A Fé sem Obras é Morta

Basta ter fé e já estou salvo…não precisa de mais nada….Será??

Que proveito há, meus irmãos se alguém disser que tem fé e não tiver obras? Porventura essa fé pode salvá-lo? Se um irmão ou uma irmã estiverem nus e tiverem falta de mantimento cotidiano, e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito há nisso? Assim também a fé, se não tiver obras, é morta em si mesma.

(Tiago 2:14-17)

É por isso que Lutero, fundador do Protestantismo queria arrancar da Bíblia o Evangelho de São Tiago, a qual chamava “Carta de Palha”.

Por que dizem NÃO as Obras ?

Tudo para não Servir……………

Um exemplo claro disso é que a citação que fazem da carta de São Paulo aos Efésios continua afirmando o que segue:

“Por que somos obra Sua, criados em Jesus Cristo para boas obras, que Deus preparou para caminharmos nelas.”(Efésios, 2:10).

Ora, Deus nos criou para boas obras.

Porque então os sectários renegam a necessidade das obras, se Deus nos criou para elas ??? ???

Na verdade, somos salvos por Fé e obras, pois como disse São Tiago, em sua carta, “Assim também a fé, se não tiver obras, é morta em si mesma” (Tiago, 2:17).

Nem Lutero pai dos protestantes conseguiu se livrar desta. Tanto que quis tirar a Epistola de São Tiago da Bíblia imcompleta dos protestantes, e a chamou de “carta de palha”.

A palavra heresia significa escolha, portanto herege é aquele que escolhe. Os sectários são hereges porque escolhem na Bíblia os trechos que aparentemente lhes dão razão e ignoram aqueles trechos que os contradizem.

FAZER A VONTADE DO PAI – Boas Obras

É importante colocar em PRÁTICA a Fé e os Ensinamentos Cristãos. Ter AÇÕES que justifiquem sermos chamados filhos de Deus.

Ou seja, devemos sim reconhecer que Deus é o Senhor, crer e anunciar a sua missão salvífica de Cristo, porém lembremos que os nossos gestos e atitudes são por si mesmo a maior demonstração de Jesus em nossas vidas e a maior evangelização que podemos trasnmitir.

Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos céus, mas sim aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não pregamos nós em vosso nome, e não foi em vosso nome que expulsamos os demônios e fizemos muitos milagres?. E, no entanto, eu lhes direi: Nunca vos conheci. Retirai-vos de mim, operários maus! (Mt 7, 21ss)

Mas que vos parece? Um homem tinha dois filhos, e, chegando-se ao primeiro, disse: Filho, vai trabalhar hoje na vinha. Ele respondeu: Sim, senhor; mas não foi.
Chegando-se, então, ao segundo, falou-lhe de igual modo; respondeu-lhe este: Não quero; mas depois, arrependendo-se, foi.
Qual dos dois fez a vontade do pai? (perguntou Jesus)

(Mt 21, 28-30)

…e consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras, (Heb 10:24)

Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus antes preparou para que andássemos nelas. (Ef 2:10)

para que possais andar de maneira digna do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus, (Col 1:10)

Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente preparado para toda boa obra. (II Tim 3:16;17)

Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus. (Mat 5:16)

tendo o vosso procedimento correto entre os gentios, para que naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, observando as vossas boas obras, glorifiquem a Deus no dia da visitação. (I Ped 2:12)

Não seja inscrita como viúva nenhuma que tenha menos de sessenta anos, e só a que tenha sido mulher de um só marido, aprovada com testemunho de boas obras, se criou filhos, se exercitou hospitalidade, se lavou os pés aos santos, se socorreu os atribulados, se praticou toda sorte de boas obras. (I Tim 5:9;10)

Os pecados de alguns homens são manifestos antes de entrarem em juízo, enquanto os de outros descobrem-se depois. Da mesma forma também as boas obras são manifestas antecipadamente; e as que não o são não podem ficar ocultas. (I Tim 5:24;25)

Anúncios
Marcado com: ,
Publicado em Apologética, Protestantismo
5 comentários em “A Fé sem Obras é Morta
  1. Evandro Souza disse:

    Boa Tarde Guerreiros de Deus, Farei uma Matraca (Palestra) em um retiro dos Novos Crismandos, e minha matraca é a seguinte ” A fé sem Obras é Morta”.o site de vocês me ajudou muito, porém se alguem puder continuar a me ajudar para uma melhor apresentação desta passagem na Palavra. ao jovens Crismandos deixo meu E-mail. evandro_beco@hotmail.com.

    fiquem com Deus amados

    Shalom.

  2. iran disse:

    Muito boa as colocações, é assim que se prova a verdade de Deus que querem transformar em mentira.

  3. Elandia disse:

    Palavra de Deus abençoada

  4. Indii disse:

    O que sao exatamente essas obras ??? Pf me exllique pois preguei sobre isso “A Fe seobras é morta” . Ao meu ver pelo o que entendi é ir a igreja “casa de deus ” e fazer suas obras , chamadk ou algo assim . (Necessario ir a igreja pra ser corrigido) . E fui questionada sobre o que são . E a pessoa constatou que ela iria pro céu ja que fazia o bem às vezes ao próximo , e se diz ter mais fé do que muitas pessoas que vão a igreja .(sei que nao podemos julgar quem vaj pro ceus ou inferno) Obs: a pessoas nunca foi a igreja . E com o argumento de “a fé sem obras é morta ” quis mostrar que precisar sim ir a igreja pra praticar da obra e ser corrigido (tambem sei que nao é so na igreja que se pratica a obra de Deus)

    • Júnior disse:

      boa tarde! Louvado seja o nome de nosso Senhor Jesus Cristo… Minha Irmã em razão ao seu questionamento, você pode vê que o próprio Jesus responde. “Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos céus, mas sim aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus”. pois muitos fazem caridades , doações , entregas , favores …etc…etc.. aos mais desfavoráveis porem com intuito de negociar com Deus! “ou seja” …eu fiz o bem, agora estou bem encaminhada(o) para o céu …Deus olhará primeiro pra mim…etc..etc.. entendeu,muitos costumam negociar a glória a nós já garantida com suas próprias vontades e , nós cristãos sabemos que ao fazer o bem receberemos sim a glória mais, “segundo a vontade de DEUS. e cometendo tal egoísmo, receberá do nosso senhor o questionamento”E, no entanto, eu lhes direi: Nunca vos conheci. Retirai-vos de mim, operários maus! (Mt 7, 21ss) Por tanto em suas pregações, sempre alerte aos crismando ou comunidade que o retorno de nossas obras nunca e jamais será aceita por DEUS se o fizermos na intenção de troca com ele! …mais sim segundo a vontade dele… Que DEUS abençoe sua comunidade e entregue-se mais e mais na missão de Cristo que o mais ele o fará em sua vida!

      Junior – Campina Grande -PB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Sugestão de Leitura
Doutrina Católica, Visão de Conjunto e Implicações na Sociedade – Prof. Emerson Takase
Nós Somos a Igreja Católica

 

 

Santa Missa – Passo a Passo

 

Cantar a Liturgia – Padre Anderson Marçal

 

Símbolos na Santa Missa – Prof. Carlos Tadelle
Erros Litúrgicos do Pe. Marcelo Rossi – Dom Armando Bucciol
Padre Demétrio: Os abusos litúrgicos e a riqueza da Santa Missa
Abusos na liturgia da Igreja – Padre Alex
A Missa – O certo e o errado – Padre Raphael
Mariologia – Apresentação
Mariologia – Introdução
Historia da Mariologia
Maria no Antigo Testamento
Maria em Gálatas 4,4 5
Maria em Mateus
Maria em Marcos
Maria nas Sagradas Escrituras do Antigo ao Novo Testamento – Pe. Guido
As Bem-aventuranças e Nossa Senhora – Prof. Lucas Parra
Nossa Senhora Corredentora – Prof. André Melo
O Ministério de Pedro e a Igreja Primitiva
O Pentateuco | Estudo Bíblico com Pe. Guido
Os 7 Livros Sapienciais do Antigo Testamento | Estudo Bíblico Católico com Pe. Guido
Os Livros Proféticos do Antigo Testamento | Estudo Bíblico Católico com Pe. Guido
Os Evangelhos na História da Igreja
Evangelho de Mateus | Estudo Bíblico Católico com Frei Diones Rafael Paganotto
Evangelho de Marcos | Estudo Bíblico Católico com Frei Diones Rafael Paganotto
Evangelho de Lucas | Estudo Bíblico Católico com Frei Diones Rafael Paganotto

 

 

Evangelho de João | Estudo Bíblico Católico com Frei Diones Rafael Paganotto

 

Atos dos Apóstolos | Estudo Bíblico Católico com Pe. Guido
Cartas de São Pedro | Estudos Bíblicos com Pe. Guido
Cartas de São Paulo | Estudos Bíblicos com Pe. Guido 1/3
Cartas de São Paulo | Estudos Bíblicos com Pe. Guido 2/3
Cartas de São Paulo | Estudos Bíblicos com Pe. Guido 3/3
Cartas de São Paulo | Introdução | Estudo Bíblico com Frei Diones Rafael Paganotto
Cartas de São Paulo | Corpus Paulinum | Estudo Bíblico com Frei Diones Rafael Paganotto
Cartas de São Paulo | 1 Tessalonicenses | Estudo Bíblico com Frei Diones Rafael Paganotto
Cartas de São Paulo | 1 Coríntios | Estudo Bíblico com Frei Diones Rafael Paganotto
Cartas de São Paulo | 1 Coríntios | Estudo Bíblico com Frei Diones Rafael Paganotto

 

Cartas de São Paulo | Gálatas | Estudo Bíblico com Frei Diones Rafael Paganotto
Cartas de São Paulo | Cartas Pastorais 1 | Estudo Bíblico com Frei Diones Rafael Paganotto
Cartas de São Paulo | Cartas Pastorais 2 | Estudo Bíblico com Frei Diones Rafael Paganotto
Apocalipse: o Livro Profético do Novo Testamento | Estudo Bíblico Católico com Pe. Guido
Apocalipse | Estudo Bíblico Católico com Frei Diones Rafael Paganotto

 

 

 

Sagrada Tradição da Igreja – Professor Felipe Aquino
Sagrado Magistério da Igreja – Professor Felipe Aquino
Breve comentário sobre a História da Igreja | Prof. Felipe Aquino
O Santo Terço Explicado – Professor Carlos Ramalhete

 

Doutrina Social da Igreja (introdução) – Padre Douglas Pinheiro Lima

 

Formação sobre canto e música litúrgica

 

Curso de Canto Gregoriano – Parte 1

 

Curso de Canto Gregoriano – Parte 2

 

Curso de Canto Gregoriano – Parte 3

 

Curso de Canto Gregoriano – Parte 4
Curso de Canto Gregoriano – Parte 5
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 1
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 2
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 3
Curso de liturgia da Santa Missa // Padre Paulo Ricardo // Parte 4
Introdução ao estudo dos Dogmas da Igreja Católica – Márcio Carvalho
Grandes Heresias da História da Igreja – Pe. Guido
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ Apresentação – Professor Joel Gracioso
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ Identidade da Igreja Católica – Professor Joel Gracioso
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ A Fé como resposta à Palavra de Deus – Professor Joel Gracioso
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ A busca da Compreensão da fé – Professor Joel Gracioso
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ A Sagrada Escritura e a Sagrada Tradição – Professor Joel Gracioso
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ Sagrada Tradição: Os Padres da Igreja – Professor Joel Gracioso
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ Os Santos Padres e as Heresias/ Parte I -Professor Joel Gracioso
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ Os Santos Padres e as Heresias/ Parte II -Professor Joel Gracioso
Curso de Iniciação a Teologia Católica/ Os 21 Concílios, a Infabilidade Papal e Tradições/ Professor Joel Gracioso
Catecismo de Adultos – Aula 01 – A Revelação Divina – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 02 – O Modernismo, o problema atual na Igreja – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 03 – Deus Uno e Trino – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 04 – A Criação em geral e os anjos – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 05 – Os anjos e o homem – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 06 – A Teoria da Evolução contra a Ciência e a Filosofia – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 07 – Cristo Nosso Senhor e Maria Santíssima – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 08 – Aula 08 – O modo de vida de Jesus Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 09 – As perfeições de Cristo e a Paixão – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 10 – A Cruz, os infernos e a Ressurreição de Cristo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 11 – A Ascensão, os juízos particular e final, e o Espírito Santo – Padre Daniel Pinheiro
Catecismo de Adultos – Aula 12 – Como saber qual a verdadeira Igreja de Cristo? – Padre Daniel Pinheiro
Lutero e o Protestantismo: A História da Reforma – Profa. Dra. Laura Palma
Lutero e o Protestantismo: Vida de Lutero – Prof. André Melo
Lutero e o Protestantismo: Sola Scriptura – Profa. Dra. Ivone Fedeli
Lutero e o Protestantismo: Sola Fide – Prof. Marcelo Andrade
Lutero e o Protestantismo: Sola Gratia – Pe. Edivaldo Oliveira
Mídia Católica
Magnificat anima mea Dominum
Atualizações
Translator
Italy
Calendário
junho 2011
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
Visitantes
  • 3,273,845 acessos desde 01/05/2011
religião e espiritualidade
religião e espiritualidade
Categorias
Links
%d blogueiros gostam disto: