLICAI, BOM SABE QUI TUDO TEM SEU PREÇO, ESTE NÃO TEM PREÇO E NEM DINHEIRO QUI PAGE, AVIDA PERTENCE A DEUS, E NÃO PODEM TIRAR ISSO SE NIQUEM, SÓ DEUS PRA TER MISERICÓRDIA DESTE POVO SEM NOÇÃO.

     
  10. Escola Sindical da CUT Chico Mendes na Amazônia

    02/10/2014 at 4:23 am

    Que pena esse posicionamento. Enquanto pensarem como um partido político sem o ser, será um grande retrocesso para aqueles que buscam uma orientação para sua fé sem a indução partidária ou direcionamento de voto.
    Uma boa sugestão a quem escreveu o texto acima é ler sobre o que os candidatos escreveram sobre o aborto, talvez não mudem suas ideias sobre o assunto, mas o farão de forma mais consciente.
    Voto e votarei no primeiro partido a ser rejeitado.

     
  11. regina celi silva Brito

    02/10/2014 at 5:33 am

    EU COMO CATLICA,ACHO UM GRANDE
    DERESPEITO A IGREJA MUITOS DELES
    (A)FALA O QUE QUE,DILMA, LUCIANA GENRO E MARINA NAO TEM RELIGIAO.
    ACHO QUE A SANTA SÉ DEVE RETIRAR
    ESSAS CANDIDATAS QUE ESTAÕ PREJUDICANDO OS JOVENS E TODA
    PATRIA BRASILEIRA…

     
  12. Natalia

    02/10/2014 at 10:35 am

    ESTAS FONTES SAO TAO ENGA

     
  13. SONIA

    02/10/2014 at 10:46 am

    COMO NAO TEM FONTE COM CREDIBILIDADE PARA MIM E MENTIRA,POIS TODO FINAL DE ELEIÇÕES APARECEM MUITAS POSTAGENS ENGANOSASA. E TEM MAIS SE FOR VERDADEIRA A PARTIR DE HOJE DEIXO DE SER CATOLICA E PASSO A SER ATEU,POIS SOU CATOLICA DESDE QUE NASCI E PRATICANTE E POSSO FALAR DE BOCA CHEIA NAS IGREJAS TEM PESSOAS BEM PIORES DO QUE AS QUE NAO FREQUENTAM,ESTOU FALANDO ISTO POIS VIVO NA PELE, POIS QUANDO SE FALA EM FRATERNIDADE SAO OS QUE SE DIZEM CRISTAOS OS PRIMEIROS A PULAR FORA FICA AQUI A DICA

     
  14. MARIAJOSEMENEZESARRUDA

    02/10/2014 at 11:43 am

    sou católica,de fé,mas estou triste com o rumo da nossa IGREJA,APOIARÃO O PT ,AGORA TÁ AI A MERDA FEITA,VEM O CHIP,ESPERO QUE NÃO APOIEM,MAIS ESSA TRAGEDIA,APESAR QUE TEM QUE CUMPRIR O QUE ESTA EM APOCALIPSE ,13,VS 17.PELO AMOR DE DEUS DIRIGENTE DA MINHA IGREJA EM CRISTO,DIVULGUE MAIS ,O CHIP POUCOS SABEM.

     
  15. Gêneses Sarja

    02/10/2014 at 12:35 pm

    Na minha opinião quem é a favor do aborto, trabalha para satanás.

     
  16. Rosana

    02/10/2014 at 3:59 pm

    Não vejo esse manifesto como coerente, pois a gestão de um País vai além de um fato isolado. A igreja deve instruir seus fiéis em seus valores, mas existem outros aspectos a serem observados. Isso me parece propaganda Tucana. . E conheço vários candidatos desse partido que defendem aborto, pena de morte e outras leis que prejudicam a vida nos seus diversos aspectos. Continuo votando no PT, que apesar das falhas, está ajudando a diminuir a pobreza.

     
    • Francisco de Sousa

      06/10/2014 at 12:37 am

      Sim, Deus apoia a marcha da família, com absoluta certeza!!!!
      E na época das trevas 1964, a Igreja ajudou a evitar que as trevas do comunismo tomassem nosso amado Brasil.

       
    • Francisco de Sousa

      06/10/2014 at 12:40 am

      Então, diminuir a pobreza, tem um valor acima de milhares de vidas inocentes?!

       
  17. Roberto de Lima Soares.

    02/10/2014 at 4:39 pm

    eu sempre tive minha fé,que Deus ainda vai mudar a historia deste mundo.amém

     
  18. Paulo F.

    02/10/2014 at 5:59 pm

    Cada mulher faz do seu corpo
    o que quiser. A igreja que fique fora disso.

     
  19. afeexplicada

    02/10/2014 at 6:12 pm

    Acho muito curioso quando as mulheres que praticam abortos ou os indivíduos que defendem essa prática justificam-se usando o argumento de que “cada mulher é dona de seu próprio corpo” e, por isso, pode fazer o que quiser com ele. Esse é o argumento principal: já que o corpo é meu, tenho total soberania sobre ele. Isso incluiria o direito de aniquilar aquele ser humano que ali está alojado. Bem, existem algumas questões a serem consideradas sobre esse argumento.

    Em primeiro lugar, biblicamente ninguém é dono de seu próprio corpo: seu dono é Deus, o autor da vida. Mas nao precisamos nem entrar pela teologia, até porque para um ateu esse argumento não tem nenhum valor, visto que não crê na Bíblia. Então caminhemos por outras veredas, como, por exemplo, o campo jurídico.

    O argumento de que cada um é dono de seu próprio corpo mediante a lei é relativo. Quer ver? Quebre a lei. Cometa um crime. Você verá que quem vai decidir se seu corpo ficará trancafiado em uma cela por anos ou se ele terá o direito de continuar andando solto por aí será um juiz ou um júri – não você. Ou então complete 18 anos e veja se, salvo tendo você um bom pistolão, não será obrigado a levar seu corpo todos os dias, durante um ano, a um quartel, onde um militar qualquer vai obrigar seu corpo a fazer polichinelos e flexões, saltar obstáculos e coisas afins. Ou seja: mesmo que não estejamos falando em termos religiosos, a ideia de que seu corpo é propriedade exclusiva sua não passa de uma doce ilusão.

    Tendo visto isso, chegamos à questão do aborto. Essa mesma ilusão leva milhares de mulheres a assassinar seus próprios filhos dentro de seus ventres, por achar que têm esse direito. A verdade, queira-se ou não, é que aquele indivíduo que está temporariamente dentro do corpo da mulher não faz parte do corpo dela. Nem de longe. Ou seja: mesmo que a teoria de que cada um seja proprietário de seu corpo fosse verdadeira, o ser humano que cresce dentro do organismo de uma grávida não faz parte do mesmo corpo. Ou seja, é apenas um inquilino, que está ali para se alimentar por nove meses até chegar a hora de enxergar a luz do sol. Por meio de um cordão umbilical, aquela pessoinha apenas se alimenta e se oxigena.

    E é extremamente fácil provar que um feto não faz parte do corpo da mãe. Consideremos o DNA. Toda e qualquer célula do seu corpo, amigo leitor, carrega em si o mesmo DNA, ou seja, o mesmo código genético. Sejam células do cabelo, da bochecha, da pele, do duodeno ou do osso do calcanhar. Agora, compare o DNA de qualquer mãe com o DNA de seu filho e você descobrirá que são diferentes. O que prova que geneticamente o corpo da mãe e o corpo do filho são entidades essencialmente distintas.

    Vamos além: tipo sanguíneo. O meu é A negativo. O de minha mãe não. Se o sangue de minha mãe correr dentro de minhas veias eu entro em colapso e morro. E isso ocorre porque o sangue que percorre meu corpo é diferente do de minha mãe, o que é mais uma prova de que somos entidades distintas.

    Pensemos agora em um assunto não muito agradável, mas ilustrativo: amputações. Sempre que você amputa uma parte de seu corpo, alguma funcionalidade se perde. Se decepar a mão direita, sendo você destro, por exemplo, terá de reaprender a escrever. Se amputar uma de suas pernas dependerá de algum prótese ou muleta para poder caminhar. Já no caso do aborto, o corpo da mãe-hospedeira não perde nenhuma funcionalidade. Isto é, em termos meramente funcionais, a remoção da criança não altera em nada o funcionamento do organismo da mãe. Mais uma prova de que trata-se de um ser humano completamente independente.

    Em resumo: abortar sob o argumento de que a mãe tem direito sobre seu próprio corpo é uma tremenda desculpa esfarrapada para desculpar o indesculpável. É uma justificativa capenga e sem o menor nexo religioso, jurídico ou biológico para justificar o injustificável. Por uma única razão: aquele corpinho que cresce lindamente dentro do corpo da mãe não faz parte do corpo dela, apenas extrai dela o que precisa até se tornar uma criatura autônoma. É um ser humano absolutamente à parte. Logo, a mãe não tem direito algum de assassiná-lo sob o argumento de que tem direito sobre seu próprio corpo.

    Mas sou a favor do aborto

    Porém, como eu disse , sou a favor do aborto. Sou 100% a favor. Tornei-me a favor do aborto em 1996, quando Jesus me converteu. Mas, antes que você queira me apedrejar, preciso explicar que não estou me referindo ao abominável, desumano e bárbaro aborto de seres humanos. Me refiro a um aborto que tem de ser feito todos os dias, dia após dia, durante toda a vida. Pois dentro de meu corpo cresce uma entidade que não pertence a ele, um parasita que não compartilha do meu DNA, que não tem o mesmo sangue que eu mas que se alimenta de minhas fraquezas e paixões, crescendo mais e mais dentro de mim. E, se eu não fizer um aborto todos os dias, constantemente, extirpando de mim esse elemento maligno initerruptamente, ele vai acabar sugando de mim toda a vida e me condenando à morte.

    Seu nome é pecado.

    A entidade que cresce dentro de uma mulher é resultado de uma união, a união de dois seres que estabeleceram um relacionamento e isso gerou aquela vida. Já a entidade que cresce dentro de mim é resultado de uma separação, a separação de dois seres que tiveram uma quebra de relacionamento e isso gerou aquele parasita. Foi quando Adão rompeu seu cordão umbilical com Deus que isso fez com que todos os seus descendentes passassem a nascer com aquele tumor espiritual dentro de si. Um tumor maligno que envenena, distorce nossa natureza e nos tira a saúde espiritual que inicialmente o Senhor planejou para toda a humanidade.

    O pecado, assim como um feto, começa pequeno, às vezes imperceptível, e, quanto mais de nossa natureza humana lhe concedemos, mais ele cresce, fortalecendo-se e agigantando-se. Contrariando minha natureza de filho de Deus. Tentando deformar-me e me transformar em algo de um aspecto quasimódico.

    No caso do feto, é a mãe que lhe transmite todo tipo de elementos necessários ao seu desenvolvimento: nutrientes, oxigênio e tudo o mais que o fará crescer e viver. Já no caso do pecado, tudo de que ele precisa para crescer e sobreviver é que não o abortemos. Basta deixa-lo ali, tranquilo em seu canto, quietinho, pois o mero contato dele com nossa natureza humana já lhe dá todo alimento de que necessita. Só que, ao contrário da relação entre uma mãe e seu filho, em que ela é quem lhe transfere elementos, é o pecado quem transmite ao seu hospedeiro todo tipo de elementos nocivos: imoralidade sexual, fornicação, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a essas.

    Se o feto que vive dentro de uma mulher não for abortado, crescerá tanto que um dia, após nove meses, deixará seu corpo. Mas, no caso do pecado, se ele não for abortado crescerá tanto que um dia poderá chegar ao ponto de se enraizar no seu organismo a tal ponto que tomará conta de sua vida. E, assim, assumirá o controle. Os braços do pecado crescerão por dentro dos seus, as pernas dele se desenvolverão por dentro das suas, o coração do pecado tomará lugar do seu e você começará a pensar com o cérebro do pecado. Como num filme de terror em que um parasita alienígena implantado no corpo de uma pessoa assume aos poucos sua identidade, assim é com o pecado: se não o abortarmos o quanto antes, em breve nossa natureza regenerada e justificada será substituída pela natureza pecaminosa. É o que 1 Tm 4.2 chama de consciência cauterizada.

    Essa é a explicação para quando um obreiro frauda o imposto de renda ou a contabilidade de sua empresa. Ou quando uma mulher de Deus se rebela contra a autoridade de seu marido. Ou quando cristãos sinceros enveredam pela política partidária e se deixam corromper. Ou quando um conselho de uma igreja trabalha com caixa dois. Ou quando liderados conspiram contra seus líderes. Ou quando líderes enxergam os membros de sua igreja mais como dizimistas do que como almas. Ou quando um cristão não honra com sua palavra ou seus compromissos. Ou quando um pastor rouba. Ou quando um homem espiritual passa um cheque sem fundos. Ou quando um filho criado na igreja se rebela contra seus pais. Ou quando denominações evangélicas desqualificam outras denominações. Ou quando nosso sim deixa de ser sim e nosso não, não. Em qualquer um desses casos e muitos outros simplesmente aquele pecado maldito não foi abortado enquanto ainda era tempo.

    A boa notícia

    Mas há uma boa notícia: nunca é tarde para praticar esse aborto. Se você identifica que esse tumor maligno chamado pecado infiltrou-se de tal modo no organismo da sua alma a ponto de te afastar de Deus, há um local onde esse aborto pode ser praticado de forma legalizada e livre de efeitos colaterais.

    Chama-se joelho.

    Prostre-se. Humilhe-se. Suplique. Rasgue seu peito ante o Senhor e confesse a Ele tudo o que intoxica sua alma. E isso numa conversa franca e sem medos. Busque junto ao Espírito Santo a libertação desse pecado que tanto te envenena. Nunca é tarde demais para isso. Seja lá qual for o pecado que assola a sua vida, você pode neste exato instante submeter-se a uma cirurgia espiritual que vai eliminar totalmente esse parasita infeccioso. E estou falando isso para cristãos, pois muitos de nós que amamos de verdade a Cristo e ao Evangelho diversas vezes deixamos certos pecados crescerem em nós, alimentados por nossas fraquezas e paixões. E para expeli-los precisamos desesperadamente de Jesus.

    Sou a favor do aborto do pecado. Foi para realizar esse aborto que Jesus se fez carne e veio até nós, para fazer aquilo que o anjo disse a José em Mateus 1.21: “Ele salvará o seu povo dos seus pecados”. Afinal, como o próprio Cristo afirmou, “Não necessitam de médico os sãos, mas sim os enfermos; eu não vim chamar justos, mas pecadores” (Mc 2.17). Ainda há tempo de buscar socorro junto ao médico dos médicos. Para aqueles que assim não fizerem, o próprio Cordeiro de Deus, que veio para tirar o pecado do mundo, dá, em Jo 8.21, o terrível diagnóstico: “Morrereis no vosso pecado”. Você, querido leitor, sabe exatamente qual é o pecado que tem infeccionado a sua alma. Mas a boa notícia é que a cura está à disposição. Cabe a você optar: morrer no pecado ou vê-lo abortado de sua alma. O que vai ser?

     
    • Paulo F.

      02/10/2014 at 6:15 pm

      É pra optar agora? ou posso pensar 10 minutinhos?

       
  20. afeexplicada

    02/10/2014 at 6:18 pm

     
  21. Paulo F.

    02/10/2014 at 6:39 pm

    Beijo!

     
  22. Maria Dulce Baffi Ramos

    04/10/2014 at 4:09 am

    Senhor , salvai o Brasil do mal .

     
  23. Erlina V. D. de Araújo

    04/10/2014 at 11:48 am

    Ainda bem q chegou a tempo uma orientação para muitos, alias a maioria, dos eleitores q iriam votar pelo voto de cabresto (todos os cartões dados pela presidência), método adotado há muito pelo PT.

     
  24. afeexplicada

    04/10/2014 at 1:51 pm

    Todo mundo sabe que, para os católicos, a defesa da vida não é um assunto periférico que possa ser utilizado como moeda de barganha política em benefício de outros interesses, por justos que estes sejam. Todo mundo sabe que, para os católicos, a rejeição total e absoluta ao aborto é uma das pré-condições mais básicas para que um candidato ou partido político possa licitamente receber o apoio dos que se preocupam em subordinar a contingência da vida em sociedade aos ditames da Eterna Lei de Deus. Corolário imediato disso é que nenhum católico pode apoiar com o próprio voto um candidato ou partido abortista.

     

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: