As três fórmulas do Ato Penitencial

No Missal Romano, são previstas três fórmulas para o Ato Penitencial: O Confiteor (Confesso a Deus) com o Kyrie, o Miserere (Tende piedade de nós) com o Kyrie, e o Responsório. Na maioria das nossas paróquias, a fórmula mais usada é a terceira, normalmente de modo abusivo. Ainda há a aspersão de água benta, que substitui o Ato Penitencial. Trataremos disso em um artigo posterior.

 

I Fórmula – Confiteor

 

Confesso a Deus todo-poderoso e a vós, irmãos e irmãs, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, atos e omissões: por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço à Virgem Maria, aos anjos e santos e a vós, irmãos e irmãs, que rogueis por mim a Deus, Nosso Senhor.

Deus todo poderoso tenha compaixão de nós
Perdoe os nossos pecados e nos conduza a vida eterna
Amém

 

Kyrie Eleison. Christe Eleison. Kyrie Eleison

 

O Confiteor (Confesso a Deus) é uma oração penitencial em que reconhecemos e confessamos ser pecadores, pedimos perdão a Deus e invocamos a intercessão dos santos e dos homens para que não voltemos a ofender a Deus. A origem dessa oração é uma das muitas apologias  da Liturgia do primeiro Milênio. Sua fórmula foi se desenvolvendo ao longo dos séculos, mas por volta do século XIV  já possuía quase idêntico o texto que conservou até a Reforma Litúrgica do Concílio Vaticano II, a qual diminuiu e simplificou a oração.

Após a oração do Confiteor, tem-se a absolvição “Deus todo poderoso tenha compaixão… etc“, que embora seja uma súplica pelo perdão de Deus não tem o poder de uma absolvição sacramental – ou seja, não apaga os pecados mortais –  e então se canta ou reza o Kyrie.

 

II Fórmula – Miserere

 

Tende compaixão de nós, Senhor.

Porque somos pecadores

Manifestai Senhor a vossa Misericórdia.

E dai-nos a vossa salvação

Deus todo poderoso tenha compaixão de nós
Perdoe os nossos pecados e nos conduza a vida eterna
Amém

 

Kyrie Eleison. Christe Eleison. Kyrie Eleison

 

Miserere do latim quer dizer “Tem piedade de nós“. É com estas palavras que se inicia a segunda fórmula do Ato Penitencial, o responsório. O segundo verso é conhecido da Liturgia Romana, utilizado sobretudo no fim das orações ao pé do altar da Missa Tridentina:

 

Ostende nobis Domine misericordiam tuam

Et salutare tuum da nobis (Salmo 85,7)

 

O primeiro verso, no entanto, tem origem obscura. Não vem de nenhum trecho das sagradas escrituras e não era utilizado anteriormente na Liturgia. 5

 

Após o Responsório, tem a absolvição e o Kyrie.

 

 

III Fórmula – Kyrie com Tropos

 

Por volta do século IX, as melodias do Kyrie foram se tornando mais e mais complexas. Sempre cantadas pela schola cantorum, isto é, pelo coro de músicos altamente treinados, começaram a surgir pequenas orações recitadas enquanto o coro cantava o Kyrie. Estas orações ganharam o nome de Troppos. Um exemplo deste uso muito famoso é o Kyrie Fons Bonitatis. No vídeo abaixo, vemos o cantor inicialmente cantar o Kyrie, tal qual ele é. Depois, por volta dos 2:25, inicia o canto do Kyrie com o Troppo Fons Bonitatis. Esta maneira de se cantar o Kyrie se tornou muito comum durante a Idade Média.

 

A terceira fórmula do Ato Penitencial se aproxima um pouco deste uso. Ela prescreve pequenos versículos (troppos) entre as aclamações Kyrie / Christe Eleison. O Missal Romano prescreve várias delas , mas, na rubrica, deixa aberto o texto para “adaptações”.

Publicado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Magnificat anima mea Dominum
Inquisição on Line
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 1
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 2
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 3
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 4
Catecismo de Adultos – Aula 01 – A Revelação Divina – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 02 – O Modernismo, o problema atual na Igreja – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 03 – Deus Uno e Trino – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 04 – A Criação em geral e os anjos – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 05 – Os anjos e o homem – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 06 – A Teoria da Evolução contra a Ciência e a Filosofia – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 07 – Cristo Nosso Senhor e Maria Santíssima – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 08 – Aula 08 – O modo de vida de Jesus Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 09 – As perfeições de Cristo e a Paixão – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 10 – A Cruz, os infernos e a Ressurreição de Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 11 – A Ascensão, os juízos particular e final, e o Espírito Santo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 12 – Como saber qual a verdadeira Igreja de Cristo? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 13 – A Igreja Católica e a Salvação – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 14 – A Infalibilidade da Igreja e a união da Igreja e do Estado – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 15 – Da comunhão dos santos à vida eterna – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 16 – Os princípios da oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 17 – Como rezar bem? – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 18 – Os tipos de oração – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 19 – O Pai Nosso – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 20 – A Ave Maria e o Santo Terço – Padre Daniel Pinheiro

 

Catecismo de Adultos – Aula 21 – A Meditação Católica – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 22 – Introdução à moral católica: uma moral das virtudes – Padre Daniel Pinheiro
Lutero e o Protestantismo: A História da Reforma – Profa. Dra. Laura Palma
Lutero e o Protestantismo: Vida de Lutero – Prof. André Melo
Lutero e o Protestantismo: Sola Scriptura – Profa. Dra. Ivone Fedeli
Lutero e o Protestantismo: Sola Fide – Prof. Marcelo Andrade
Lutero e o Protestantismo: Sola Gratia – Pe. Edivaldo Oliveira
Mídia Católica
Atualizações
Translator
Italy
Calendário
setembro 2017
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
Visitantes
  • 4.852.076 acessos desde 01/05/2011
religião e espiritualidade
religião e espiritualidade
Categorias
Links
%d blogueiros gostam disto: