RSS

O que é Liturgia das Horas ?

08 jun

 

A Liturgia das Horas é uma das formas de a Igreja viver a Páscoa de Jesus Cristo no ritmo diário, semanal e anual do tempo. Pela oração das horas o Cristão é lançado no mistério da morte e ressurreição do Senhor, na expressão mais nobre e definitiva de sua atividade humana, a comunhão de seu Deus. Nas comunidades reunidas em oração, a Igreja vive diariamente como que os mistérios do Tríduo Pascal, da Paixão-Morte, Sepultura e Ressurreição do Senhor. Une sua oração a Cristo nos passos do Tríduo Pascal, mesmo evocando os demais mistérios de sua vida terrestre. Este caráter de vivencia pascal, de passagem da morte para a vida em Cristo manifesta-se pelos elementos de cada uma das horas.

 

1. O invitatório. O invitatório é um convite à oração. “Abri os meus lábios, ó Senhor. E minha boca anunciará vosso louvor”, com o salmo 94. Com esse invitatório os fiéis são convidados cada dia a cantar os louvores de Deus e a escutar sua voz, e são incentivados a desejar o “descanso do Senhor”. O salmo 94 pode ser substituído pelos salmos 99, 66 ou 23. O invitatório mostra que todo o ciclo da oração cotidiana constitui uma experiência pascal.

2. A oração da manhã. É também chamada louvor Matinal ou Laudes, é o louvor da Igreja pelo mistério de Cristo, sobretudo de seu aspecto glorioso: a Ressurreição. O sol que desponta dando forma e beleza a todas as coisas, o levantar-se, o reiniciar dos trabalhos, o alimento são símbolos da vida e ponto de partida para o louvor de Deus. Cada louvor matinal constitui uma pequena celebração da Ressurreição de Cristo e da nossa ressurreição com Ele. A oração da manhã se destina e se ordena à santificação do período da manhã. Essa hora é celebrada ao chegar à luz do novo dia e evoca a ressurreição de Jesus que é a luz verdadeira que ilumina todo homem (Jo 1, 9) é o sol da justiça (Ml 3, 20) nascendo do alto (Lc 1, 78).

O hino > costuma ser um hino matinal. Fala da luz do sol, do dia, do tempo concedido ao homem para servir e dar glória a Deus, o Senhor do tempo.

A salmodia > a salmodia tem um caráter de louvor pela criação do mundo e do homem e pela nova criaçãoem Cristo Jesus. O primeiro salmo faz sempre referência à luz, ao despontar do novo dia, como expressão da obra criadora de Deus por Jesus Cristo.

Os cânticos são expressões de experiências pascais vividas na história de um povo, ou diante da obra de Cristo Redentor. O terceiro elemento da salmodia um salmo de louvor, um convite ao louvor pelo dom de um novo dia, e que é dado à Igreja viver o mistério de Cristo.

As antífonas que emolduram os salmos e cânticos realçam o caráter matutino e pascal da hora, bem como o mistério celebrado.

A leitura breve > a leitura da Oração da manhã constitui um verdadeiro programa de vida para o dia que inicia em Cristo ressuscitado. A leitura muda de acordo com o dia, o tempo ou a festa.

O cântico evangélico > é o ponto alto da celebração. Ele expressa o louvor e a ação de graças pela Redenção, sendo um texto do Evangelho é proclamado de pé e com o sinal da cruz.

As preces > as preces da oração da manhã são chamadas invocações para recomendar ou consagrar o dia ao Senhor. Serão também de louvor a Deus, de confissão de sua glória e lembrança da história da Salvação.

O Pai-nosso > toda a Oração é resumida e completada pelo Pai nosso, em que se expressa a vocação do homem no seu relacionamento com Deus como filho, sua relação com o mundo criado, sustentado pelo alimento de cada dia e em sua relação com o próximo, a quem ele deve perdoar como o Pai do céu perdoa.

PERGUNTAS FREQUENTES

Quais os horários corretos para rezar a Liturgia das Horas?

Laudes: Oração da Manhã. É recitada no início do dia.

Hora Média: Oração das Nove (Terça), das Doze (Sexta) e das Quinze horas (Nona).

Vésperas: Oração do Entardecer. É recitada no fim da tarde.

Completas: é recitada antes de dormir.

Ofício das Leituras: pode ser recitado a qualquer hora do dia ou da noite.

A que horas devo rezar o Invitatório?

O Invitatório tem o seu lugar próprio no princípio de todo o ciclo da oração quotidiana; isto é, ou antes das Laudes ou antes do Ofício das Leituras, conforme o dia se iniciar com uma ou outra destas duas ações litúrgicas (IGLH 34).

Qual a diferença entre o Oficio das Leituras e as outras horas?

O Ofício das leituras é uma hora como as outras, com a diferença de que pode ser recitada a qualquer hora do dia ou da noite. Ele não é encontrado na edição compacta da Liturgia das Horas, somente na edição completa, em quatro volumes.

Qual o significado do asterisco [*] e da cruz [†], encontrados nos salmos da Liturgia das Horas?

O asterisco (*) e a “flecha” (†) servem para o canto.
Após o asterisco (*) faz-se uma pausa de um tempo (ou de um acento) e indica, em termos, que a frase melódica será concluída no verso seguinte.
Após a “flecha” (†) faz-se uma pausa igual de um tempo como no asterisco e indica que a frase melódica será concluída após dois versos.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 08/06/2016 em Uncategorized

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: