RSS

Curso – História da Bíblia (Parte 1)

 
Deixe um comentário

Publicado por em 05/03/2015 em Uncategorized

 

Por que confessar a um padre, se Cristo é nosso único mediador? Pergunta o protestante

Todo Católico deveria saber a resposta a esta pergunta sob o ponto de vista Católico. Em verdade, todo pontífice é escolhido entre os homens e constituído a favor dos homens como mediador nas coisas que dizem respeito a Deus, para oferecer dons e sacrifícios pelos pecados. (Hebreus 5:1). Onde está isso na Bíblia:

João 20:21 – antes que Ele lhes concedesse o poder de perdoar pecados, Jesus disse aos apóstolos. “Assim como o Pai me enviou, também eu vos envio.” Assim como Cristo foi enviado pelo Pai para a remissão dos pecados, Cristo envia os apóstolos e seus sucessores para reconciliar os pecadores com Deus.

João 20:22 – Depois dessas palavras, soprou sobre eles dizendo-lhes: Recebei o Espírito Santo. O Senhor assopra sobre os apóstolos, e depois dá-lhes o poder de perdoar e reter os pecados. O único momento nas Escrituras onde Deus respira sobre o homem está em Gn 2:7, quando o Senhor “assopra” a vida divina no homem. Quando isso acontece, uma transformação significativa ocorre, eis no gesto de Jesus um simbolismo importante.

João 20:23 – Jesus diz: “Àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos.” Porém, para que os apóstolos exerçam o dom de perdoar os pecados, o penitente deve confessar os seus pecados verbalmente, porque os apóstolos não podem ler suas mentes.

Matt. 9:6, Marcos 2:10 – Cristo, enquanto verdadeiro homen e verdadeiro Deus, perdoou pecados como homem (não como Deus), a fim de nos convencer de que o “Filho do Homem” tem autoridade para perdoar pecados na terra.

Lucas 5:24 – Lucas também aponta que a autoridade de Jesus para perdoar os pecados é de homem, não Deus. Os autores dos Evangelhos registram isto para nos convencer de que Deus deu autoridade à Jesus enquanto homem. Essa autoridade foi transferida de Cristo aos apóstolos e posteriormente aos seus sucessores.

Matt. 18:18 – os apóstolos receberam autoridade de ligar e desligar. A autoridade para ligar e desligar inclui a administração e remoção de penas temporais devidas ao pecado. Os judeus compreenderam isso desde o nascimento da Igreja.

2 Coríntios 5:18 – o ministério da reconciliação foi dado aos embaixadores da Igreja. Esse ministério da reconciliação refere-se ao Sacramento da Reconciliação, também chamado de Sacramento da Confissão ou Penitência.

Tiago 5:15-16 – no versículo 15 vemos que os pecados são perdoados pelos sacerdotes no sacramento dos enfermos. Este é outro exemplo da autoridade do homem de perdoar pecados na terra. Em seguida, no versículo 16, Tiago diz: “Portanto, confessar nossos pecados uns aos outros”, em referência aos homens do quais se tratam no versículo 15, os Pais da Igreja.

1 Tm. 2:5 – Cristo é o único mediador, mas Ele era livre para decidir como sua mediação seria aplicada a nós. O Senhor escolheu usar sacerdotes de Deus para realizar a Sua obra de perdão.

Lev. 5:4-6; 19:21-22 – mesmo na Antiga Aliança, Deus usou sacerdotes de perdoar e expiar os pecados dos outros.

II. A Necessidade e Prática da confissão oral dos pecados

Tiago 5:16 – São Tiago claramente ensina-nos que devemos “confessar nossos pecados uns aos outros”, não apenas em particular com Deus.

Tiago 5:16 deve ser lido no contexto de Tiago 5:14-15, que está se referindo ao poder de cura (física e espiritual) dos sacerdotes da Igreja. Assim, quando S. Tiago diz “portanto” no versículo 16, ele refere-se aos homens sobre os quais escreve nos versículos 14 e 15 – esses homens são os sacerdotes ordenados na Igreja, a quem devemos confessar nossos pecados.

Atos 19:18 – muitos chegaram a confessar os pecados por via oral e divulgar suas práticas pecaminosas. Confissão oral era a prática da Igreja primitiva, tal como é hoje.

Matt. 3:6, Marcos 1:5 – novamente, isso mostra as pessoas confessando os seus pecados diante de outros, como uma prática histórica (aqui à João Batista).

1 Tm. 6:12 – este versículo refere-se também a prática histórica de confessar os pecados e fé na presença de muitas testemunhas.

1 João 1:9 – Se confessarmos nossos pecados, Deus é fiel e nos perdoa e nos purifica. Mas devemos confessar nossos pecados uns aos outros.

Num. 5:7 – isto mostra que a prática histórica de publicamente confessar os pecados, e fazer a restituição público.

2 Sam. 12:14 – mesmo que o pecado seja perdoado, não há a devida punição para o pecado perdoado. Davi foi perdoado, mas seu filho ainda foi levado (a conseqüência do pecado).

Neemias. 9:2-3 – os israelitas ficavam de pé diante da assembléia, confessavam pecados publicamente e intercediam para o outro. Essa prática ainda acontece na Igreja Católica durante o Ato Penitencial, no início da Santa Missa.

Por que confessar-se à um padre?

Após abordar em outra postagem a questão da autoridade da Igreja, bem como a Sucessão Apostólica, é importante reiterar que todos os sacerdotes da Igreja Católica são ungidos pelo Espírito e são, em seu ministério sacerdotal, sucessores dos Apóstolos de Cristo.

Mas por que a Igreja adota o Sacramento da Confissão?

Porque Jesus Cristo instituiu Biblicamente o Sacramento da Reconciliação pela confissão dos pecados:

Então, soprou sobre eles e falou: “Recebei o Espírito Santo. Aqueles quem perdoardes os pecados são perdoados, e ele quem os retiverdes, são retidos (Jo 20,22-23)

Jesus deu aos Apóstolos a autoridade para perdoar pecados, assim como Ele tinha autoridade dada pelo Pai para perdoar pecados na terra, não como Filho de Deus, MAS como o Filho do Homem (Mateus 9:6). Jesus perdoou pecados enquanto estava no mundo, mesmo apesar dos Fariseus desprezarem Sua autoridade, porque até então os Judeus acreditavam que somente Deus podia perdoar pecados!

Os Católicos acreditam que nenhum padre, como homem e indivíduo, por mais pio ou estudado que seja, tenha o poder de perdoar pecados, separado de Deus. No entanto, o sacerdote no confessionário, após realizada a preparação para Sacramento, ao recitar a fórmula da absolvição, perdoa os pecados do penitente no lugar de Cristo, como se estivéssemos nos confessando na presença de Cristo. Portanto, o perdão vem de Deus, não do padre, que está atuando na condição de ”Persona Christi”, enquanto successor dos Apóstolos.

Da mesma forma, como acontece na Santa Missa, quando o padre, ao abençoar as oferendas de pão e vinho pede a Deus Pai para aceitá-las e através do Espírito Santo, transformar as substâncias (não a forma, portanto, o nome Transubstanciação) no Corpo e Sangue de Cristo, como o próprio Jesus fez na Última Ceia. Pois é justamente o próprio Cristo, através do sacerdote, que preside a Missa.

Vejamos o que escreveu São Paulo:

“A quem perdoardes alguma coisa, eu também perdôo. Na verdade, já perdoei, se, naturalmente, tive alguma coisa a perdoar. E assim procedi por causa de vós, na presença de Cristo.” (2 Coríntios 2:10)

Há uma abundância de evidências nos escritos dos cristãos primitivos, os Pais da Igreja, que relatam que os cristãos confessavam publicamente seus pecados. É importante salientar que o batismo ministrado por João Batista era um batismo de arrependimento, no qual o fiel, fosse gentio ou judeu, não apenas se arrependia mas confessava seus pecados verbalmente.

Jesus Cristo providenciou para que o perdão sacramental viesse através do ministério do sacerdote. Se alguém argumenta contra isso não está tanto a discutir com a Igreja Católica, mas com o próprio Cristo. (P. Madri)

Os católicos são parte de uma Igreja Apostólica e por isso levam os ensinamentos Apostólicos muito a sério, pois o Senhor disse:

“Quem vos escuta, é a mim que está escutando; e quem vos despreza, é a mim que está desprezando; ora, quem me despreza, está desprezando Aquele que me enviou”. (Lc 10:16).

Apesar da confissão privada, os católicos preservam o costume do Ato Penitencial, uma tradição que se remete aos primórdios da Igreja, que consiste em conferssamos no início da celebração da Santa Missa que somos pecadores, recitando a oração abaixo:

Confesso a Deus todo-poderoso e a vós irmãos, que pequei em pensamentos, palavras e em atos e omissões, por minha culpa, tão grande culpa. E peço a Virgem Maria, aos santos e anjos e a vós irmãos, que rogueis a Deus, que é Pai Todo-Poderoso, para perdoar a minha tão grande culpa.

FONTE: https://igrejamilitante.wordpress.com/…/a-biblia-ensina-qu…/

Veja mais aqui:

A confissão: Direto com Deus ou com o Sacerdote?

http://www.veritatis.com.br/…/8026-a-confissao-direto-com-d…

Protestante pergunta sobre o sacramento da confissão

http://www.veritatis.com.br/…/7510-protestante-pergunta-sob…

A Confissão dos pecados

http://www.veritatis.com.br/…/…/1219-a-confissao-dos-pecados

"FORMAÇÃO DO DIA: Provas que a Bíblia ensina que devemos nos Confessar à um Padre: Por que confessar a um padre, se Cristo é nosso único mediador? Pergunta o protestante. Todo Católico deveria saber a resposta a esta pergunta sob o ponto de vista Católico. Em verdade, todo pontífice é escolhido entre os homens e constituído a favor dos homens como mediador nas coisas que dizem respeito a Deus, para oferecer dons e sacrifícios pelos pecados. (Hebreus 5:1). Onde está isso na Bíblia: João 20:21 – antes que Ele lhes concedesse o poder de perdoar pecados, Jesus disse aos apóstolos. “Assim como o Pai me enviou, também eu vos envio.” Assim como Cristo foi enviado pelo Pai para a remissão dos pecados, Cristo envia os apóstolos e seus sucessores para reconciliar os pecadores com Deus. João 20:22 – Depois dessas palavras, soprou sobre eles dizendo-lhes: Recebei o Espírito Santo. O Senhor assopra sobre os apóstolos, e depois dá-lhes o poder de perdoar e reter os pecados. O único momento nas Escrituras onde Deus respira sobre o homem está em Gn 2:7, quando o Senhor “assopra” a vida divina no homem. Quando isso acontece, uma transformação significativa ocorre, eis no gesto de Jesus um simbolismo importante. João 20:23 – Jesus diz: “Àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos.” Porém, para que os apóstolos exerçam o dom de perdoar os pecados, o penitente deve confessar os seus pecados verbalmente, porque os apóstolos não podem ler suas mentes. Matt. 9:6, Marcos 2:10 – Cristo, enquanto verdadeiro homen e verdadeiro Deus, perdoou pecados como  homem (não como Deus), a fim de nos convencer de que o “Filho do Homem” tem autoridade para perdoar pecados na terra. Lucas 5:24 – Lucas também aponta que a autoridade de Jesus para perdoar os pecados é de homem, não Deus. Os autores dos Evangelhos registram isto para nos convencer de que Deus deu autoridade à Jesus enquanto homem. Essa autoridade foi transferida de Cristo aos apóstolos e posteriormente aos seus sucessores. Matt. 18:18 – os apóstolos receberam autoridade de ligar e desligar. A autoridade para ligar e desligar inclui a administração e remoção de penas temporais devidas ao pecado. Os judeus compreenderam isso desde o nascimento da Igreja. 2 Coríntios 5:18 – o ministério da reconciliação foi dado aos embaixadores da Igreja. Esse ministério da reconciliação refere-se ao Sacramento da Reconciliação, também chamado de Sacramento da Confissão ou Penitência. Tiago 5:15-16 – no versículo 15 vemos que os pecados são perdoados pelos sacerdotes no sacramento dos enfermos. Este é outro exemplo da autoridade do homem de perdoar pecados na terra. Em seguida, no versículo 16, Tiago diz: “Portanto, confessar nossos pecados uns aos outros”, em referência aos homens do quais se tratam no versículo 15, os Pais da Igreja. 1 Tm. 2:5 – Cristo é o único mediador, mas Ele era livre para decidir como sua mediação seria aplicada a nós. O Senhor escolheu usar sacerdotes de Deus para realizar a Sua obra de perdão. Lev. 5:4-6; 19:21-22 – mesmo  na Antiga Aliança, Deus usou sacerdotes de perdoar e expiar os pecados dos outros. II. A Necessidade e Prática da confissão oral dos pecados Tiago 5:16 – São Tiago claramente ensina-nos que devemos “confessar nossos pecados uns aos outros”, não apenas em particular com Deus. Tiago 5:16 deve ser lido no contexto de Tiago 5:14-15, que está se referindo ao poder de cura (física e espiritual) dos sacerdotes da Igreja. Assim, quando S. Tiago diz “portanto” no versículo 16, ele refere-se aos homens sobre os quais escreve nos versículos 14 e 15 – esses homens são os sacerdotes ordenados na Igreja, a quem devemos confessar nossos pecados. Atos 19:18 – muitos chegaram a confessar os pecados por via oral e divulgar suas práticas pecaminosas. Confissão oral era a prática da Igreja primitiva, tal como é hoje. Matt. 3:6, Marcos 1:5 – novamente, isso mostra as pessoas confessando os seus pecados diante de outros, como uma prática histórica (aqui à João Batista). 1 Tm. 6:12 – este versículo refere-se também a prática histórica de confessar os pecados e fé na presença de muitas testemunhas. 1 João 1:9 – Se confessarmos nossos pecados, Deus é fiel e nos perdoa e nos purifica. Mas devemos confessar nossos pecados uns aos outros. Num. 5:7 – isto mostra que a prática histórica de publicamente confessar os pecados, e fazer a restituição público. 2 Sam. 12:14 – mesmo que o pecado seja perdoado, não há a devida punição para o pecado perdoado. Davi foi perdoado, mas seu filho ainda foi levado (a conseqüência do pecado). Neemias. 9:2-3 – os israelitas ficavam de pé diante da assembléia, confessavam pecados publicamente e intercediam para o outro.  Essa prática ainda acontece na Igreja Católica durante o Ato Penitencial, no início da Santa Missa. Por que confessar-se à um padre? Após abordar em outra postagem a questão da autoridade da Igreja, bem como a Sucessão Apostólica,  é importante reiterar que todos os sacerdotes da Igreja Católica são ungidos pelo Espírito e são, em seu ministério sacerdotal, sucessores dos Apóstolos de Cristo. Mas por que a Igreja adota o Sacramento da Confissão? Porque Jesus Cristo instituiu Biblicamente o Sacramento da Reconciliação pela confissão dos pecados: Então, soprou sobre eles e falou: “Recebei o Espírito Santo. Aqueles quem perdoardes os pecados são perdoados, e ele quem os retiverdes, são retidos (Jo 20,22-23) Jesus deu aos Apóstolos a autoridade para perdoar pecados, assim como Ele tinha autoridade dada pelo Pai para perdoar pecados na terra,  não como Filho de Deus, MAS como o Filho do Homem (Mateus 9:6). Jesus perdoou pecados enquanto  estava no mundo, mesmo apesar dos Fariseus desprezarem Sua autoridade, porque até então os Judeus acreditavam que somente Deus podia perdoar pecados! Os Católicos acreditam que nenhum padre, como homem e indivíduo, por mais pio ou estudado que seja, tenha o poder de perdoar pecados, separado de Deus. No entanto, o sacerdote no confessionário, após realizada a preparação para Sacramento, ao recitar a fórmula da absolvição, perdoa os pecados do penitente no lugar de Cristo, como se estivéssemos nos confessando na presença de Cristo. Portanto, o perdão vem de Deus, não do padre, que está atuando na condição de ”Persona Christi”, enquanto successor dos Apóstolos. Da mesma forma, como acontece na Santa Missa, quando o padre, ao abençoar as oferendas de pão e vinho pede a Deus Pai para aceitá-las e através do Espírito Santo, transformar as substâncias (não a forma, portanto, o nome Transubstanciação) no Corpo e Sangue de Cristo, como o próprio Jesus fez na Última Ceia. Pois é justamente o próprio Cristo, através do sacerdote, que preside a Missa.  Vejamos o que escreveu São Paulo: “A quem perdoardes alguma coisa, eu também perdôo. Na verdade, já perdoei, se, naturalmente, tive alguma coisa a perdoar. E assim procedi por causa de vós, na presença de Cristo.”  (2 Coríntios 2:10) Há uma abundância de evidências nos escritos dos cristãos primitivos, os Pais da Igreja, que relatam que os  cristãos confessavam publicamente seus pecados. É importante salientar que o batismo ministrado por João Batista era um batismo de arrependimento, no qual o fiel, fosse gentio ou judeu, não apenas se arrependia mas confessava seus pecados verbalmente. Jesus Cristo providenciou para que o perdão sacramental viesse através do ministério do sacerdote. Se alguém argumenta contra isso não está tanto a discutir com a Igreja Católica, mas com o próprio Cristo. (P. Madri) Os católicos são parte de uma Igreja Apostólica e por isso levam os ensinamentos Apostólicos muito a sério, pois o Senhor disse: “Quem vos escuta, é a mim que está escutando; e quem vos despreza, é a mim que está desprezando; ora, quem me despreza, está desprezando Aquele que me enviou”. (Lc 10:16). Apesar da confissão privada, os católicos preservam o costume do Ato Penitencial, uma tradição que se remete aos primórdios da Igreja, que consiste em conferssamos no início da celebração da Santa Missa que somos pecadores, recitando a oração abaixo: Confesso a Deus todo-poderoso e a vós irmãos, que pequei em pensamentos, palavras e em atos e omissões, por minha culpa, tão grande culpa. E peço a Virgem Maria, aos santos e anjos e a vós irmãos, que rogueis a Deus, que é Pai Todo-Poderoso, para perdoar a minha tão grande culpa. FONTE: https://igrejamilitante.wordpress.com/2010/11/22/a-biblia-ensina-que-devemos-nos-confessar-a-um-padre/ Veja mais aqui: A confissão: Direto com Deus ou com o Sacerdote? http://www.veritatis.com.br/apologetica/protestantismo/8026-a-confissao-direto-com-deus-ou-com-o-sacerdote Protestante pergunta sobre o sacramento da confissão http://www.veritatis.com.br/respostas-catolicas/7510-protestante-pergunta-sobre-o-sacramento-da-confissao A Confissão dos pecados http://www.veritatis.com.br/doutrina/sacramentos/1219-a-confissao-dos-pecados"
 
Deixe um comentário

Publicado por em 05/03/2015 em Uncategorized

 

POR QUE É TÃO IMPORTANTE QUE JESUS TENHA NASCIDO DE UMA VIRGEM (NASCIMENTO VIRGINAL)?

______________________________________________________________

NOTAS:
A doutrina do nascimento virginal é de importância crucial (Isaías 7:14; Mateus 1:23; Lucas 1:27,34).
________________________________

Primeiramente, vamos examinar como as escrituras descrevem este evento abençoado.
________________________________

Em resposta à indagação de MARIA, “como?”, diz Gabriel: “Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra…” (Lucas 1:35).
_________________________________________________________________

Com estas palavras, o anjo encoraja José a se casar com MARIA:

O que nela está gerado é do Espírito Santo” (Mateus 1:20).
_________________________________

Mateus afirma que a VIRGEM“achou-se ter concebido do Espírito Santo” (Mateus 1:18).
_________________________________

Em Gálatas 4:4 também ensina sobre o nascimento virginal: “Deus enviou seu Filho, nascido de MULHER.”
__________________________________________________________________

Por estas passagens, certamente fica claro que o nascimento de Jesus foi resultado da atuação do Espírito Santo dentro do corpo de Maria.
__________________________________

O imaterial (O ESPÍRITO) e o material (O ÚTERO DE MARIA ) foram ambos envolvidos.
__________________________________
ISSO É TÃO CERTO QUE EM 2 JOÃO 1: 7 Ele nos adverte: Que qualquer um negar que JESUS CRISTO veio na carne “é” um enganador e um anticristo

POR ISSO É DITO EM:

Hebreus 02:14 por sua vez é como negar que JESUS veio na carne.

E NO MESMO LIVRO DOS HEBREUS 2:16 É DITO:

Porque, na verdade, ele NÃO tomou sobre si a natureza dos anjos; mas ele levou sobre si a semente de Abraão .Heb : 2: 16:
__________________________________________________________________

Isso fica claro que MARIA, não poderia ter engravidado sozinha, e neste sentido, foi simplesmente um “receptáculo”.
Somente Deus poderia fazer o milagre da Encarnação.
__________________________________________________________________

AGORA:

Negar uma conexão física entre MARIA e JESUS seria sugerir que JESUS não foi verdadeiramente humano.
___________________________________

As Escrituras ensinam que Jesus foi totalmente humano, com um corpo físico, assim como o nosso.
___________________________________

Isto ele recebeu de MARIA . Ao mesmo tempo, Jesus era totalmente Deus, com uma natureza eterna e sem pecado.
___________________________________________________________________

VEJA:

João 1:14; I Timóteo 3:16; Hebreus 2:14-17.
_

Jesus não nasceu em pecado, ou seja, Ele não possuía natureza pecaminosa (Hebreus 7:26).

____________________________________________________________________

Poderia parecer que a natureza pecaminosa é passada de geração a geração através do pai (Romanos 5:12, 17, 19).
___________________________________________________________________

O fato de ter nascido de uma VIRGEM frustrou a transmissão da natureza pecaminosa e permitiu que o eterno Deus se tornasse um homem perfeito.
_________________

E ASSIM SE CUMPRIU A PROFECIA:

EM JOÃO : 1: 1-3, 10, 14: QUE DIZ: No princípio era o Verbo , e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus .
_
Ele estava no princípio com Deus . Todas as coisas foram feitas por intermédio dele ; e sem ele não era qualquer coisa que foi feita. 10 : Ele estava no mundo , e o mundo foi feito por ele , e o mundo não o conheceu. 14:
_
E o Verbo se fez carne , e habitou entre nós , (e vimos a sua glória , glória como do unigênito do Pai), cheio de graça e de verdade.

"POR QUE É TÃO IMPORTANTE QUE JESUS TENHA NASCIDO DE UMA VIRGEM (NASCIMENTO VIRGINAL)?<br />
______________________________________________________________</p>
<p>NOTAS:<br />
A doutrina do nascimento virginal é de importância crucial (Isaías 7:14; Mateus 1:23; Lucas 1:27,34).<br />
________________________________</p>
<p>Primeiramente, vamos examinar como as escrituras descrevem este evento abençoado.<br />
________________________________</p>
<p>Em resposta à indagação de MARIA, “como?”, diz Gabriel: “Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra...” (Lucas 1:35).<br />
_________________________________________________________________</p>
<p>Com estas palavras, o anjo encoraja José a se casar com MARIA: </p>
<p>O que nela está gerado é do Espírito Santo” (Mateus 1:20).<br />
_________________________________</p>
<p>Mateus afirma que a VIRGEM“achou-se ter concebido do Espírito Santo” (Mateus 1:18).<br />
_________________________________</p>
<p>Em Gálatas 4:4 também ensina sobre o nascimento virginal: “Deus enviou seu Filho, nascido de MULHER.”<br />
__________________________________________________________________</p>
<p>Por estas passagens, certamente fica claro que o nascimento de Jesus foi resultado da atuação do Espírito Santo dentro do corpo de Maria.<br />
__________________________________</p>
<p>O imaterial (O ESPÍRITO) e o material (O ÚTERO DE MARIA ) foram ambos envolvidos.<br />
__________________________________<br />
ISSO É TÃO CERTO QUE  EM 2 JOÃO 1: 7 Ele nos adverte: Que qualquer um negar que JESUS CRISTO veio na carne "é" um enganador e um anticristo </p>
<p>POR ISSO É DITO EM:</p>
<p>Hebreus 02:14 por sua vez é como negar que JESUS veio na carne. </p>
<p>E NO MESMO LIVRO DOS HEBREUS 2:16 É DITO:</p>
<p>Porque, na verdade, ele NÃO tomou sobre si a natureza dos anjos; mas ele levou sobre si a semente de Abraão .Heb : 2: 16:<br />
__________________________________________________________________</p>
<p>Isso fica claro que MARIA, não poderia ter engravidado sozinha, e neste sentido, foi simplesmente um “receptáculo”.<br />
Somente Deus poderia fazer o milagre da Encarnação.<br />
__________________________________________________________________</p>
<p>AGORA:</p>
<p>Negar uma conexão física entre MARIA e JESUS seria sugerir que JESUS não foi verdadeiramente humano.<br />
___________________________________</p>
<p>As Escrituras ensinam que Jesus foi totalmente humano, com um corpo físico, assim como o nosso.<br />
___________________________________</p>
<p>Isto ele recebeu de MARIA . Ao mesmo tempo, Jesus era totalmente Deus, com uma natureza eterna e sem pecado.<br />
___________________________________________________________________</p>
<p>VEJA: </p>
<p>João 1:14; I Timóteo 3:16; Hebreus 2:14-17.<br />
_</p>
<p>Jesus não nasceu em pecado, ou seja, Ele não possuía natureza pecaminosa (Hebreus 7:26). </p>
<p>____________________________________________________________________</p>
<p>Poderia parecer que a natureza pecaminosa é passada de geração a geração através do pai (Romanos 5:12, 17, 19).<br />
___________________________________________________________________</p>
<p>O fato de ter nascido de uma VIRGEM frustrou a transmissão da natureza pecaminosa e permitiu que o eterno Deus se tornasse um homem perfeito.<br />
_________________</p>
<p>E ASSIM SE CUMPRIU A PROFECIA:</p>
<p>EM JOÃO : 1: 1-3, 10, 14: QUE DIZ:  No princípio era o Verbo , e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus .<br />
_<br />
Ele estava no princípio com Deus . Todas as coisas foram feitas por intermédio dele ; e sem ele não era qualquer coisa que foi feita. 10 : Ele estava no mundo , e o mundo foi feito por ele , e o mundo não o conheceu. 14:<br />
_<br />
E o Verbo se fez carne , e habitou entre nós , (e vimos a sua glória , glória como do unigênito do Pai), cheio de graça e de verdade."

Autor: Edmilson Silva
 
Deixe um comentário

Publicado por em 05/03/2015 em Uncategorized

 

OS SANTOS ESTÃO NO CÉU REFUTAÇÃO CATÓLICA


____________________________________________________
ESSA É PARA OS PROTESTANTES:
_
NOTAS:
O LIVRO DO APOCALIPSE REVELA COISAS QUE ACONTECERAM E QUE IRÃO ACONTECER.
VAMOS AS PROVAS BÍBLICAS:
_________________________________________________
NOTAS:
Muitas coisas do apocalipse JÁ ACONTECERAM.
_
ASSIM ESTÁ ESCRITO NO APOCALIPSE, 1,19. “Escreve, pois, o que viste, tanto as coisas ATUAIS como as futuras”.
__________________________________________________________________
AGORA VEJA QUE EM, APOCALIPSE, 6,9-10.
AS ALMAS DOS JUSTOS estão INTERCEDENDO por justiça na terra e ainda esperam que se complete o numero DOS IRMÃOS MORTOS. (Ap, 6,11).
TAMBÉM É MOSTRADO A grande núpcia do cordeiro só acontecerá em, APOCALIPSE, 21.
Mas antes disso já era mostrando os santos NO CÉU APOCALIPSE, 19,1.
_____________________________________________
A BÍBLIA DIZ QUE:
Depois disso, ouvi NO CÉU como que um imenso coro que cantava: Aleluia!
A nosso Deus a salvação, a glória e o poder,”
E esse SANTOS que já estão no céu anunciam as núpcias do cordeiro QUE HÁ DE ACONTECER APOCALIPSE, 19,7.”
______________________________________________
Alegremo-nos e exultemos, demos glória a Deus, porque estão para realizar-se as núpcias do Cordeiro.”
Veja que na Bíblia o povo de Deus está em comunhão com o corpo do exército celeste e tem várias aparições dos santos celestiais em vários textos.
POIS:
Miquéias vê TODO o exército celestial de Deus (1Rs 22,19) e um espírito do exército se oferece para vencer Acabe (1Rs 22,21-22).
_________________________________________________________________
JOSUÉ vê o chefe do exército do céu (Js 5,13-14).
_
ABRAÃO tem a visão de três homens ao lado de Deus (Gn 18,1-2).
ENFIM:
Até Jesus conversa com Elias e Moisés (Lc 9,30) e os dois homens que há mais de mil anos não estavam mais nesta terra foram vistos pelos apóstolos (Lc 9,32).
TIRANDO DUVIDAS?
SAIBA QUE INTERCESSÃO não é MEDIAÇÃO!!!
_
1Tm, 2, 1-4. Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens;
_
Pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade;
_
Porque isto é bom e agradável diante de DEUS nosso Salvador, Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade.
Ap, 8, 3-4. Adiantou-se outro anjo e pôs-se junto ao altar, com um turíbulo de ouro na mão.
Foram-lhe dados muitos perfumes, para que os oferecesse com as orações de todos os santos no altar de ouro, que está adiante do trono.4.
_
A fumaça dos perfumes subiu da mão do anjo com as orações dos santos, diante de DEUS.
AGORA EM:
Jó, 33, 23. Se perto dele se encontrar um anjo, UM INTERCESSOR ENTRE MIL, para ensinar-lhe o que deve fazer.”
_
Jó, 5, 1. Chama agora; há alguém que te responda? E para qual dos SANTOS te virarás?
ENTENDAM QUE:
OS SANTOS são para nós exemplo de fé e nossos intercessores;
POIS PERTENCEMOS AO CORPO MÍSTICO DE CRISTO:
ASSIM ESTÁ ESCRITO EM:
Ef 1,15: “vosso amor para com todos os SANTOS.”
E MAIS…
Ef 6,18: “Guardai uma vigilância contínua na oração e INTERCEDEI por todos OS SANTOS”
POR ISSO CRISTO DIZ QUE:
Os santos são como anjos no céu(lC 20,34-36;Mt 22,30).
__________________________________________________________________
A BÍBLIA TAMBÉM AFIRMA QUE:
_
QUE OS FALSOS MESTRES DIFAMARÃO OS SANTOS DO CÉU 2Pd 2,10″especialmente os que seguem os desejos impuros da carne e desprezam a autoridade. Insolentes e arrogantes, tais homens não têm medo de difamar os seres celestiais;”
_
d 1,8″Da mesma forma, estes sonhadores contaminam o próprio corpo rejeitam as autoridades e difamam os seres celestiais.
_______________________________________________
E MAIS…
São Paulo diz que Abel, mesmo depois de morto ainda fala – Hebreus 11,3-4
São Paulo diz também que as almas dos justos que morreram nos rodeiam como testemunhas em- Hebreus 12,1
_______________________________________________
E MAIS…
A BÍBLIA AFIRMA QUE:
O Santo Moisés acusa no céu o povo que não acreditava em Jesus – João 5,45
_______________________________________________
ALGUMAS REFUTAÇÕES:
O próprio Jesus diz que os judeus veneravam Moisés – João 5,45
E MAIS…
Jesus fazia a memória dos Santos patriarcas e profetas – Lucas 13,28; 19,9
__________________________________________________
COMO:
Os judeus veneravam a memória do Pai Abraão – Mateus 3,9; João 8,53-58
E NUNCA FOI PROIBIDO POR DEUS
E OUTRA O PRÓPRIO JESUS FEZ REFERÊNCIAS:
Pois Jesus diz que a alma de Lázaro foi levada pelos anjos para o seio do Santo Abraão – Lucas 16,22
__________________________________________________________________
E CONTINUA JESUS:
João 8
…56 Vosso pai Abraão muito se alegrou, pois veria o meu dia; e ele o viu e ficou feliz.”57 Então os judeus disseram a Jesus: “Tu ainda não tens cinquenta anos, e viste a Abraão?” …
___________________________________________________
JESUS TAMBÉM DISSE EM:
Mateus 8:11 – Também vos digo que muitos virão do oriente e do ocidente e se sentarão à mesa de Abraão, Isaque e Jacó, no reino do céu;
___________
Mateus 22:32 – Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó? Ele não é Deus de mortos, mas de vivos.
Marcos 12:26 – Quanto aos mortos ressuscitarem, não lestes no livro de Moisés, na passagem em que se fala da sarça, como Deus lhe disse: Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó?

Autor: Edmilson Silva

 
Deixe um comentário

Publicado por em 26/02/2015 em Uncategorized

 

PÍLULA DO DIA SEGUINTE: UM PECADO QUE BRADA AOS CÉUS

“Ela equivale a uma bomba hormonal para a mulher, com todos os efeitos agressivos e riscos. Altera o processo de ovulação, podendo provocar esterilidade para toda a vida. Pode causar severos danos à saúde: sangramentos, dores de cabeça e náuseas. Seu uso freqüente pode provocar: danos no fígado, tapar as artérias e provocar infarto, embolias no cérebro ou no pulmão e hemorragias cerebrais, complicar as alterações provocadas pelo tabagismo, aumentar os riscos do colesterol elevado podendo produzir danos no pâncreas, pode produzir cegueira por trombose da artéria da retina, piorar o diabetes. Aumentar o risco de desenvolver câncer de colo do útero e de mama além de depressão”, garante o Bispo.

Já houve vários casos de mortes de jovens causadas pelo uso dessas pílulas. Por exemplo, o jornal O Globo publicou em sua edição de 11/01/01, p.30: que uma menina de 15 anos, Caroline, filha de Jenny Bacon, morreu em Londres, após tomar a pílula do dia seguinte, o que revoltou os pais das alunas na escola onde a pílula é distribuída até para meninas com apenas onze anos.

O Dr. Jerome Lejeune, francês, um dos maiores geneticistas do século XX, já avisava na década de 90 que a pílula do dia seguinte “é uma bomba para o organismo da mulher”.

O Dr. Helio Begliomine membro de diversas sociedades nacionais e internacionais, denuncia ao público a pílula do dia seguinte pelos efeitos contrários à saúde e à vida humana que ela acarreta. E denuncia que há interesses econômicos de grandes firmas que estimulam a sua difusão camuflando as conseqüências negativas que ela possa ter para a mulher e para a sociedade em geral. (Revista PR n.468 – 2001)

Segundo os estudos científicos de D. Rodrigo Aguiar, no caso da pílula do dia seguinte, está comprovado que pode ter três efeitos: “Primeiro: impedir ou atrasar a ovulação. Segundo: Ainda que tenha tido a ovulação, impedir que se dê a fecundação do óvulo pelo espermatozóide. Terceiro: Ainda que tenha havido a fecundação, impedir que o óvulo fecundado se anide ou implante no útero. Este efeito anti-implantatório do óvulo fecundado está fundamentado não só pelo fabricante da pílula, mas também por extensa bibliografia médica.”

A Igreja não tem dúvida de que a pílula do dia seguinte é abortiva; por isso denuncia isto. Estamos falando de um efeito abortivo, pois, segundo a genética, a vida humana inicia desde o momento da fecundação do óvulo pelo espermatozóide. O óvulo fecundado tem já seu mapa genômico próprio e individual, diferente do mapa genômico do pai e da mãe. Se se impede que este óvulo fecundado possa se implantar no útero (nidação), estamos falando de um aborto, ou seja, de um assassinato, e do ser humano mais indefeso.

Afirma o citado Bispo que “os que promovem a pílula do dia seguinte manipulam a linguagem científica: falam de concepção até que se implante o óvulo no útero. Enquanto não se implanta o óvulo fecundado, chamam-no de pré-embrião; já implantado, chamam-no de embrião.” Para a Igreja não existe pré-embrião, mas apenas embrião, já portador de uma alma imortal desde o primeiro momento da sua concepção, mesmo antes de sua nidação no útero da mãe.

A distribuição da pílula anticonceptiva normal e agora a de emergência, provoca cada vez mais a promiscuidade, acentuando uma sexualidade onde o primordial, onde o único motivo é buscar o prazer. Nesta visão hedonista do sexo, o filho torna-se um intruso, um estorvo que se deve descartar. E a mulher é reduzida a um objeto de prazer.
É lamentável que nossas autoridades não vejam isto!

A solução não é distribuir pílulas às jovens, mas reorientar o autêntico sentido da sexualidade, que é expressão do ser humano em sua totalidade. O ato sexual não é só para o prazer, mas o prazer deve acompanhar intenções mais nobres, como a unidade do casal e a comunhão do homem e da mulher, assim como a transmissão da vida. O ato sexual não pode ser apenas um ato de prazer, como para os animais; isto animaliza o homem e a mulher. Ele não é um fim último, mas um meio para a unidade do casal e a procriação. O amor que nutre o matrimônio está chamado a ser fecundo, aberto a outras vidas humanas, no sentido de paternidade responsável.

Pior mesmo do que a gravidez, é a liberação dos atos sexuais fora do matrimônio, que essas medidas geram. Nosso desafio é educar as crianças, os adolescentes e jovens a viver sua sexualidade de uma maneira responsável e plena, e não ficar distribuindo pílulas, camisinhas e laqueaduras. Não estamos lidando com animais.

O Catecismo da Igreja ensina que:

§2270 “A vida humana deve ser respeitada e protegida de maneira absoluta a partir do momento da concepção. Desde o primeiro momento de sua existência, o ser humano deve ver reconhecidos os seus direitos de pessoa, entre os quais o direito inviolável de todo ser inocente à vida.

“Antes mesmo de te formares no ventre materno eu te conheci; antes que saísses do seio, eu te consagrei” (Jr 1,5). “Meus ossos não foram escondidos quando eu era feito, em segredo, tecido na terra mais profunda” (Sl 139,15).

A sociedade católica precisa reagir a esses absurdos, antes que a nossa civilização volte aos tempos da barbárie dos séculos V.

VEJA MAIS:

Pílula do Dia Seguinte é abortiva, afirmam especialistas

http://noticias.cancaonova.com/pilula-do-dia-seguinte-e-ab…/

Médicos católicos afirmam: Não existe “pílula do dia seguinte” sem efeito abortivo
http://cleofas.com.br/medicos-catolicos-afirmam-nao-existe…/

 
Deixe um comentário

Publicado por em 26/02/2015 em Uncategorized

 

OS PADRES DA IGREJA DÃO O TÍTULO DE MARIA COMO Theotokos QUE QUER DIZER MÃE DE DEUS

____________________________________________________________________

Santo Irineu (NASCIDO NO ANO 130 d.C)
“A Virgem Maria, sendo obediente à sua palavra, recebeu do anjo a boa nova de que portaria (portaret) Deus” (Contra as Heresias, 5:19:1)
____________________________________________________________________

Santo Hipólito de Roma (NASCIDO NO ANO 170 d.C)
“Para de todas as gerações eles têm retratado por diante os grandiosos assuntos para a contemplação e para a ação. Assim, também, eles pregavam o advento de Deus em carne e osso para o mundo, seu advento pela impecável e mãe de Deus (Theotokos) Maria no caminho do nascimento e crescimento, e a forma de sua vida e conversa com os homens, e sua manifestação por meio do batismo, e o novo nascimento, que era para ser para todos os homens, e a regeneração pela pia [do batismo]” (Discurso sobre o Fim do Mundo, 1).
___________________________________________________________________

Gregório de Taumaturgo (NASCIDO NO ANO 213 d.C)
“Para Lucas, nas narrativas dos evangelhos inspirados, oferece um testemunho não apenas para José, mas também a Maria, a Mãe de Deus, e dá este relato com referência à própria família e da casa de Davi” (Quatro Homilias 1).
“É nosso dever apresentar a Deus, como sacrifícios, todos os festivais e celebrações de hinário, e em primeiro lugar, [a festa] da Anunciação à santa Mãe de Deus, a saber, a saudação que lhe foi feita pelo anjo, ‘Ave, cheia de graça!’” (Quatro Homilias 2).
______________________________________________________________

ALEXANDRE DE ALEXANDRIA NASCIDO NO ANO 250
_

“Depois disso, recebemos a doutrina da ressurreição dos mortos, dos quais Jesus Cristo, nosso Senhor tornaram-se os primeiros frutos; Quem deu à luz um corpo, na verdade, não na aparência, derivado de Maria, mãe de Deus ,em plenitude do tempo peregrinando entre a raça, para a remissão dos pecados: quem foi crucificado e morreu, apesar de tudo isso sofreu nenhuma diminuição de Sua Divindade “.
Alexandre de Alexandria, Epístola aos Alexander, 12 (AD 324), em NPNF2, III: 40

_________________________________________________________________

ATANÁSIO NASCIDO NO ANO 296
_
“E o anjo em sua aparência, ele mesmo confessa que ele foi enviado por seu Senhor, como Gabriel confessou no caso de Zacarias, e também no caso de Maria, portadora de Deus.”
Atanásio, Orations III, 14 (AD 362), em NPNF2, IV: 401

__________________________________________________________________
CIRILO DE JERUSALÉM NASCIDO NO ANO 313

“Muitos, meus amados, são os verdadeiros testemunhos a respeito de Cristo
O Pai dá testemunho do céu de Seu Filho: o Espírito Santo dá testemunho, descendente corporal à semelhança de uma pomba: o Arcanjo Gabriel é testemunha, trazendo boas novas para Maria: o Virgem Mãe de Deus é testemunha: o lugar abençoado da manjedoura testemunha “.
Cirilo de Jerusalém, catequético Palestras, X: 19 (CAD 350), em NPNF2, VII: 62
__________________________________________________________________

GREGÓRIO NAZIANO NASCIDO NO ANO 330

“Se alguém não acredita que Santa Maria é a Mãe de Deus, ele é cortado da Divindade.”
Gregório de Nazianzo, Para Cledonius, 101 (AD 382), em NPNF2, VII: 439
_____
____________________________________________________________________
GREGÓRIO DE NISSA NASCIDO NO ANO 335

“Da mesma forma que, na idade de Maria, mãe de Deus, ele que reinou desde Adão até sua vez encontrado, quando ele veio até ela e correu suas forças contra o fruto de sua virgindade como contra uma rocha, que ele foi quebrado para peças em cima dela, então em cada alma que passa por esta vida na carne, sob a proteção da virgindade, a força da morte é de uma maneira quebrado e anulado, pois ele não encontrar os lugares em que ele pode corrigir seu ferrão “.
Gregório de Nissa, sobre a virgindade, 14 (AD 370), em NPNF2, V: 359-360

EPIFÂNIO NASCIDO NO ANO 310

“Ele reformulou o homem a perfeição em si mesmo, a partir de Maria, a Mãe de Deus, através do Espírito Santo.”
Epifânio, O homem bem ancoradas, 75 (AD 374), em JUR, II: 70

________________________________________________________________

AMBRÓSIO NASCIDO NO ANO 337

“Vamos, então, a vida de Maria ser como se fosse a virgindade em si, estabelecido em uma semelhança, a partir do qual, a partir de um espelho, o aparecimento de castidade e a forma de virtude é refletida. Com isso você pode levar o seu padrão de vida, mostrando, por exemplo, as regras claras de virtude. O que você tem que corrigir, para efeito, e se apegam A primeira coisa que acende ardor na aprendizagem é a grandeza do professor que é maior do que a Mãe de. Deus? ”
Ambrósio , virgindade, II: 6 (CAD 378), em NPNF2, X: 374
________________________________

TEODORO DE MOPSUÉSTIA NASCIDO NO ANO 350

“Para a pergunta:” Maria é o portador do homem, ou o portador de Deus? ‘ devemos responder: ‘Of Both’ ”
Teodoro de Mopsuéstia, A Encarnação, 15 (AD ante 428), em FCTL, 168
JOÃO CASSIANO NASCIDO NO ANO 360

“E então você diz, O herege, quem quer que seja, que negam que Deus nasceu da Virgem, que Maria, a Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo não deveria ser chamado Theotocos, isto é, Mãe de Deus, mas Christotocos, ou seja, , somente a Mãe de Cristo, não de Deus.

Pois ninguém, você diz, traz à tona o que é anterior no tempo. E desse argumento completamente ridículo em que você acha que o nascimento de Deus pode ser entendido por mentes carnais, e fantasia que o mistério de Sua Majestade pode ser explicada pelo raciocínio humano, vamos, se Deus permitir, diga alguma coisa mais tarde.

No entretanto, agora vamos provar por testemunhos divinos que Cristo é Deus, e que Maria é a Mãe de Deus “.
João Cassiano, a encarnação de Cristo, II: 2 (AD 430), em NPNF2, XI: 556
______________________________________________________________________

CIRILO DE ALEXANDRIA NASCIDO NO ANO 378

“Mas desde que a Santíssima Virgem deu à luz segundo a carne Deus pessoalmente unida a carne, por esta razão, dizemos de que ela é Mãe de Deus, não como se a natureza da Palavra teve seu inicio de ser de carne e osso, pois ele era no início, eo Verbo era Deus, eo Verbo estava com Deus …. mas, como dissemos antes, porque ter a natureza do homem pessoalmente unida a si mesmo … ”
Cirilo de Alexandria, a Nestório, Epístola 17:11 (AD 430), no CCC, 306
______________________________________________________

CONCÍLIO DE EFESO REALIZADO NO ANO 431

“Se alguém não confessar que o Emanuel é muito Deus, e que, portanto, a Santíssima Virgem é a Mãe de Deus (Theotókos), na medida em que na carne ela gerou o Verbo de Deus feito carne [como está escrito:”
_
A Palavra se fez carne ‘: seja anátema “.
Concílio de Éfeso, Anathemas contra Nestório, I (AD 430), em NPNF2, XIV: 206
______________________________________________________________

VICENTE DE LERINS MORTO NO ANO 445
ASSIM ESCREVEU:

Por pelo dom singular daquele que é o nosso Senhor e Deus, e além disso, o seu próprio filho, ela deve ser confessado mais verdadeira e mais felizmente – A mãe de Deus” Theotocos ‘, mas não no sentido em que é imaginado por um certo irreverente heresia que mantém, que ela deve ser chamada de Mãe de Deus, por qualquer outra razão que não porque ela deu à luz a que o homem que mais tarde tornou-se Deus, assim como falamos de uma mulher como a mãe de um sacerdote ou a mãe de um bispo, o que significa que ela era tal, não dando à luz a um já um sacerdote ou um bispo, mas por dar à luz aquele que mais tarde tornou-se um sacerdote ou um bispo. Não assim, digo eu, foi o santo Maria ‘Theotocos, “a mãe de Deus, mas sim, como foi dito antes, porque em seu ventre sagrado foi forjado que a maioria mistério sagrado em que, por conta da unidade singular e original de Pessoa, como a Palavra em carne é carne , então Man em Deus é Deus “.
Vicente de Lerins, Commonitories, 15 (AD 434), em NPNF2, XI: 142-143
______________________________________________________________________

JOÃO DAMASCENO NASCIDO NO ANO 676
“Assim, pois Ele era ao mesmo tempo em todas as coisas e, acima de todas as coisas e também habitaram no seio da Santa Mãe de Deus, mas em que pela energia da encarnação.”
João Damasceno, Fonte de Conhecimento, III: 7 (AD 743), em NPNF2, IX: 51
_________________________________________________________________

______________________________________________________________
______________________________________________________________
Pedro de Alexandria (305 d.C)
“Eles vieram para a Igreja da Santíssima Mãe de Deus e sempre Virgem Maria, que, como se começou a dizer, ele tinha construído no bairro ocidental, em um subúrbio, um cemitério dos mártires.” (Os Atos genuínos de Pedro de Alexandria).
_____________________________________________________________
METÓDIO TERCEIRO SÉCULO:
“Salve a ti para sempre, Virgem Mãe de Deus, nossa alegria incessante, pois para ti Eu volto novamente. Você é o início de nossa festa; Você é o seu meio e fim, a pérola de grande valor, que pertence ao reino; a gordura de cada vítima, o altar vivo do Pão da Vida. Salve, você tesouro do amor de Deus. Salve, você, fonte de amor do Filho para o homem […] você brilhava, doce dom-outorgante Mãe , com a luz do sol, você brilhou com os fogos insuportáveis de da mais fervorosa caridade, trazendo no final, aquele que foi concebido de você […] para manifestar o mistério escondido e indizível, o Filho do Pai invisível, o Príncipe da Paz, que de uma forma maravilhosa mostrou-se como menos do que toda pequenez.”(Oração sobre Simeão e Ana 14).
Cirílo de Jerusalém (350 d.C)
“O Pai dá testemunho do céu para seu Filho. O Espírito Santo dá testemunho, descendo corporalmente na forma de uma pomba. O arcanjo Gabriel é testemunha, trazendo as boas novas a Maria. A Virgem Mãe de Deus é testemunha…” (Leituras Catequéticas 10, 19).
Efraim, o Sírio (NASCIDO NO ANO 306 d.C)
“Apesar de ainda ser virgem, ela carregava uma criança em seu ventre, e a serva e obra de sua sabedoria tornou-se a Mãe de Deus” (Cantos de Louvor 1, 20).
_______________________________________________________________
Epifânio de Salamissa (NASCIDO NO ANO 310 d.C)
“Ser perfeito ao lado do Pai, encarnado entre nós, não na aparência, mas na verdade, ele [o filho] homem remodelada para a perfeição em si mesmo a partir de Maria, a Mãe de Deus através do Espírito Santo” (O homem bem ancorada 75).
______________________________________________________________
São Jerônimo (NASCIDO NO ANO 347 d.C)
“Quanto à forma como a virgem tornou-se Mãe de Deus, ele tem pleno conhecimento; de como ele mesmo nasceu, ele não sabe nada.” (Contra Rufino 2, 10).
________________________________________________

"OS PADRES DA IGREJA DÃO O TÍTULO DE  MARIA COMO Theotokos QUE QUER DIZER MÃE DE DEUS:<br />
____________________________________________________________________</p>
<p>Santo Irineu (NASCIDO NO ANO 130 d.C)<br />
“A Virgem Maria, sendo obediente à sua palavra, recebeu do anjo a boa nova de que portaria (portaret) Deus” (Contra as Heresias, 5:19:1)<br />
____________________________________________________________________</p>
<p>Santo Hipólito de Roma (NASCIDO NO ANO 170 d.C)<br />
“Para de todas as gerações eles têm retratado por diante os grandiosos assuntos para a contemplação e para a ação. Assim, também, eles pregavam o advento de Deus em carne e osso para o mundo, seu advento pela impecável e mãe de Deus (Theotokos) Maria no caminho do nascimento e crescimento, e a forma de sua vida e conversa com os homens, e sua manifestação por meio do batismo, e o novo nascimento, que era para ser para todos os homens, e a regeneração pela pia [do batismo]” (Discurso sobre o Fim do Mundo, 1).<br />
___________________________________________________________________</p>
<p>  Gregório de Taumaturgo (NASCIDO NO ANO 213 d.C)<br />
“Para Lucas, nas narrativas dos evangelhos inspirados, oferece um testemunho não apenas para José, mas também a Maria, a Mãe de Deus, e dá este relato com referência à própria família e da casa de Davi” (Quatro Homilias 1).<br />
“É nosso dever apresentar a Deus, como sacrifícios, todos os festivais e celebrações de hinário, e em primeiro lugar, [a festa] da Anunciação à santa Mãe de Deus, a saber, a saudação que lhe foi feita pelo anjo, ‘Ave, cheia de graça!’” (Quatro Homilias 2).<br />
______________________________________________________________</p>
<p>ALEXANDRE DE ALEXANDRIA NASCIDO NO ANO 250<br />
_</p>
<p>"Depois disso, recebemos a doutrina da ressurreição dos mortos, dos quais Jesus Cristo, nosso Senhor tornaram-se os primeiros frutos; Quem deu à luz um corpo, na verdade, não na aparência, derivado de Maria, mãe de Deus ,em plenitude do tempo peregrinando entre a raça, para a remissão dos pecados: quem foi crucificado e morreu, apesar de tudo isso sofreu nenhuma diminuição de Sua Divindade ".<br />
Alexandre de Alexandria, Epístola aos Alexander, 12 (AD 324), em NPNF2, III: 40 </p>
<p>_________________________________________________________________</p>
<p>ATANÁSIO NASCIDO NO ANO 296<br />
_<br />
"E o anjo em sua aparência, ele mesmo confessa que ele foi enviado por seu Senhor, como Gabriel confessou no caso de Zacarias, e também no caso de Maria, portadora de Deus."<br />
Atanásio, Orations III, 14 (AD 362), em NPNF2, IV: 401 </p>
<p>__________________________________________________________________<br />
 CIRILO DE JERUSALÉM NASCIDO NO ANO 313</p>
<p>"Muitos, meus amados, são os verdadeiros testemunhos a respeito de Cristo<br />
O Pai dá testemunho do céu de Seu Filho: o Espírito Santo dá testemunho, descendente corporal à semelhança de uma pomba: o Arcanjo Gabriel é testemunha, trazendo boas novas para Maria: o Virgem Mãe de Deus é testemunha: o lugar abençoado da manjedoura testemunha ".<br />
Cirilo de Jerusalém, catequético Palestras, X: 19 (CAD 350), em NPNF2, VII: 62<br />
 __________________________________________________________________</p>
<p>GREGÓRIO NAZIANO NASCIDO NO ANO  330</p>
<p>"Se alguém não acredita que Santa Maria é a Mãe de Deus, ele é cortado da Divindade."<br />
Gregório de Nazianzo, Para Cledonius, 101 (AD 382), em NPNF2, VII: 439<br />
 _____<br />
____________________________________________________________________<br />
GREGÓRIO DE NISSA NASCIDO NO ANO 335</p>
<p>"Da mesma forma que, na idade de Maria, mãe de Deus, ele que reinou desde Adão até sua vez encontrado, quando ele veio até ela e correu suas forças contra o fruto de sua virgindade como contra uma rocha, que ele foi quebrado para peças em cima dela, então em cada alma que passa por esta vida na carne, sob a proteção da virgindade, a força da morte é de uma maneira quebrado e anulado, pois ele não encontrar os lugares em que ele pode corrigir seu ferrão ".<br />
Gregório de Nissa, sobre a virgindade, 14 (AD 370), em NPNF2, V: 359-360 </p>
<p> EPIFÂNIO NASCIDO  NO ANO 310</p>
<p>"Ele reformulou o homem a perfeição em si mesmo, a partir de Maria, a Mãe de Deus, através do Espírito Santo."<br />
Epifânio, O homem bem ancoradas, 75 (AD 374), em JUR, II: 70 </p>
<p>________________________________________________________________</p>
<p>AMBRÓSIO NASCIDO NO ANO 337</p>
<p>"Vamos, então, a vida de Maria ser como se fosse a virgindade em si, estabelecido em uma semelhança, a partir do qual, a partir de um espelho, o aparecimento de castidade e a forma de virtude é refletida. Com isso você pode levar o seu padrão de vida, mostrando, por exemplo, as regras claras de virtude. O que você tem que corrigir, para efeito, e se apegam A primeira coisa que acende ardor na aprendizagem é a grandeza do professor que é maior do que a Mãe de. Deus? "<br />
Ambrósio , virgindade, II: 6 (CAD 378), em NPNF2, X: 374<br />
 ________________________________</p>
<p>TEODORO DE MOPSUÉSTIA NASCIDO NO ANO 350</p>
<p>"Para a pergunta:" Maria é o portador do homem, ou o portador de Deus? ' devemos responder: 'Of Both' "<br />
Teodoro de Mopsuéstia, A Encarnação, 15 (AD ante 428), em FCTL, 168 </p>
<p>JOÃO CASSIANO NASCIDO NO ANO 360</p>
<p>"E então você diz, O herege, quem quer que seja, que negam que Deus nasceu da Virgem, que Maria, a Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo não deveria ser chamado Theotocos, isto é, Mãe de Deus, mas Christotocos, ou seja, , somente a Mãe de Cristo, não de Deus. </p>
<p>Pois ninguém, você diz, traz à tona o que é anterior no tempo. E desse argumento completamente ridículo em que você acha que o nascimento de Deus pode ser entendido por mentes carnais, e fantasia que o mistério de Sua Majestade pode ser explicada pelo raciocínio humano, vamos, se Deus permitir, diga alguma coisa mais tarde. </p>
<p>No entretanto, agora vamos provar por testemunhos divinos que Cristo é Deus, e que Maria é a Mãe de Deus ".<br />
João Cassiano, a encarnação de Cristo, II: 2 (AD 430), em NPNF2, XI: 556<br />
______________________________________________________________________</p>
<p>CIRILO DE ALEXANDRIA NASCIDO NO ANO 378</p>
<p>"Mas desde que a Santíssima Virgem deu à luz segundo a carne Deus pessoalmente unida a carne, por esta razão, dizemos de que ela é Mãe de Deus, não como se a natureza da Palavra teve seu inicio de ser de carne e osso, pois ele era no início, eo Verbo era Deus, eo Verbo estava com Deus .... mas, como dissemos antes, porque ter a natureza do homem pessoalmente unida a si mesmo ... "<br />
Cirilo de Alexandria, a Nestório, Epístola 17:11 (AD 430), no CCC, 306<br />
______________________________________________________</p>
<p>CONCÍLIO DE EFESO REALIZADO NO ANO 431</p>
<p>"Se alguém não confessar que o Emanuel é muito Deus, e que, portanto, a Santíssima Virgem é a Mãe de Deus (Theotókos), na medida em que na carne ela gerou o Verbo de Deus feito carne [como está escrito:"<br />
_<br />
A Palavra se fez carne ': seja anátema ".<br />
Concílio de Éfeso, Anathemas contra Nestório, I (AD 430), em NPNF2, XIV: 206<br />
______________________________________________________________</p>
<p>VICENTE DE LERINS  MORTO NO ANO 445<br />
ASSIM ESCREVEU:</p>
<p>Por pelo dom singular daquele que é o nosso Senhor e Deus, e além disso, o seu próprio filho, ela deve ser confessado mais verdadeira e mais felizmente - A mãe de Deus" Theotocos ', mas não no sentido em que é imaginado por um certo irreverente heresia que mantém, que ela deve ser chamada de Mãe de Deus, por qualquer outra razão que não porque ela deu à luz a que o homem que mais tarde tornou-se Deus, assim como falamos de uma mulher como a mãe de um sacerdote ou a mãe de um bispo, o que significa que ela era tal, não dando à luz a um já um sacerdote ou um bispo, mas por dar à luz aquele que mais tarde tornou-se um sacerdote ou um bispo. Não assim, digo eu, foi o santo Maria 'Theotocos, "a mãe de Deus, mas sim, como foi dito antes, porque em seu ventre sagrado foi forjado que a maioria mistério sagrado em que, por conta da unidade singular e original de Pessoa, como a Palavra em carne é carne , então Man em Deus é Deus ".<br />
Vicente de Lerins, Commonitories, 15 (AD 434), em NPNF2, XI: 142-143<br />
______________________________________________________________________</p>
<p>JOÃO DAMASCENO NASCIDO NO ANO 676<br />
"Assim, pois Ele era ao mesmo tempo em todas as coisas e, acima de todas as coisas e também habitaram no seio da Santa Mãe de Deus, mas em que pela energia da encarnação."<br />
João Damasceno, Fonte de Conhecimento, III: 7 (AD 743), em NPNF2, IX: 51<br />
_________________________________________________________________</p>
<p>______________________________________________________________<br />
______________________________________________________________<br />
Pedro de Alexandria (305 d.C)<br />
“Eles vieram para a Igreja da Santíssima Mãe de Deus e sempre Virgem Maria, que, como se começou a dizer, ele tinha construído no bairro ocidental, em um subúrbio, um cemitério dos mártires.” (Os Atos genuínos de Pedro de Alexandria).<br />
_____________________________________________________________<br />
METÓDIO TERCEIRO SÉCULO:<br />
“Salve a ti para sempre, Virgem Mãe de Deus, nossa alegria incessante, pois para ti Eu volto novamente. Você é o início de nossa festa; Você é o seu meio e fim, a pérola de grande valor, que pertence ao reino; a gordura de cada vítima, o altar vivo do Pão da Vida. Salve, você tesouro do amor de Deus. Salve, você,  fonte de amor do Filho para o homem [...] você brilhava, doce dom-outorgante Mãe , com a luz do sol, você brilhou com os fogos insuportáveis de da mais fervorosa caridade, trazendo no final, aquele que foi concebido de você [...] para manifestar o mistério escondido e indizível, o Filho do Pai invisível, o Príncipe da Paz, que de uma forma maravilhosa mostrou-se como menos do que toda pequenez.”(Oração sobre Simeão e Ana 14).<br />
Cirílo de Jerusalém (350 d.C)<br />
“O Pai dá testemunho do céu para seu Filho. O Espírito Santo dá testemunho, descendo corporalmente  na forma de uma pomba. O arcanjo Gabriel é testemunha, trazendo as boas novas a Maria. A Virgem Mãe de Deus é testemunha...” (Leituras Catequéticas 10, 19).<br />
Efraim, o Sírio (NASCIDO NO ANO 306 d.C)<br />
“Apesar de ainda ser virgem, ela carregava uma criança em seu ventre, e a serva e obra de sua sabedoria tornou-se a Mãe de Deus” (Cantos de Louvor 1, 20).<br />
_______________________________________________________________<br />
Epifânio de Salamissa (NASCIDO NO ANO 310 d.C)<br />
“Ser perfeito ao lado do Pai, encarnado entre nós, não na aparência, mas na verdade, ele [o filho] homem remodelada para a perfeição em si mesmo a partir de Maria, a Mãe de Deus através do Espírito Santo” (O homem bem ancorada 75).<br />
______________________________________________________________<br />
São Jerônimo (NASCIDO NO ANO 347 d.C)<br />
“Quanto à forma como a virgem tornou-se Mãe de Deus, ele tem pleno conhecimento; de como ele mesmo nasceu, ele não sabe nada.” (Contra Rufino 2, 10).<br />
________________________________________________"

Autor: Edmilson Silva
 
Deixe um comentário

Publicado por em 23/02/2015 em Uncategorized

 

A SAGRADA ESCRITURA CONDENA O LIVRE EXAME PROTESTANTE

_______________________________________________________________

NOTAS BÍBLICAS:
_
SE O LIVRE EXAME FOSSE BÍBLICO NÃO EXISTIRIA NO MEIO DO PROTESTANTISMO MILHARES DE MILHARES DE HERESIAS E DE DIVISÕES DE DOUTRINA:
________________________________________________________________

POR ISSO SÃO PEDRO NOS DIZ:
Nenhuma profecia da Escritura é de interpretação pessoal” (2Pd, 1,20).

E A BÍBLIA ADVERTE DURAMENTE CONTRA AQUELES QUE USAM O LIVRE EXAME BÍBLICO
VEJA:
Assim vos escreveu também o nosso caríssimo irmão Paulo, segundo a sabedoria que lhe foi dada, falando-vos dessas coisas, como faz também em todas as suas cartas. Nelas há, porém, alguma coisa difícil de compreender, que as pessoas pouco instruídas ou pouco firmes deturpam, como fazem também com as outras escrituras, para sua própria ruína” (2Pd 3, 15-16).

SÓ A IGREJA TEM AUTORIDADE EM INTERPRETAR A BÍBLIA:
POR ISSO É DITO QUE:
A GREJA = É COLUNA E SUSTENTÁCULO DA VERDADE
“Todavia, se eu tardar, quero que
saibas como deves portar-te na casa de Deus, que é a Igreja de Deus vivo, coluna e sustentáculo da verdade”. (1Tm 3,15)

A BÍBLIA AFIRMA QUE:
Muitas são as opiniões dos homens, e as más imaginações levam ao engano” (Eclo 3,24).

NOTAS:
Como explicar que Deus deixaria o mundo ao “livre exame” em que cada um segue sua cabeça e justifica suas opiniões? E onde ficaria a frase de S. João: “Haja um só rebanho e um só pastor” (Jo 10, 16).

E só folhear o Ato dos Apóstolos e verificar que a Igreja, desde o começo, seguia a um só pastor, isto é, o sucessor de S. Pedro (O PRIMEIRO PAPA).

E MAIS…
Outra contradição do “livre exame” é o fato de existirem tantas “igrejas” protestantes, todas se dizendo inspiradas pelo mesmo ‘espírito santo‘, e cada uma pregando uma doutrina diversa da outra.

"A SAGRADA ESCRITURA CONDENA O LIVRE EXAME PROTESTANTE:</p>
<p>_______________________________________________________________</p>
<p>NOTAS BÍBLICAS:<br />
_<br />
SE O LIVRE EXAME FOSSE BÍBLICO NÃO EXISTIRIA NO MEIO DO PROTESTANTISMO MILHARES DE MILHARES DE HERESIAS E DE DIVISÕES DE DOUTRINA:<br />
________________________________________________________________</p>
<p>POR ISSO SÃO  PEDRO NOS DIZ:<br />
Nenhuma profecia da Escritura é de interpretação pessoal” (2Pd, 1,20).</p>
<p>E A BÍBLIA ADVERTE DURAMENTE CONTRA AQUELES QUE  USAM O LIVRE EXAME BÍBLICO<br />
VEJA:<br />
Assim vos escreveu também o nosso caríssimo irmão Paulo, segundo a sabedoria que lhe foi dada, falando-vos dessas coisas, como faz também em todas as suas cartas. Nelas há, porém, alguma coisa difícil de compreender, que as pessoas pouco instruídas ou pouco firmes deturpam, como fazem também com as outras escrituras, para sua própria ruína” (2Pd 3, 15-16).</p>
<p>SÓ A IGREJA TEM AUTORIDADE EM INTERPRETAR A BÍBLIA:<br />
POR ISSO É DITO QUE:<br />
A GREJA = É COLUNA E SUSTENTÁCULO DA VERDADE<br />
“Todavia, se eu tardar, quero que<br />
saibas como deves portar-te na casa de Deus, que é a Igreja de Deus vivo, coluna e sustentáculo da verdade”. (1Tm 3,15)</p>
<p>A BÍBLIA AFIRMA QUE:<br />
Muitas são as opiniões dos homens, e as más imaginações levam ao engano” (Eclo 3,24).</p>
<p>NOTAS:<br />
Como explicar que Deus deixaria o mundo ao “livre exame” em que cada um segue sua cabeça e justifica suas opiniões? E onde ficaria a frase de S. João: “Haja um só rebanho e um só pastor” (Jo 10, 16).</p>
<p>E só folhear o Ato dos Apóstolos e verificar que a Igreja, desde o começo, seguia a um só pastor, isto é, o sucessor de S. Pedro (O PRIMEIRO PAPA).</p>
<p>E MAIS...<br />
Outra contradição do “livre exame” é o fato de existirem  tantas “igrejas” protestantes, todas se dizendo inspiradas pelo mesmo ‘espírito santo‘, e cada uma pregando uma doutrina diversa da outra."

Autor: Edmilson Silva
 
Deixe um comentário

Publicado por em 23/02/2015 em Uncategorized